Últimas

Sábado, 26 de Maio de 2007, 09h:34 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

SEGURANÇA PÚBLICA

Simulação da PM mata 1 criança em Rondonópolis

  

   Mais uma vez, Mato Grosso, já tão carimbado devido ao envolvimento de alguns de seus "filhos" em escândalos, ganhará destaque negativo no cenário nacional. A culpa agora é da Polícia Militar. Numa simulação de um resgate de reféns dentro de um ônibus em Rondonópolis (a 210 km ao Sul de Cuiabá), policiais do Grupo de Operações acabaram usando munição verdadeira durante a apresentação. Agiram como se estivessem trocando tiros com bandidos.

    O resultado foi uma criançaa morta e quatro adultos feridos que estavam na platéia. A tragédia aconteceu nesta sábado no pátio do colégio Princesa Isabel, no bairro Jardim das Flores. A revolta da população é geral. O caso deve ganhar repercussão internacional.

    O comando-geral da PM, sob o coronel Campos Filho, prepara uma nota oficial para explicar a fatalidade. O secretário de Justiça e Segurança Pública, Carlos Brito, já atormentado com tantos ataques da oposição e problemas de ordem pessoal, também vai se pronunciar sobre o assunto. Por enquanto, a explicação é que por engano, alguém carregou as armas utilizadas na simulação com munição real e não com balas de festim.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • camila | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que caricatura de mal gosto que simula o disparo.É uma fallta de respeito com a familia da vitima....Estou indignada..... imagine se fosse sua cabeça no lugar daquele crânio ? está não é uma visão critica da tragedia ,quem desenhou é mais um incopetente que pensa que sabe alguma coisa e faz mais uma asneira na mídia matogrossense.
    A tragedia demonstra a falta de preparo da policia, mt esta na lama só tem autoridades incopetentes assumindo cargos e daí mt vai se afundando cada vez mais pelos corruptos matogossenses , por policial que bate em estudante, por prefeito sem noção......e agora de quem será a culpa ? tomara que não coloque aculpa na fatalidade.......

  • camila | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    A tragedia demonstra a falta de preparo da policia, mt esta na lama só tem autoridades incopetentes assumindo cargos e daí mt vai se afundando cada vez mais pelos corruptos matogossenses , por policial que bate em estudante, por prefeito sem noção......e agora de quem será a culpa ? tomara que não coloque aculpa na fatalidade.......

  • Sebastião Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Como assim "Agiram como se estivessem trocando tiros com bandidos"? Então as pessoas dentro do ônibus estavam armadas também? Se não estavam, como parece óbvio, então o que houve foi um massacre, um fuzilamento impiedoso de inocentes. Alguns pontos devem ser esclarecidos já: a)os policiais atiraram todos, simultaneamente? Se não foi assim, então após o primeiro disparo já era possível perceber o desastre. Por que então o expressivo número de vítimas?; b)Qual a justificativa prévia para esse "treinamento" e ainda mais no pátio de uma escola?; c)Que "tática ou estratégia", seja lá que for a denominação que se pretenda dar a essa estupidez, justifica a que, mesmo numa situação real, se entre num ônibus atirando? Quer dizer que, nesse entendimento aloprado, a vida do refém não vale nada ou vale tanto quanto a dos sequestradores? Então por essa "tática" imbecil quer se dizer, em outras palavras, que a melhor maneira de acabar com um sequestro é matar sequestradores e vítimas?; Finalmente, d)Quem dá (no caso, quem deu?)a ordem numa situação crítica como hipoteticamente seria essa do "treino", qual a cadeia de comando nesse caso?

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...

DEM, bate-cabeça e plano B frustrado

fabinho garcia 400 curtinha   O ex-deputado federal e empresário Fábio Garcia (foto) acabou deixando o DEM órfão de candidatura a prefeito da Capital. Numa conversa com o governador Mauro, seu padrinho político, Fabinho o assegurou que iria sim disputar o Palácio Alencastro, mesmo pedindo trégua por...

Mauro sofre 2 derrotas para Emanuel

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto), principal estrela do DEM em MT, acabou amargando duas derrotas em Cuiabá para o prefeito Emanuel, neste ano, embora não tenha sido candidato nas urnas. Em princípio, buscou candidatura própria com o seu partido, mas todos os nomes possíveis, como de Gilberto, Gallo,...

Três derrotas do marqueteiro Antero

antero de barros curtinha 400   O ex-senador, jornalista e marqueteiro Antero de Barros (foto) não levou sorte nas campanhas eleitorais as quais coordenou nestas eleições. Em Lucas do Rio Verde, empurrou à reeleição o prefeito Luiz Binotti que, mesmo com o poder da máquina, perdeu para o...

Lideranças jogaram duro contra EP

carlos favaro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro teve uma reeleição sofrida em Cuiabá. Lutou contra os principais líderes políticos, que se juntaram em torno da candidatura de Abílio, uns publicamente, outros nos bastidores. O governador Mauro Mendes, por exemplo, jogou pesado para tentar derrotá-lo....

MAIS LIDAS