Últimas

Sábado, 02 de Janeiro de 2010, 19h:25 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Comunicação

Sina traz problema ambiental causado pela pecuária

 A última edição da revista Sina traz em destaque de capa a preocupação mundial com os gases metano provenientes do “pum” e do arroto dos bois e vacas criados pela pecuária e que já significam 50% dos gases que formam o efeito estufa. Outros destaques são as políticas públicas participativas em Educação Ambiental e a luta dos jornalistas pela reversão da decisão do Supremo Tribunal Federal que fez cair a exigência de diploma para a profissão.

   Conforme a publicação, um estudo científico de 10 pesquisadores brasileiros indica que a emissão total associada à pecuária amazônica da qual Mato Grosso faz parte varia entre 499 e 775 milhões de toneladas de CO2 e do cerrado entre 229 e 231 milhões de toneladas. Assim, somente a redução dos impactos ambientais, com melhoria na provisão de serviços e bens demandará a coordenação de políticas agrícolas e ambientais e o incentivo à geração de conhecimento e ao uso de tecnologias adequadas.

   A professora da UFMT Michèle Sato assina a matéria, que fala da construção da continuidade das políticas de educação ambiental. Reúne no mesmo diálogo diversos segmentos, entre eles da cultura, população ribeirinha, funcionários públicos e ongs.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • ze do sal | Segunda-Feira, 04 de Janeiro de 2010, 11h17
    0
    0

    meio jadiz ambiental e dever tedos ser humano so fala de quem produzen alimento p/sasiar a fome o cer humano vevi e de alimento e a cidade que fais ministro carlos mick gosta de ambiental mais nao procura quem sabe os toutorado da emprapa empresa de grande crebilidade aisim produzir acabaria c/ esse blababa e cidades cresendo desordenada cauzando danos abintal social e outros mais eai.

  • LUCIANO REGIS | Domingo, 03 de Janeiro de 2010, 21h16
    0
    0

    PARABÉN AO MARIO HASHIMOTO, REVISTA DE MUITA QUALIDADE!

  • Joao Carlos | Sábado, 02 de Janeiro de 2010, 21h56
    0
    0

    Sr. Edson, parabéns pelos seus comentários. E fico ainda mais preocupado é com a população desse estado (MT), que ainda podem eleger esse gov a senador e ainda o seu sucessor, é lamentável, muito lamentável. Pelo amor aos seus filhos, netos e bisnetos, não podemos deixar esse belíssimo estado ser devorado por esse homens com muita sede pelo poder economico e político.

  • lucas josé de aquino correa | Sábado, 02 de Janeiro de 2010, 21h33
    0
    0

    Concordo em número, gênero e grau. chega de órgãos de imprensa que só fazem propaganda (indisfarçável) do governo estadual, chega! o povo sabe muito bem separar órgãos independentes e sem rabo-preso como o RDNEWS de outros que só querem ganhar dinheiro vendendo exemplares, sem análise critica das politicas públicas e a verdadeira raiz dos problemas gerados, principalmente na área do meio ambiente.

  • edson nogueira | Sábado, 02 de Janeiro de 2010, 20h00
    0
    0

    eu quero ver estas revistas falarem em alto e bom som de que mato grosso detém o maior rebanho bovino do país, aproximadamente 30 milhões de cabeças, e que a pecuária em mato grosso foi implantada com altissimo custo ambiental, gerando um passivo ambiental de mais de 20 milhões de hectares de áreas degradadas. agora falar em educação ambiental é fácil, é como passar mel na boca de uma criançinha. as nossas revistas deveriam ter o impeto, a coragem e a determinação de revistas de circulação nacional, que denunciam as elites de campo e setores atrasados da nossa economia que defendem esse modelo de produção a base de muita degradação ambiental. um conselho a revista sina, palestrinha de educação ambiental não resolve, é necessário mais ousadia na defesa do meio ambiente, mesmo com possíveis retaliações politicas e "econômicas" dos poderosos de plantão. certas revistas têm que ter a coragem de falar a verdade, que o governo do estado defende de forma irresponsável esse modelo de desenvolvimento econômico no estado de mato grosso.

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...