Últimas

Domingo, 30 de Agosto de 2009, 12h:27 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

BRIGA

Sindicato quer prisão de secretário por falta de extratos

   O presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado (Sinjusmat), Rosenwel Rodrigues dos Santos, ingressou na 4ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá com uma ação popular, solicitando busca e apreensão de documentos e também a prisão do secretário estadual de Fazenda, Éder Moraes. O sindicalista alega que o secretário incorreu nos crimes de desobediência e prevaricação ao não comprovar os saques efetuados na conta da Assembleia Legislativa, responsável pela administração do espólio do extinto Banco do Estado (Bemat), entre 1994 e 1997.

   Segundo o sindicalista, ao ser questionado pelo juiz, Éder alegou que não encontrou a documentação requisitada, apesar das buscas realizadas pela Superintendência de Monitoramento da Administração Indireta nos arquivos da Sefaz. “Apenas os relatórios dos duodécimos repassados à Assembleia, referentes aos anos de 1994 e 1997 e uns poucos avisos relativos a algumas movimentações bancárias realizadas nos anos de 1996 e 1997, foram encaminhadas aos autos, o que não deixa de ser um desrespeito do secretário com esse Juízo”, diz Rosenwal, na ação popular.

   Rosenwel questiona o fato de Éder ter os extratos e relatórios de repasses do duodécimo da Assembleia, que comprovam a entrada de dinheiro, e não conseguir localizar os cheques microfilmados, extratos e demais documentos que comprovem a movimentação da conta. “É dever da Sefaz, durante esse tempo, conservar em seus arquivos documentos comprobatórios de movimentação dos correntistas do extinto Bemat, bem como é seu dever prestar contas desses documentos quando solicitado”, argumenta o sindicalista.

   Na ação, ele solicita busca e apreensão de documentos na Sefaz e aplicação de multa processual pelo descumprimento da ordem judicial por Éder e ainda instauração de um inquérito policial para apurar o desaparecimento dos cheques e demais comprovantes de movimentações financeiras pelos correntistas do Bemat. O secretário Éder Moraes não foi localizado para comentar o assunto. Ele viajou neste domingo (30) para a África do Sul, junto com uma comitiva de 34 pessoas, entre membros do governo do Estado, empresários e representantes de sindicatos e associações. (Andréa Haddad)

  • Veja aqui a íntegra da ação popular protocolada na Justiça

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Lúcio Costa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Catarina, muda de estado minha filha ou vai catar coquinho!
    Que comentário mais senso comum. Argh!!!
    Vá trabalhar, faça sua parte e para de reclamar... Fui!

  • Osvaldo Antonio Viegas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sou Ex- correntista do extinto Banco Bemat, eu tinha um dinheiro aplicado nessa conta, mas com a extinção do Banco não sei onde foi parar toda documentação em relação a movimentação da minha conta. Conto com a colaboração de vocês para me orientar, onde começarei para reaver meus direitos perante, a essa conta.

  • Ademar Adams | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ei Romilson:

    Que notícia renga é essa?
    Não fala quem assinou os cheques?
    Até tu Brutos?

  • marcelo alves | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    VAMOS ANALISAR UMA SITUAÇÃO........OS ADVOGADOS QUE ASSINAM A PETIÇÃO QUE PEDE A PRISAO DO SECRETRIO É EXTREMAMENTE LIGADO AO PSDB....TEM QUE AVERIGUAR..........SE NAO ÉJOGO POLITICO TUDO ISSO

  • ceno pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A ação é do sindicato ou do presidente como pessoa física? A matéria fala uma coisa e a petição diz outra. Não fica claro na petição, e nem é o caso de, o motivo de se requerer buscas de documentos do antigo Bemat. A matéria tbm não explica isso. É por conta das diferenças dos planos collor e verão?
    Não nutro simpatia pelo secretário, mas considero completamente descabido pedido de prisão. O advogado e o presidente do sindicato devem sofrer do mesmo mal de Éder Moraes, holofotedependência. Devem pensar que assim conseguem espaço na imprensa. Conseguiram. Agora, achar que uma palhaçada dessas vai influenciar o magistrado que aprecia a petição é desdenhar da inteligência do juiz.

  • catarina | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Estou indignada com essa turma que votei para estar ai no poder, acreditei na conversa de um empresario que dizia estar entrando na politica somente querendo fazer nosso estado crescer, melhorar as condições de vida da nossa população, ai esta a foto da realidade desse grupo que so quer tirar proveito da situação.

Kalil, ausência e críticas de educadores

gilmar ferreira 400 curtinha   O candidato a prefeito de Várzea Grande Kalil Baracat (MDB) não foi a um evento realizado pelo Sintep para apresentar suas propostas aos técnicos e professores da educação básica. A ausência e sem apresentar justificativa deixou professores na bronca. O sindicalista...

Ibope vê falha na pesquisa de Cuiabá

abilio 400   A  última pesquisa Ibope sobre intenção de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada na sexta passada (16) pela TVCA, cujo resultado destoa muito de outras amostragens, foi feita por telefone. E, por causa disso, o próprio instituto, em nota de esclarecimento publicada no próprio site,...

Medeiros x Fernanda e o bolsonarismo

jose medeiros 400 curtinha   Não são apenas Carlos Fávaro (PSD) e Nilson Leitão (PSDB), que se auto-combatem, com um tentando desconstruir a candidatura do outro na corrida pela única vaga em disputa ao Senado. Como num ringue de boxe, José Medeiros (foto), do Podemos, e coronel Fernanda (Patriota)...

Leitão x Fávaro sob efeito-Bolsonaro

nilson leit�o 400   O ex-vice-governador e hoje senador interino Carlos Fávaro (PSD) e o ex-prefeito sinopense e ex-deputado federal pelo PSDB Nilson Leitão (foto) travam uma guerra eleitoral, com críticas mútuas, como se só existissem os dois na disputa para o Senado, quando, em verdade,...

Leverger e ex em palanque separado

francieli magalhaes 400 curtinha   Dois candidatos em chapas majoritárias em Santo Antonio de Leverger, hoje em palanques diferentes, já estiveram juntinhos na vida particular. O empresário Ademilson Dantas de Matos (PV), vice da chapa de Franklin Luis Carvalho (PSDB), foi casado com a petebista Francieli Magalhães...

Prefeito cuiabano vira saco de pancada

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto), que busca a reeleição e havia iniciado a campanha como grande favorito, inclusive com expectativa de ganhar no primeiro turno, se transformou em saco de pancada. Além de Abílio Júnior que o critica e ataca o tempo todo, o que acabou o...

MAIS LIDAS