Últimas

Quarta-Feira, 13 de Maio de 2009, 12h:55 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

VÁRZEA GRANDE

Site sofre censura do prefeito Murilo; juiz será denunciado

   O juiz Marcos José Martins Siqueira, da 2ª Vara Cível de Várzea Grande, proibiu a ex-secretária de Comunicação do primeiro mandato do prefeito Murilo Domingos (PR) e proprietária do site VG Notícias, jornalista Edina Araújo, de divulgar notícias relacionadas à administração do republicano. Edina deve retirar do ar reportagens publicadas entre 14 e 22 de abril. O magistrado chega a determinar que a jornalista não conceda nem entrevistas em rádios, jornais, sites e/ou qualquer veículo de comunicação para fazer comentários acerca da administração Murilo, que reconquistou o mandato nas urnas do ano passado.

    Na sentença foi estabelecida multa diária de R$ 5 mil, caso a proprietária do site descumpra a determinação. O juiz acatou reclamação do prefeito, segundo a qual a ex-integrante do staff vem fazendo campanha de ataques. A sentença foi prolatada 13 dias depois do Supremo Tribunal de Justiça "derrubar" a Lei de Imprensa. Agora passa a valer apenas o que prevê a Constituição Federal - leia mais aqui.

   A defesa da jornalista alega que não foi notificada oficialmente, mas adianta que ingressará com agravo de instrumento junto ao Tribunal de Justiça para reformar a sentença. Sustenta que todas as noticías veiculadas teriam embasamento concreto e fariam parte de investigações. Além disso, solicitará a suspeição do magistrado. Segundo os advogados do VG Notícias, Siqueira é marido da procuradora da Previvag, Rosane Lorenzi. Como a procuradora está entre os servidores DAS da prefeitura, o magistrado, na opinião dos advogados, não poderia sentenciar o caso, e sim se dar por suspeito, já que possui ligação pessoal com a administração republicana. O site quer denunciá-lo agora ao Conselho Nacional de Justiça e também à Corregedoria-Geral de Justiça do TJ-MT.

  Entre as matérias que devem ser retirada do ar estão as que trazem os seguintes títulos: "Irregularidade: Murilo Domingos mantinha até cinco contratos com cada servidor, diz TCE"; "Murilo Domingos torna alvo de dossiê após suspensão de pagamento de R$ 6.251.019,13 milhões a ex-secretários" e "Murilo Domingos quer dar calote, acusa o ex-procurador geral de VG" - confira aqui, aqui e aqui.

    O VG Notícias quer espalhar pelo Brasil a sentença do juiz José Siqueira, a quem acusa de impor a censura. Vai encaminhar cópias da decisão para o sindicato dos Jornalistas do Estado, Movimento de Combate à Corrupção (MCCE), Ong Moral, CNJ e o Ministério Público (Patrícia Sanches)

  • Confira aqui a íntegra da sentença que pune o site VG Notícias

(18h30) - Diretoria do Sindjor ressalta direito de denúncia de veículos de comunicação

   A diretoria do Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor) divulgou nota nesta  quarta (13) nota em que repudia a censura contra o site VG Notícias e aponta que um dos pilares do jornalismo é justamente a propagação de denúncias de irregularidades, no caso da gestão Murilo Domingos (PR). Embora seja proprietária do site VG Notícias, impedido pela justiça de divulgar matérias relacionadas à Prefeitura de Várzea Grande, a jornalista Edina Araújo foi convidada pela diretoria do sindicato a assinar a notificação oficial na sede do Sindjor, já que as matérias publicadas baseiam-se em processos judiciais. (Andréa Haddad)

   Eis, abaixo, a íntegra a nota do Sinjor-MT
 "O Sindjor-MT é contra a censura e defende um dos pilares do jornalismo, que é a denúncia de irregularidades no setor público. As matérias publicadas, nesse caso, têm base em processo judicial. O Sindicato abre espaço para que a jornalista Edina Araújo, embora esteja na posição patronal no momento, assine a notificação oficial na sede da entidade que a representa".
Diretoria do Sindjor-MT

Postar um novo comentário

Comentários (27)

  • Carol santana | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Lucas Da silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • benjamin hapicca | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que palhaçada do judiciário hein?
    Só fazem coisas incoerentes. Soltam bandidos, estupradores, tarados, ladrões, etc. e agora a moda é calar a mídia.
    Se ainda fosse mentira as matérias...
    Infelizmente, por conta de acertos, os grandes jornais e tvs não mostram nem um décimo das coisas erradas que acontecem e quando mostram ainda são censuradas.
    Tem que falar pro juiz também proibir o TCE de publicar os acórdãos onde saem as malandragens.
    Mesmo sem a conhecer, fica aqui minha solidariedade. Força.

  • Jota Albuquerque | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa moça se trata de uma frustrada, pois acabou com a comunicação quando era secretária do Murilo, só fazia festinhas com garotas de idoniedade duvidosa e nunca teve moral ou preparo para representar alguém.
    Uma oportunista que só escreve bobagens, sem credibilidade! Parabéns Murilo! Pessoas como esta moça que nada de bom fez por Várzea Gande devem ser banidas da cidade!
    Édna você envergonha a classe jornalísitca com suas matérias vazias e tendenciosas, ou se recicla, evolui ou se aposenta, nós jornalistas precisamos ser respeitados e não odiados!

  • Fernanda Travassos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse tal de Jota Albuquerque, está com inveja quem é esse homem ? Nunca se viu falar neste nome.

    Vai fazer seu nome Jota, porque você é um desconhecido. Ao invés de se preocupar com a vida dos outros.

    Há, e você com certeza nunca será secretário nem de presidente de bairro, porque você deve ser um desqualificado.

    Deve andar até de ônibus né ?
    porque a incompetência é tanta.

    kkkkk

  • THOMAZ | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Querer calar o guardião da democracia é voltarmos ao período da ditadura, o que esta jornalista está fazendo é puro revanchismo recheado de rancor.
    Por que ela não denunciou tudo isso quando fazia parte do staff municipal? o salário de secretária calava a sua boca? pofissionalismo na imprensa sim, rapacidade jamais.

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A imprensa brasileira sempre deu uma demonstração inequívoca de equilibrio, democracia e práticas saudáveis e salutares de desmantelar, após retomar as liberdades democráticas, as práticas de corrupção que grassam neste país, principalmente nos três Poderes Republicanos: Executivo, Legislativo e Judiciário. Agindo assim, permite que a sociedade brasileira tenha contato direto com as mazelas do Poder e possa se revoltar e, através de medidas judiciais cabíveis, através de representantes legais, tentar garantir a idoneidade das instituições, sempre prejudicadas pelos homens que a compoem. A imprensa matogrossense, um pouco mais servil, embora gosando das prerrogativas constitucionais que lhe permite a liberdade in fini de se manifestar perante a opinião pública, não possui o histórico da imprensa nacional (Folha de São Paulo, Estadão, Veja, IstoÉ, Jornal do Brasil e outros e outros), porque muito paroquial e voltada aos seus interesses particulares, principalmente as verbas publicitárias do Governo do Estado e dos municípios, que lhes permitem sobreviver. Dai sempre estarem do lado dos governantes atuais. Um dia Júlio Campos, outro dia, Jayme, outro dia Dante, hoje Maggi, amanhã...
    Pois bem. Ainda que assim seja, a decisão desse Juiz demonstra muito bem, à princípio, a sua orientação para o desprezo total à liberdade de imprensa, quando, em plena liberdade de expressão e de pensamento, preconizadas na Constituição Federal, cerceia ele o direito de uma jornalista expor publicamente suas notícias e até mesmo a sua opinião a respeito de determinados assuntos, mormente aqueles ligados ao Prefeito Murilo Domingos. Tal decisão afronta o estado de direito, arranha a nossa Constituição Federal e subverte a decisão do STF quando extinguiu para todo o sempre a famigerada Lei de Imprensa existente até poucos dias no Brasil e que foi criada para proteger os inimigos da democracia e do povo brasileiro. Não creio que existam leis que fechem a boca de jornalistas ou de quem quer que seja, e não existe Juiz nenhum com esse poder e essa capacidade. Essa decisão será revista, com certeza e esse Juiz, a ser verdade que sua eposa ocupa cargo de DAS na Prefeitura Municipal de Várzea Grande, deverá responder a processo Administrativo perante o TJ, por agir contrário a lei. Os jornalistas matogrossenses - uma classe muito unida, unidíssima por sinal - devem adotar um imediato posicionamento, sob pena de alguns juizes nos impedirem de, através da imprensa, tomarmos conhecimento dos fatos bons e ruins que ocorrem em nossa cidade, nosso Estado e nosso país.

  • Ariane | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Dificil dona Edina fazer festinhas com mulher duvidosa, ela sempre foi exemplo, com certeza deve ser uma pessoa frustrada, que fala mal porque não tem assunto. Ela assume isso doi aos invejosos de plantão rrrrrrrrrr

  • luiz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ola romilson, eu nem ia fazer comentario sobre esse assunto!!! mas vendo o comentario da tal fernanda travassos resolvi só falar uma coisa pra ela, o que ela tem contra quem anda de onbus???? quem anda de onibus é incopetente??? esse é o tipo de pessoas que não tem argumento e fica falando besteira por ai... eu tenho carro e ando de onibus tambem, e me cosidero competente naquilo que faço!!! essa fernanda é uma desocupada.

  • Silvia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Além de desocupada, essa Fernanda deve ser uma das pupilas da ex-secretária Edina Araújo. E se ela anda de carro, deve ter adquirido, em muitas das festinhas que ela deve ter participado. Eu também tenho carro e ando muitas vezes de ônibus. E comprei meu carro com muito trabalho.

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.