Últimas

Quinta-Feira, 12 de Junho de 2008, 16h:22 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

LEGISLATIVO

Só 2 deputados de MT votam contra nova CPMF

Deputado Homero Pereira contraria orientação do PR e vota contra o governo  Somente Homero Pereira (PR) e Saturnino Masson (PSDB), que substitui Thelma de Oliveira, votaram contra o texto-base do projeto que recria a CPMF, agora com nome de Contribuição Social para a Saúde (CSS). A votação se deu nesta quarta à noite. O projeto foi aprovado pela Câmara com 259 votos, dois a mais que o mínimo necessário. Com o voto contra, Homero foi à contramão do PR, que pertence à base aliada do governo. Ele acredita que o governo não terá prejuízo para implantar programas e políticas de saúde, já que a arrecadação está aumentando. “Não há justificativa para elevar a carga tributária”, afirma. O republicano ainda reforça que os impostos existentes são suficientes para atender não só a saúde, mas também áreas como a educação e segurança. Por fim, alfineta: “basta que os recursos sejam bem geridos”.

  Já o parlamentar Valtenir Pereira (PSB), um dos que votaram pela CSS, alega que o novo imposto terá uma alíquota de 0,1% e incidirá sobre toda movimentação financeira e começará a ser cobrada a partir de 1º de janeiro de 2009. Diz que é favorável porque trata-se de uma contribuição especifica para a saúde, setor que enfrenta dificuldades para atender toda a demanda no país. “Essa contribuição vai ajudar a reduzir filas para a aquisição de remédios, filas de cirurgias e de leitos de UTIs e tantas outras mazelas da saúde pública”, justifica.
 
  Segundo Valtenir, 97% dos trabalhadores brasileiros não serão atingidos pela CSS, já que isenta o pagamento do tributo aos trabalhadores assalariados, aposentados e pensionistas do INSS que recebem até R$ 3.038 por mês.

  Além de Valtenir, votaram favoráveis Carlos Abicalil (PT), Wellington Fagundes (PR), Pedro Henry (PP), Eliene Lima (PP) e Carlos Bezeraa (PMDB).

  O projeto foi encaminhado novamente ao Senado, já que foi modificada na Câmara e ao que tudo indica deverá ser aprovado. A cobrança da CSS será de responsabilidade dos bancos e instituições financeiras. O valor recolhido será integralmente repassado ao Fundo Nacional de Saúde (Funasa), e os recursos deverão ser aplicados exclusivamente em ações e serviços públicos de saúde. (Alline Marques)

Confira como os deputados de Mato Grosso votaram

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • Paulo Cesar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vejo como uma medida justa, haja vista que somente vai pagar quem ganha acima de R$3.030,00, além de que irá direto para a saúde em uma conta específica, também é uma forma de tributar, evitar sonegação e quebrar sigilo de forma velada!!!

  • MARCOS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    - É INCRIVEL QUE ESSES PARLAMENTARES FAZEM PELO POVO, ADEQUAR AS LEIS NÃO É COM ELES, MAS PARA F.... O POVO É COM ELES MESMO. DEPOIS QUEREM VOTOS. ......TRABALHAR MESMO, NADA,...........

  • Gustavo Kunert | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O VALTENIR ACABOU DE PERDER O MEU VOTO!

    QUEM VOTA CONTRA O POVO, CONTRA O BOLSO DO POVO, E ESTA APENAS A SERVIÇO DE SI MESMO, NÃO MERECE O MEU VOTO...

  • Cecilio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se realmente for para a Saúde é muito bom e, outra coisa pobre não tem plano de saúde, aí quem paga para o poder público cumprir seu dever é quem tem poder aquisitivo melhor, mas tudo isso tem que ser bem fiscalizado..Fazer liminar não garante tudo na esfera de sáude..Temos que ter um Hospital Modelo e o Estado não tem Dinheiro....

  • Ramiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    TEM MARMANJO QUE AINDA ACREDITA EM PAPAI NOEL!
    TODO IMPOSTO CRIADO TEM UM ÚNICO CAMINHO, OU SEJA, SUBIR GRADATIVAMENTE ANO A ANO. A CPMF FOI CRIADA COM A MESMA JUSTIFICATIVA E NUNCA FOI PARA A SAÚDE.
    REALMENTE, A POLÍTICA É A ARTE DE TRAIR O POVO. ESSES DEPUTADOS NÃO TEM CORAJEM DE FALAR AO POVO DURANTE A CAMPANHA, QUE VÃO AUMENTAR IMPOSTOS. SÃO UNS TRAIRAS! QUANTO AO VALTENIR, IMAGINEM O QUE FARÁ SE FOR PREFEITO, ALIÁS ATÉ HOJE ELE NÃO COMPLETOU NENHUM MANDATO. TRATA-SE DE UM VERDADEIRO PROFISSIONAL DA POLÍTICA.

  • liamara mello | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ah! esses que votam a favor e´ porque ja sabem o caminho de meter a mao.

  • ROSE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ELIENE??????????
    NÃO PODE SER VERDADE, ELE É FAVORAVEL AO IMPOSTO?
    NÃO É POSSÍVEL.

  • Roberto Guedes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Dep Homero parabéns pelo posicionamento que vc adotou.... conversa com seu amigo maggi pra abaixa a carga tributaria aqui do estado, se vc conseguir com que ele abaixe vou vira seu fã nº 1.

  • Éber José de Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns aos Deputados que com serenidade e responsabilidade social votaram FAVORAVELMENTE à CCS. Os que votaram contra certamente o fizeram mais por razões demagógicas e até hipópcritas do que realmente por achar que tão ínfima contribuição, que atingirá uma minoria, iria prejudicar alguém. Parabéns aos Deputados que votam com seriedade, sem demagogia.

  • ANTONIO ALELUIA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    VAMOS DEIXAR DE ENGANAÇÃO. A CPMF FOI CRIADA COM O ARGUMENTO DE QUE SERIA PARA A SAÚDE, SABEMOS QUE O DESTINO DO DINHEIRO FOI PARAR EM OUTROS MINISTÉRIOS. ESSA CONVERSA CANSA. ESPERO QUE O SENADO DERRUBE ESSA VALTA DE VERGONHA. O GOVERNO NÃO PODE APRESENTAR NOVAMENTE UMA MATÉRIA DERROTADA COMO FOI A CPMF, AGORA MUDA O NOME MAS, O ASSUNTO É O MESMO ISSO É IMORAL E INCONTITUCIONAL. PAU NESSES DEPUTADOS QUE NÃO REPRESENTA O POVO, SÓ QUEREM AS BENESSES DO PODER, 2010 VEM AI.

Mauro e vitórias na briga de decretos

mauro mendes 400 A estratégia do governador Mauro Mendes (foto) de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, discordou e fez...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...

Setasc doou 330 mil cestas básícas

Rosamaria 400 curtinha   A Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Setasc), sob Rosamaria de Carvalho (foto), já entregou mais de 330 mil cestas básicas desde o inicio da pandemia, sendo 110 mil em Cuiabá e Várzea Grande. E como assistência social foi considerada como serviço essencial,...

Interinos ficam sem cargos no TCE

jose carlos novelli 400 curtinha   Com o retorno dos conselheiros do TCE, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli (foto), dois substitutos perderam os postos não apenas nas relatorias, como também ficam sem os cargos na gestão. É o caso de Isaías Lopes da Cunha, que deixou de ser ouvidor-geral, sendo...

MT perde José Afonso Portocarrero

portocarrero-400   Morreu nessa quarta  (3), aos 93 anos, José Afonso Portocarrero (foto). O ex-presidente dos extintos  Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat)  e Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat)  morreu de causas naturais. Viúvo, deixa quatro filhos.  Na vida profissional, foi o responsável...

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...