Últimas

Quarta-Feira, 11 de Abril de 2007, 14h:50 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

LEGISLATIVO

Só 2 deputados não precisaram da legenda

Se tivessem mudado de sigla, Riva e Rabello teriam argumentos para não perder mandato 

  Dos 24 deputados estaduais eleitos e reeleitos, somente José Riva (PP) e Walter Rabello (PMDB) não precisaram de legenda partidária. Alcançaram individualmente votos por méritos próprios e, se tivessem mudado de legenda, teriam a votação expressiva como forte argumento para evitar perda de mandato.

    Hoje, quatro deputados estaduais (Sebastião Rezende, Mauro Savi, Sérgio Ricardo e João Malheiros), além de três suplentes (Wagner Ramos, Roberto França e Pedro Satélite) se vêem na berlinda porque trocaram de partido. Pela interpretação do TSE, eles devem perder o mandato porque contrariaram a regra, segundo a qual os partidos ou coligações são donos dos mandatos e não os eleitos. A situação também se complica para o deputado federal Homero Pereira, que trocou o PPS pelo PR.

   O Tribunal sustenta a tese da fidelização e enfatiza que, dos 513 deputados federais eleitos em 2006, apenas 31 não precisaram de legenda partidária para conquistar o mandato.

   Mesmo sob denúncias de supostos atos de improbidade, Riva se reelegeu no ano passado com 82.799 votos, a maior votação proporcional do país. Ele bateu o próprio recorde. Em 2002, conquistou, pelo PSDB, 65.387 votos. Graças aos votos de Riva, o PP garantiu mais duas vagas pela sobra, destinadas a Airton Rondina, o Português, que teve 20.784 votos, e ao jornalista Maksuês Leite, com 15.138.

    Após se tornar o vereador mais votado da história da Capital (8.683 votos), Rabello chegou à Assembléia com 70.646 votos. Também levou consigo o radialista sinopense Juarez Costa (24.631 votos).

    Já os demais parlamentares que compõem o quadro do legislativo mato-grossense tiveram votação inferior. Depois de Riva e Rabello vieram três representantes de Rondonópolis: o peemedebista Zé Carlos do Pátio (42.277 votos), o socialista Percival Muniz (41.719) e Sebastião Rezende (35.521 votos), que migrou do PPS para o PR. O menos votado dos 24 foi o empresário petebista Chico Galindo, com 11.329 votos.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...

Promotor recebe medalha do Exército

Mauro Zaque curtinha   O promotor de Justiça Mauro Zaque (foto) foi condecorado com a medalha do Exército Brasileiro na manhã desta segunda (19), no dia da instituição. A solenidade é considerada a segunda maior do Exército Brasileiro, foi reservada por conta da pandemia e contou com a...

Sema reabre os parques em Cuiabá

mauren lazzaretti sema 400   Fechados desde 1º de abril, em obediência às regras de decreto municipal, que suspendiam as atividades coletivas, os parques estaduais urbanos de Cuiabá reabrem nesta segunda (19) para utilização pelo público. Será possível acessar as tradicionais trilhas...

Pilha em Jayme pra disputar o Governo

jayme campos 400   Mesmo sabendo que Jayme Campos (foto) não entra em disputa onde percebe dificuldades para vencê-la e militando no mesmo partido de Mauro Mendes, o DEM, algumas lideranças políticas têm instigado o senador a se lançar ao governo estadual. Para tentar convencer Jayme, lançam...

Scheila assume APDM e cita projetos

scheila pedroso 400   Esposa do prefeito sinopense Roberto Dorner, Scheila Pedroso (foto), primeira-dama e secretária municipal de Assistência Social, passa a tocar, pelos próximos dois anos, a Associação para o Desenvolvimento Social dos Municípios de MT (APDM/MT). Ela promete juntar força com os...