Últimas

Quarta-Feira, 11 de Abril de 2007, 14h:50 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

LEGISLATIVO

Só 2 deputados não precisaram da legenda

Se tivessem mudado de sigla, Riva e Rabello teriam argumentos para não perder mandato 

  Dos 24 deputados estaduais eleitos e reeleitos, somente José Riva (PP) e Walter Rabello (PMDB) não precisaram de legenda partidária. Alcançaram individualmente votos por méritos próprios e, se tivessem mudado de legenda, teriam a votação expressiva como forte argumento para evitar perda de mandato.

    Hoje, quatro deputados estaduais (Sebastião Rezende, Mauro Savi, Sérgio Ricardo e João Malheiros), além de três suplentes (Wagner Ramos, Roberto França e Pedro Satélite) se vêem na berlinda porque trocaram de partido. Pela interpretação do TSE, eles devem perder o mandato porque contrariaram a regra, segundo a qual os partidos ou coligações são donos dos mandatos e não os eleitos. A situação também se complica para o deputado federal Homero Pereira, que trocou o PPS pelo PR.

   O Tribunal sustenta a tese da fidelização e enfatiza que, dos 513 deputados federais eleitos em 2006, apenas 31 não precisaram de legenda partidária para conquistar o mandato.

   Mesmo sob denúncias de supostos atos de improbidade, Riva se reelegeu no ano passado com 82.799 votos, a maior votação proporcional do país. Ele bateu o próprio recorde. Em 2002, conquistou, pelo PSDB, 65.387 votos. Graças aos votos de Riva, o PP garantiu mais duas vagas pela sobra, destinadas a Airton Rondina, o Português, que teve 20.784 votos, e ao jornalista Maksuês Leite, com 15.138.

    Após se tornar o vereador mais votado da história da Capital (8.683 votos), Rabello chegou à Assembléia com 70.646 votos. Também levou consigo o radialista sinopense Juarez Costa (24.631 votos).

    Já os demais parlamentares que compõem o quadro do legislativo mato-grossense tiveram votação inferior. Depois de Riva e Rabello vieram três representantes de Rondonópolis: o peemedebista Zé Carlos do Pátio (42.277 votos), o socialista Percival Muniz (41.719) e Sebastião Rezende (35.521 votos), que migrou do PPS para o PR. O menos votado dos 24 foi o empresário petebista Chico Galindo, com 11.329 votos.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

Filho de ex-prefeito, enfim, é cassado

thomaz 400 curtinha   Quase dois anos depois de cassado, enfim, o vereador tucano de Chapada dos Guimarães, Thomas Jefferson Xavier (foto), deixa efetivamente o cargo. O juiz Ramon Fagundes Botelho, da 34ª Zona Eleitoral, determinou, em decisão da última quinta (7), que a presidência da Câmara convoque de...

Bolsonaro, partido, Barbudo e Galli

nelson barbudo 400 curtinha   Da bancada federal de MT, composta por 11 parlamentares, apenas um deve acompanhar o presidente Bolsonaro para outro partido: Nelson Barbudo (foto). Ele vai sair do PSL junto com o capitão. A intenção de Bolsonaro é de se desfiliar e ficar um bom tempo sem partido. Até lá...

Prédio da Câmara receberá decoração

misael 400 curtinha   A Câmara Municipal de Cuiabá vai gastar R$ 41 mil com decoração natalina. E quem executará os serviços para deixar o prédio do Legislativo todo iluminado é a Capriata de Souza Lima & Souza, vencedora do pregão eletrônico. Com seus 25 vereadores, 521...

Avalone aposta em Nigro pra prefeito

carlos avalone 400 curtinha   Carlos Avalone (foto), hoje vice-presidente da Executiva estadual do PSDB, está cheio de planos como futuro presidente tucano. Já anunciou que em fevereiro Paulo Borges renuncia ao comando partidário e, então, passa a tocar a legenda no Estado e com a missão de coordenar os trabalhos...

"Choque" de agenda de EP e de MM

mauro mendes 400 curtinha   Prefeitos e primeiras-damas estão sendo convidados para dois eventos programados para o mesmo dia e horário, em Cuiabá. Um partiu do prefeito Emanuel Pinheiro, que entrega 100% do Hospital Municipal de Cuiabá em 18 de novembro, às 20h, e espalhou convites para tanto gestores municipais,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.