Últimas

Quinta-Feira, 01 de Novembro de 2007, 09h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

Artigo

Só na pressão

     Lula e seus amigos estão sentindo na pele o que é negociar quando não se tem maioria no plenário. É dura a vida. Na Câmara, a base aliada deita e rola, mas no Senado a coisa é diferente: é gente mais sisuda, que sabe o peso que tem. E os senadores estão mostrando quanto valem. A tal ponto que causam até ciúme na oposição da outra Casa, que levou uma surra dos deputados da base, no caso da CPMF. Agora, até o tucano Antônio Carlos Pannunzio chora baixinho: "Se os senadores do PSDB acompanharem o governo na CPMF vão desmoralizar o partido".
     Pannunzio se esquece que Política é assim. Não é simplesmente dizer não a tudo do governo. É saber tirar proveito da situação, conversar e realizar planos que o governo rejeita e a oposição deseja. O caso da CPMF é emblemático, até porque não é apenas a oposição de tucanos e democratas que quer mudar o quadro. Existe aí uma Frente Parlamentar da Saúde fazendo muito barulho e querendo tornar realidade a idéia de dar mais dinheiro para a tão sofrida área da saúde. A frase do deputado Pannunzio não tem o menor cabimento.
     Deveria acontecer o mesmo em outras áreas, como a da infra-estrutura, que vai precisar de muita atenção e dinheiro nos próximos anos. Além do PAC, a pressão agora virá de fora do país. A Fifa vem aí com todos os olhos do mundo pra saber como andam as estradas, os portos, os aeroportos, os estádios, a segurança, o atendimento à saúde para o batalhão de gente que virá ao país nos meses de Copa, em 2014.
     2014? Pois é, puseram o Brasil para planejar a longo prazo, o que não deixa de ser uma boa notícia. O país precisa disso. Precisa aprender a resolver os problemas não só quando eles não estão com prazo de validade vencido. Meio atropelados, meios irresponsáveis. Tem de cuidar da saúde, sim, como também do meio ambiente, da educação, do tráfico de drogas, do sistema de transportes. Só mesmo uma pressão como essa pode sacudir a burocracia e a vontade de fazer as coisas que precisam ser feitas.
     E será na pressão que a Petrobras vai se interessar em explorar gás em seus campos, procurar outros e se livrar das chantagens bolivianas. O Brasil tem gás natural, mas a empresa estatal só tem se interessado pelo petróleo, a jóia da coroa. Mas o gás natural vem se tornando imprescindível nos grandes centros. O Congresso também só age sob pressão e é debaixo de pressão que vai aprovar aquilo de que o país precisa.
     Aos poucos, a Saúde vai tendo o dinheiro necessário. A negociação leva a isso. Os pontos são contados a favor da oposição. Claro que hoje a CPMF é fundamental para o governo. O tempo provocou isso. Antes, o PT era visceralmente contra o imposto; os tucanos a favor, tanto que são seus criadores. Mas a contribuição foi além do esperado. Cresceu, inchou. Até mesmo pela renda da população, que aumentou de patamar. Pela fiscalização, pela entrada de mais gente no mercado consumidor.
     A negociação serve para que, aos poucos, esse imposto vá se diluindo e se encontrem novas formas de cobrança, apesar de a CPMF ser o imposto ideal, que não precisa de papelada e burocracia - ele é cobrado direto na fonte. O PT não sabia disso, e gostou. Mas é um imposto que faz parte do Custo Brasil, onerando os produtos brasileiros no exterior. Ele precisa acabar, mas a conta-gotas.

Carlos Monforte é jornalista em Brasília e escreve em A Gazeta às quintas-feiras


 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Juca e os 7 secretários da Câmara

andre pozetti 400 curtinha   O presidente Juca do Guaraná definiu sete dos nove secretários que vão ajudá-lo a administrar a Câmara de Cuiabá. O secretário de Administração é Bolanger José de Almeida. O coronel PM da reserva Edson Leite conduz o Patrimônio e...

Morre mais um pastor da Assembleia

pastor jose alves de jesus 400   A Covid-19 transforma mais um pastor da Igreja Assembleia de Deus em vítima fatal. Morreu nesta terça José Alves de Jesus (foto), que presidia há vários anos o Campo Eclesiástico Autônomo da Igreja de Primavera do Leste e região. Ele estava hospitalizado com o...

Mauro e os "cabeças chatas" do CE

mauro mendes 400   O governador Mauro Mendes está disposto a conhecer a experiência da  educação pública  do Ceará, que há anos apresenta os melhores índices no Ideb e é orgulho dos irmãos Ciro e Cid Gomes, ex-prefeitos de Sobral e ex-governadores. Até pretende...

Seduc e microônibus para municípios

alan porto 400 curtinha   A secretaria estadual de Educação, sob Alan Porto (foto), tem buscado parcerias com prefeituras para construir quadras poliesportivas, laboratórios de informática e escolas, além de ampliar salas de aula, adquirir ares condicionados e microônibus escolares, de modo a atender...

Emanuel é quem mais realizou obras

emanuel pinheiro 400 curtinha   Um levantamento da empresa Percent Pesquisa & Consultoria, feita em Cuiabá entre os últimos dias 13 e 14, destaca que, na percepção de 49% dos cuiabanos, o prefeito reeleito Emanuel Pinheiro (foto) foi o que mais fez obras e serviços. Em segundo lugar, com 19,8%, é citado...

Emendas ajudam Unemat de ROO

thiago silva 400 curtinha   Em reunião com o reitor da Unemat, Rodrigo Zanin, e com o pró-reitor Alexandre Porto, o deputado estadual Thiago Silva (foto) tratou da emenda de R$ 1 milhão para manter o curso de direito e abertura do de jornalismo em Rondonópolis neste ano. E, juntos, definiram o modelo de...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.