Últimas

Sábado, 17 de Fevereiro de 2007, 07h:34 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

MINISTÉRIO PÚBLICO

Só nome de Prado será submetido ao governador

     Pela primeira vez nos últimos 10 anos, um procurador-geral de Justiça será reconduzido ao cargo como candidato único. Por conta disso, ao invés de uma lista tríplice, apenas o nome do atual procurador-geral Paulo Prado será submetido à apreciação do governador Blairo Maggi para nomeação. A eleição acontece em 2 de março. Votam 148 promotores e 26 procuradores.

    Assim como no caso da PGJ, a eleição para Corregedoria-Geral não deve ter concorrente. A tendência é a atual corregedora-geral Eliana Cícero de Sá Ayres se reeleger na segunda quinzena de março. Nem mesmo a Corregedoria-Adjunta, sob Naume Denise Nunes Rocha, deve mudar.

      O último procurador-geral que se reelegeu sem disputa foi Antônio Hans, em 97. A estratégia de Paulo Prazo para 'minar' eventual concorrência começou há praticamente dois anos quando assumiu a chefia do Ministério Público Estadual e implementou uma série de mudanças, tanto estrutural quanto de valorização salarial. Na condução de um orçamento anual de R$ 27 milhões, Prado adotou uma política de descentralização, com abertura de espaço na PGJ aos promotores do interior. Sua gestão ganhou ainda mais apoio quando determinou reajuste para os servidores e chegou a encaminhar projeto à Assembléia para equiparar o subsídio dos membros do MPE ao dos magistrados.

    Com a aprovação da Emenda Constitucional 32, promotores de Justiça com no mínimo 10 anos no cargo e acima de 35 anos podem concorrer à cadeira de procurador-geral de Justiça do Estado. Mesmo assim, ninguém entrou na disputa. Preferiu apoiar à reeleição de Prazo. A solenidade de posse para o mandato de dois anos já tem data: 13 de abril.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Ex-vereador abandona rei dos porcos

fernando morais 400 curtinha   Mesmo impedido de ser candidato, já que está inelegível por oito anos, o ex-vereador pela Capital Abílio Júnior segue se articulando politicamente, deixou o PSC e se filiou ao Podemos. Acabou dando de ombros para o empresário Fernando Morais (foto), o "rei dos porcos",...

Temor e negociação com 3 partidos

wilson kero-kero 400 curtinha   Depois de ajudar na articulação para se filiar ao Podemos o colega vereador Dilemário Alencar, que estava "fritado" e sem espaço no Pros e procurou abrigo em outra legenda, Wilson Kero-Kero (foto) está agora com receio de migrar para o partido da senadora cassada Selma Arruda e do...

Agora no DEM e foco à saúde pública

gilberto figueiredo 400 curtinha   Gilberto Figueiredo (foto), vereador licenciado da Capital e secretário de Estado de Saúde, aproveitou a janela - data limite de filiação até sábado (4) para quem quiser ser candidato em outubro -, e ingressou no DEM. Agora, o partido do governador Mauro, até...

Ação de promotor e volta de restrições

Adalberto Ferreira   O promotor de Justiça Adalberto Ferreira garante que prefeito de Juscimeira Moisés dos Santos não havia editado nenhum decreto endurecendo as regras de restrições à pandemia do coronavírus antes do MPE propor ação na Justiça. Ao falar sobre nota publicada...

Oséas agora está nas mãos de Abílio

oseas machado 400 curtinha   Oséas Machado (foto) conseguiu derrubar Abílio Júnior, a quem denunciou por quebra de decoro parlamentar, e assumiu a cadeira deste na Câmara da Capital. Agora, o cassado se articula para dar o troco. O problema é que ambos estão no PSC. Oséas quer buscar a...

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.