Últimas

Segunda-Feira, 07 de Janeiro de 2008, 09h:06 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

CUIABÁ

Soares é o 2º secretário ligado à saúde pública

Dos 8 últimos que comandaram a Saúde, sõ 2 não são ligados a clínicas ou a hospitais privados

 Em meio à polêmica sobre a nomeação de Luiz Soares, marcada para o dia 14, o prefeito Wilson Santos tem sustentado o argumento de que o futuro integrante do staff será o segundo gestor comprometido com a saúde pública de todos os secretários que já passaram pela pasta desde 1993, quando Dante de Oliveira (ja falecido) passou a comandar o Palácio Alencastro. O primeiro foi Elias Nogueira, um dos cinco que conduziram a secretaria nestes três anos da gestão tucana.

   No governo Dante, cujo mandato foi concluído por José Meirelles, o secretário de Saúde era o pediatra Antonio Preza, ligado à iniciativa privada. Depois, nos dois mandatos de Roberto França, a pasta esteve sob Bento Porto e Benedito Cesarino (nos quatro primeiros anos) e Luiz Soares. Destes, apenas Soares não tem ligação com clínicas ou com hospitais.

   A partir de 2005, já com Santos no comando da Capital, vieram os secretários Aray da Fonseca, dono de clínica; Elias Nogueira, ligado à saúde pública; Olete Ventura, dono do Hospital São Mateus e; por fim, Guilherme Maluf, também da iniciativa privada, pois é sócio-proprietário do Hospital Santa Rosa.

   "O Luiz Soares é comprometido com a saúde pública, tem experiência, não é neófito e nem aventureiro", comenta o prefeito Santos, convicto de que está "fazendo uma boa escolha" ao nomeá-lo secretário de Saúde. Para ele, as resistências devem ser superadas gradativamente. Já o Sindicato dos Médicos (Sindimed), um dos que mais se opõem ao nome de Soares, o prefeito está cometendo erro. Considera Soares um gestor "truculento", "autoritário" e "perseguidor".

   O prefeito evita polemizar o assunto. Ele observa que nos últimos 15 anos, Luiz Soares, que já foi secretário por quatro anos, foi o que permaneceu mais tempo à frente da secretaria de Saúde da Capital. "Ele (Soares) é honesto, trabalhador e comprometido com a saúde pública. Quem é sério e trabalhador não tem porque temer a volta de Luiz Soares", diz Santos.

Os secretários de Saúde de Cuiabá (a partir de 2003):

Antonio Preza
Gestões Dante de Oliveira e José Meirelles

Bento Porto
Benedito Cesarino
Luiz Soares
Governo Roberto França

Aray Fonseca
Elias Nogueira
Olete Ventura
Guilherme Maluf
Gestão Wilson Santos

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • Ivan Deluqui | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Medico que tem compromisso com cuiabá não teme nem um que entrar, agora aquele que sempre acha um jeitinho para faltar não querer atender ou ate desviar coisas e que fica ai desesperado por que a coisa vai andar para a população não para sindicato que não tá nem ai com a população cuiabana.

  • Marcelo Costa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O cara pode até ser bom, mas o modo para ele chegar nesse bom que é questionável. Tenho absoluta certeza que WS se arrependerá dessa escolha. Vamos ver a votação tb o q mostrará.

  • Marcelo de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Prezados leitores desse site, vejo aqui várias opiniões sobre o próximo secretário de saúde o Sr. Luiz Soares, alguns elogios, algumas críticas, agora o mas interessante é que não vejo, nem do sindicato, uma sugestão de um outro nome. Seria bastante legal se o Sindicato dos médicos apresentasse um nome e soluçoes para resolver o problema da saúde de cuiabá, e principalmente demonstrar como colocar em práticas as soluções por que teorias bonitas não resolve problemas, criticar é fácil fazer que é um pouquinho mas difícil.
    Não sou sipatizante do Luiz Soares, ele parece que tem vicios, muita gente também tem, alguns vicios são mais caros que outros e para sustentar os vicios precisa de dinheiro ai algumas pessoas deixam até de ser honesta para bancar o seu vício ai que fica a minha dúvida será que o Sr. Luiz é tão honesto assim como o prefeito vem falando? Prefeito desejo boa sorte na sua escolha espero que realmente o Sr. Cabeção realmente resolva a saúde de Cuiabá, desejo sorte para ele, pois a o sindicato tem cor partidária, não estão nem ai para a população ele querem sim é que a gestão do Wilson Santos afunda para poder facilitar os seus discursos.

  • Marcelo Costa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Votação aqui do seu blog. Favor mostrar para o ilustre Prefeito ou a qualquer um da sua assessoria o resultado...

  • aloisio jaques | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    olha não concordo primeiro que este cidadão não é da area da saude, bem como as autoridade que são eleita pelo povo tem que deixar de esta dando jeitinho para os seus amigos quando os mesmo ficam desempregados

  • geraldo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O site veta alguns comentários por conter ofensas, mas permite que um tal de marcelosouza acuse o futuro secretário luiz soares de ter vícios...que vicios? ele tem alguma prova? se as tem, que afirme e assine em baixo...

  • Alvaro freitas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • elias queiroz goes tertoliano diner curr | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    o prefeito wilson santos sem dúvida vai ficar para a história. vai ficar conhecido como aquele que inaugurou um novo modelo de gestão administrativa, a "canalhacracia".

  • Antero | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Luiz Soares é criticado pelas suas virtudes e não pelos seus defeitos. Na condição de secretário de saúde salvou a gestão de Roberto França. Encontrou uma secretaria com as finanças combalidas e entregou ao sucessor com dinheiro em caixa. Todos os vereadores de Cuiabá e autoridades do Estado recebiam mensalmente as prestações de contas do dinheiro gasto na saúde. Soube escolher assessores. Apenas para citar dois exemplos, o ex reitor Eduardo Delamônica Freire e o médico Nei Moreira da Silva. É bom destacar que toda a equipe era comprometida com saúde pública. Eu disse saúde pública.
    O combate que fazem a Luiz Soares é em função do seu compromisso com a saúde pública. Na gestão da secretaria não roubou e não deixou roubar. Muitos setores privados foram prejudicados, mas a saúde pública ganhou. Traduzindo: combatem Soares por causa das suas virtudes.
    Chega a ser risível a proposta do Sispumc: que Luiz Soares mude a sua forma de trabalhar. Não mudará. Aliás, deve ter sido escolhido exatamente em função dessas características que possui. Quanto ao fato de não ser médico já demonstrou ele próprio ser essa condicionante uma bobagem. Daí seu êxito na gestão de Roberto França. Se os médicos pretenderem outro exemplo, o ministro José Serra foi considerado o melhor ministro de saúde do mundo e também nunca foi médico.
    A verdade que necessita ser dita; Soares enfrenta a resistência do próprio titular da saúde, Dr. Guilherme Maluf, que pretendia continuar, mas reconhecidamente não deu certo, apesar de médico.
    Não tenho dúvidas que o setor público (médicos que defendem a saúde pública, servidores ou não da Secretaria da Saúde ) sairão em defesa de Soares. Em defesa da Saúde Pública e em defesa de Cuiabá.
    Só existe uma possibilidade de Luiz Soares não dar certo na Saúde: se não lhe for dada total autonomia. Para enfrentar essa missão é necessário ter carta branca do prefeito. Na saúde não é lugar de fazer política partidária. Só existe espaço para uma política, a da saúde.

    Publicado por Antero Paes de Barros

  • EDSON DIAS DE AMORIM | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabens Prefeito Wilson Santos, pela indicação e escolha do Ex-Deputado Luiz Soares, homem que revolucionou a Saúde de Cuiaba na gestão passada, com muita melhora no Pronto Socorro e atendimento das pessoas. como sugestão solicitamos que seja feita fiscalização e melhore as Clinicas Odontologicas das Policlinicas dos Bairro CPA que esta uma calamidade em atendimento.

De MT para USP; governo comemora

gabriel usp ribeiraozinho 400   O governador Mauro Mendes comemorou o fato do estudante Gabriel Rodrigues Ribeiro (foto), de 18 anos, morador de Ribeirãozinho, município mato-grossense com menos de três mil habitantes, ter conseguido ingresso no curso de medicina da USP, considerada a melhor universidade do país. Aos 18...

ICMS e R$ 150 mi a mais a municípios

rogerio gallo 400 curtinha   O secretário Rogério Gallo (foto), da Fazenda, assegura que o governo estadual já enviou para os municípios, no primeiro trimestre deste ano, R$ 150 milhões somente em ICMS arrecadado a mais do que estava previso na lei orçamentária. O valor é 8 vezes...

Fúrio, última ação no MPE e morte

celio furio 400   Célio Joubert Fúrio (foto), que morreu nesta sexta, aos 56 anos, vítima da Covid-19, foi um incansável combatente de atos de improbidade administrativa em MT e na defesa do patrimônio público. Integrava aos quadros do Ministério Público Estadual havia 29 anos. Ele atuou...

Uma petista das causas bolsonaristas

edna sampaio 400   A emblemática vereadora petista Edna Sampaio (foto) se mostra a cada dia defensora das pautas bolsonaristas. Na Câmara de Cuiabá se aliou e vota combinado com os direitistas e conservadores tenente Paccola (Cidadania) e Michelly (DEM). No episódio em que a colega parlamentar fez uma "sarrada"...

Esperança do Procon por candidatura

gisela simona 400   Quem pensa que Gisela Simona (foto), aquela que perdeu para prefeita de Cuiabá e se queimou politicamente ao se aliar a Abílio no segundo turno, não se movimenta politicamente com interesse nas eleições de 2022 está redondamente enganado. Ela tenta, por tudo, reassumir a...

Sorriso tenta aval para conceder RGA

estevam calvo 400   A Prefeitura de Sorriso quer pagar RGA aos servidores, mas não encontrou até agora respaldo legal para assim proceder, considerando a Lei Complementar 173/2020 que, no contexto da pandemia, proíbe reajuste no salário de servidores federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste...