Últimas

Sábado, 12 de Setembro de 2009, 22h:34 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

SAÚDE PÚBLICA

Soares teme "queda", busca apoio e detona Aray e Maluf

Luiz Soares, secretário de Saúde de Cuiabá   Luiz Soares resolveu apelar para seus correligionários, na esperança de obter respaldo de alguns segmentos e não ser exonerado pelo prefeito Wilson Santos do comando da secretaria de Saúde da Capital. Ele enfrenta uma tensa queda-de-braço com a classe médica, que paralisou as atividades e agora exige a "queda" do secretário, classificado pela categoria como "arrogante, truculento e autoritário" e que estaria inviabilizando a saúde pública em Cuiabá.

   Para contrapor o movimento em defesa de sua saída da pasta, o secretário se reuniu neste sábado, no auditório da Todimo Home Center, com mais de 300 pessoas, a maioria enfermeiros e ocupantes de cargos comissionados, os chamados DAS. A convocação para o encontro, em forma de ultimato, foi feita por Soares desde sexta junto aos diretores e servidores da Central de Regulação, das policlínicas, dos centros de saúde, dos PSFs e do Hospital e Pronto-Socorro Municipal. Com o auditório lotado, a reunião demorou cerca de três horas. Começou às 9h15 e se prolongou até às 12h.

   Rombo

   Soares fez um balanço de sua gestão e criticou os antecessores, principalmente os ex-secretários Aray da Fonseca e Guilherme Maluf. Afirma ter "herdado" dívidas milionárias. Insinuou que os dois teriam provocado rombo no caixa da Saúde. Disse ainda que Aray e Maluf são empresários e que não possuem experiência para atuar em defesa da saúde pública e que sua gestão não só moralizou, mas está equilibrando as contas com medidas austeras. Luiz Soares chegou a dizer que teve de destinar R$ 700 mil para pagar empreiteira que cobrou por serviços feitos no período em que o hoje deputado Guilherme Maluf respondia como secretário. O curioso é que Soares é do PSDB, mesmo partido de Maluf. Ambos são pré-candidatos a deputado em 2010.

   Declarou ainda na assembleia-geral que precisa de apoio e do engajamento de todos para, a partir de segunda (14), começar a fazer abaixo-assinados em defesa de sua permanência no cargo tanto em praça pública quanto nas unidades de saúde. Alegou que os médicos que estão protestando querem ganhar mais de R$ 8 mil mensais e ainda levar o profeito a exonerá-lo. "Não queremos obrigar ninguém, mas vamos montar uma comissão para buscarmos apoio", declarou Luiz Soares. A medida foi reforçada pela diretora-administrativa do HPSMC, enfermeira Iracema Alencar. A estratégia é conseguir respaldo de algumas entidades e assinaturas voluntárias e apresentar o documento ao prefeito, que não está mais tão seguro quanto à manutenção do polêmico Soares numa das mais complexas e problemáticas secretarias.

Postar um novo comentário

Comentários (32)

  • jose roberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    é isso ai secretario sua hora esta chegando.os medicos nao vao voltar enquanto vc permanecer secretario. truculento igual essa senhora iracema no psmc da mais coice q cavalo.os seus seguidores sao os unicos q nao tem coragem de dizer a verdade sobre sua pessoa. esses seus DAS com cabresto.chega de ditadura,chega de ser tratado como animal,volte pra sua casa q é bem melhor pra saude desta nossa querida cuiaba. coloca esses seus coitados fantoches na rua pra pedir assinatura,tenta permanecer e nao ponha a culpa da saude em secretarios anteriores porque até onde sei osenhor foi secretario durante toda gestao roberto frança e o q melhorou? vai procurar sua turma nas madrugadas seu maluco,larga da saude.

  • Bento de Magalhaes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SE REALMENTE ESSAS DÍVIDAS EXISTIRAM , NÃO É POR SER DO PSDB O LUIS E O GUILHERME , QUE ESSES FATOS TERIAM DE SER ESCONDIDOS. NA MATÉRIA O REPORTER COLOCAR CLARAMENTE SUA POSIÇAO NA QUAL ANALISA COMO TRAIÇÃO CONTRA O GUILHERME , O AUTOR CONSEQUE SER PIOR QUE OS PRÓPRIOS POLÍTICOS NO INTUITO DE CRIAR POLEMICA.
    SE TEM ROMBO TEM DE HAVER DENUNCIA SIM , O POVO TEM OBRIGAÇÃO DE ESTAR ESCLARECIDO SOBRE ESSA SITUAÇÃO CAOTICA DA SAUCE EM CUIABÁ.
    E O GUILHERME COM BASTANTE SAPIÊNCIA QUE O MOMENTO REQUER VAI TER DE SE PRONUNCIAR A RESPEITO.

  • MARCOS S. DE ALMEIDA BORRETI | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Na reunião tinha na verdade os DAS, e que são muitos, essa Iracema é a mesma que esteve na gestão do Roberto França, quando Luis Soares foi secretario ,no pronto socorro(busque as informações do passado dela/arquivo). Luis Soares, que foi sec. de saude no mandato de França, e que ele e outros nem conseguiram eleger o PREFEITO ROBERTO FRANÇA para deputado estadual, e a crise não chegou como está. Ou ele estar a serviço para detonar o projeto do prefeito WILSON SANTOS ou pede as contas e mostra companheirismo. Já passou da hora dele pedir as contas. Pois baixa assinado, claro no desespero de tantos contratados em perder o emprego vão assinar, olha que envolve até elementos de bairros que recebem. ALÉM DAQUELES QUE RECEBEM COM CONTRATADO E RECEBEM TAMBEM D.A.S.. DOIS VENCIMENTOS.. A reforma do pronto socorro com o montante de cinco milhões que ele fala é proJeto dos ex, secretarios , quando o dr. Vaguener era chefe e dois a três anos atras atraves do PROGRAMA QUALISUS. Ao inves de pedir para o pessoal fazer comentário na internet e baixa assinado ele tinha que entregar o cargo. QUEM VIA ESSE LUIS SOARES, TRANTANDO ATÉ O PREFEITO COM MENOSPRESO/INDELICADEZA/NA PASTA DA SAUDE MANDA EU/ NEM TELEFONE ATENDIA/MANDA E DESMADA/PAGA E DESPAGA/NEM CELULAR ELE NÃO ACEITOU PARA NÃO SER PERTUBADO/O PREFEITO PARA LOCALIZAR ELE É DIFICIL E PARA PEDIR FAVOR/REUNIÃO VAI QUANDO ELE QUER/ETC. AGORA VER O LIUS PEDINDO SOCORRO!

  • luciana teixeira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha cabeção, você deveria ter denunciado antes os esquemas que aconteceram na gestão maluf, embora muita gente ouviam sobre possíveis desvios naquela época, favorecimento de certo hospital privado, pressão no prefeito para que pagasse certas contas. Esta evidente que por isso que o Maluf vive ameaçando deixar o partido, não consegue mais controlar a saúde pública de cuiabá. Mas, antes tarde do que nunca, e a população tem que ficar sabendo sobre isso, e o ministério público tem que apurar o que aconteceu.

  • dR. PAPALEÃO DIDIE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Luiz, chega, esta na hora de pegar seu boné, e ir para casa. A saúde do povos cuiabano não pode mais aguentar seus caprichos, de arrogancia, truculencia e falta de educação. Nos estamos na éra da informatica, voce não acompanhou a evolução dos tempo. Vai se aperfeiçoar e volta para outra atividade essa não te serve. Saúde não e coisa de brigadeira, a doença não espera.

  • Rodrigo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    CAro juliano, acho o senhor luiz soares um competente gestor. Quero lhe dizer que, corrupto é quem recebe salário e não trabalha, não cumpre a carga horária e ainda fica queixando que ganha pouco. Isso sim é corrrupção.

  • MARCELO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Honestidade..... esse Luis Soares foi pouco tempo deputado e se aponsentou ganhando fortuna/FAP........UMA POUCA VERGONHA....QUER TENTAR PAGAR A DIVIDA COM ROBERTO FRANÇA, DESTA VEZ TENTAR NAS COSTA DO PREFEITO ELEGER FRANÇA ESTADUAL, PODE VER QUE O RESUMO DO DIA FALA DEVAGAR. E TEM FAP NA PREFEITURA CARLÃO, ETC.

  • sandra | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É uma pena que ainda existir NÓS DIAS DE HOJE a chamada imprensa marrom. Estava presente nesta reunião e em nenhum momento foi cogitado o nome dos ex-secretários Aray e Guilherme e nem tão pouco solicitado aos seus DAS nenhum tipo de manifestação em favor do atual secretário que ali estavam. Ao contrário, do que a RDNews relatou, houve sim um desabafo fervoroso dos funcionários que ali estavam em favor do atual secretário e da vossa gestão pelos serviços já executados aos nossos usuários. “INFELIZMENTE” já sabemos o quanto será difícil achar uma imprensa séria que esteja disposta a nos deixar falar.

  • maga | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Muito interresante essa dele pedir para fazer abaixo assinado, para que o mesmo permaneçar no cargo, ele não aceita esse tipo de convocação da população de bairros, nestes dias atraz, ele mandou o Presidente do Bairro Despraiado, enfiar naquele lugar, o abaixo assinado que a comunidade fez para o retorno da Agente de Saude, Atendente e a Enfermeira que fora mandada embora e transferida, ele ignorou e agora esta apelando para este expediente...ho cara covarde!!!! vai ter a conferencia da saude e eu e mas alguns colegas vamos estar lá e já preparamos a Moção de Repudio, contra a atitude desse Secretario e seu Ditadorzinho Marcos Aurelio, o porteiro do Forno do Triangulo Roxo. Sujeito arrogante, traizoeiro, mesquinho e #$@!&*% e umas coisizinhas mas.

  • elton teixeira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É essa a tática de guerilha que o secretário utiliza para se manter no poder, ameaçando os seus apadrinhados com a perda do emprego. É assim que ele acha que vai gerir a saúde em Cuiabá, através da força, sem conversar com ninguém....são suas a spalavras médico tem de sobra por aí, se sair um facilmente acha outro pro lugar.É dessa forma que ele trata a classe e agora acha que pode pisar em todso como se fosse o grande dono da saúde em cuaiabá. Já chega de tanta barbaridade. Na época do Roberto França ele já aprontou muito e o caos continua existindo na saúde. As obras do PS são só de fachada, perfumaria, porém o servidos continua sendo desprestigiado e massacrado pela forma de tratamento desse secretário ditador. Podia pegar o boné e sair, levando junto o Sr. Alcaide, que vai levar uma grande rasteira em 2010....

Rejeição a Abílio sobe e cai a de EP

abilio junior 400 curtinha   Nos últimos 15 dias, o candidato a prefeito da Capital, Abílio Júnior (foto), do Podemos, viu a rejeição aumentar 12 pontos percentuais, quase um por dia, saindo de 19% para 31%, de acordo com a nova rodada da pesquisa Ibope, divulgada nesta sexta pela TV Centro América....

Fávaro deixa governador em saia-justa

carlos favaro 400 curtinha   O senador interino do PSD, Carlos Fávaro (foto), que busca a reeleição, deixou o governador Mauro Mendes (DEM) em uma saia-justa em Barra do Garças. Mendes, que já declarou apoio no horário eleitoral ao candidato à sucessão municipal Wellington Marcos, do mesmo...

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...