Últimas

Quarta-Feira, 09 de Dezembro de 2009, 19h:12 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

SAÚDE PÚBLICA

Soares transfere documentos de lugar; Saúde apreensiva


Soares manda retirar caixas com documentos de setores Financeiro e de RH da secretaria de Saúde
Fotos: Josinei Moreira

   A cinco dias de deixar o comando da secretaria de Saúde de Cuiabá (SMS), o demissionário Luiz Soares determinou a retirada de milhares de documentos do prédio do órgão, situado à rua Major Gama, no Porto. Servidores efetivos denunciam que as caixas contêm informações dos setores Financeiro e de Recursos Humanos da SMS. Soares, porém, se recusa a falar com a imprensa e, por meio da assessoria, informou que se trata de “arquivo-morto”.

   Por volta das 17h desta quarta (9), três rapazes estacionaram um caminhão de mudança em frente à secretaria. Orientados por um funcionário do setor de Protocolo, que seria ligado a Soares, eles colocavam centenas de pastas e caixas de escritório, lotadas de documentos oficiais, no caminhão. Demonstrando constrangimento com a presença da equipe do RDNews, um dos rapazes disse rindo que se tratava de “arquivo-morto”. O funcionário do Protocolo, por sua vez, garantiu que as caixas seriam levadas para o Arquivo Central da Prefeitura de Cuiabá, situado na Fenelon Müller, no bairro Dom Aquino. Havia, inclusive, um armário no caminhão. 

   Num primeiro momento, a assessoria da SMS disse que o secretário não comentaria o assunto. Minutos mais tarde, porém, entrou em contato para informar que os documentos seriam levados para uma sala da secretaria transformada em depósito, situada quase em frente ao prédio de onde Soares despacha. Segundo informações da assessoria, o local foi reformado este ano exclusivamente para abrigar o “arquivo-morto”, mas a data não foi confirmada.

   A referida sala, contudo, está localizada no estacionamento da Fundação de Saúde de Cuiabá (Fusc), e estaria abandonada. Até março deste ano, o local funcionava como ponto de emissão do Cartão SUS, transferido para a Central de Regulação. “Nunca houve esta reforma. Estou aqui todos os dias e posso atestar que a informação prestada pelo secretário não procede. Ele está extraviando documentos públicos”, alerta uma servidora indignada que, com medo de “represálias”, preferiu não se identificar. 

   Outro servidor questionou a necessidade do caminhão de transporte, já que a Fusc fica na mesma rua da secretaria, de onde os documentos eram retirados. “O caminhão ficou indo e voltando o dia todo para pegar mais documentos e, em nenhum instante, vimos caixas sendo descarregadas no estacionamento da Fusc, até porque não haveria necessidade de caminhão para levar os documentos ao outro lado da rua”.

    Segundo ele, após a visita do RDNews à SMS, o motorista responsável pelo transporte teria dado inúmeras voltas nas proximidades do Sesc Arsenal, desconfiado de que estaria sendo seguido. “Depois, ficaram parados numa rua paralela por certo tempo. Mais tarde receberam ordens de descarregar os documentos na própria Fusc para não levantar ainda mais suspeitas”. (Andréa Haddad)


Por meio da assessoria, Soares argumenta que se tratam de caixas com documentos do "arquivo-morto"

Postar um novo comentário

Comentários (53)

  • andreia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Benedita da Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    um sitre como este que faz questão de divulgar os numero de post mensais, deveria ter mais cuidado com a informação que veicula, ainda mais com os lesados que aqui postam uma serie de asneiras; qualquer órgao publico faz isso , no período de 5 anos. Não há nada de esquisito , extraordinario , que justifique as bobeiras acima postadas, falando em postar se é imparcial posta este comentário, ou este espaço é apenas para elogios aos moderadores?

  • Nelson Pirota de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Só resta a população cuiabana orar para o MPE e Polícia Fazendária tomarem medidas que evitem o descarte da documentação. O pior de tudo é que a única qualidade que todo mundo dava ao cabeção era a de ser honesto.
    Resta cantar: Se gritar pega ladrão, não sobre um meu irmão....

  • jean | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É um absurdo tudo isso que vocês escrevem, pois eu estava no predio vizinho, e no entanto só vi o caminhão dar duas viagens, pra que toda essas mentiras, vocês querem ganhar eleição no grito? pois, não vão conseguir, o povo não é mais tapado. E cuidado vocês podem ser processados por informações falsa e caluniosas. Estou muito triste com vocês. não sou ligado a nemhum partido muito menos a prefeitura, só não gosto de mentiras.

  • JUSSARA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • ZE DO PONTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O ARQUIVO MORTO DE UM PREFEITO MORIBUNDO!!!

  • Candellária | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sr Secretário, nao existe arquivo morto. TODO ARQUIVO É VIVO. Patrimonio documental do municipio, um bem público.

  • DONIZETE SENA RODRIGUES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    VEJA BEM PARA LEVAR ESSA CAIXAS PARA O ARQUIVO MORTO, TEM QUE FAZER UMA COMIÇAO DE TECNICOS DA PREFEITURA PARA AVALIAR OS DOCUMENTOS, TEM QUE FAZER A PUBLICAÇAO DA COMIÇAO NO DIARIO OFICIAL???

  • chacal | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    espero que seja um baita dum engano,se nao for quem vai virar arquivo morto vai ser o luisinho.

  • Amado Amador | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A matéria é engraçada. Apenas os políticos de antigamente faziam esse tipo de sacisada. Agora, se a prefeitura tivesse sistemas financeiros e de pessoal informatizados esse material seria arquivo morto mesmo. Aliás, existem empresas cuiabanas que poderiam informatizar toda a gestão municipal e, além disso, o próprio governo estadual poderia ceder as licenças dos seus sistemas, como vem fazendo com outros estados.

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

MAIS LIDAS