Últimas

Quinta-Feira, 20 de Dezembro de 2007, 13h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

PESQUISA

Sob Brito, Segurança recebe nota zero de 21%

    A segurança pública do Estado, sob Carlos Brito, (PR), é um dos setores mais complexos e criticados e o nível de descontentamento, numa escala de zero a 10, chega a 22% dos cuiabanos. Foi o que constatou uma pesquisa do instuto Mark, em trabalho de campo nos últimos dias 15 e 16. Foram entrevistadas 646 pessoas. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

   Os entrevistadores fizeram a seguinte pergunta: "Que nota de 0 a 10, o sr (a) daria para a segurança pública, na gestão do secretário Carlos Brito?" Dos entrevistados, 21,9% deram nota zero ao setor, enquanto 0,5% entendem que a segurança pública merece nota dez.

   Para 4,2%, o setor merece nota 1. Já 4,3%, a segurança pública é merecedora de nota 2. Na concepção de 15% dos cuiabanos, a segurança no Estado está "regular" e merece nota 5. A nota 6 dada por 10,5% e uma classifica 7 na avaliação de 5,4% dos que emitiram opinião. A Segurança Pública recebeu nota oito de 5,7%, enquanto 1,2% acredita que Brito precisa fazer pouco para alcançar uma ótima gestão, pois lançaram ao setor nota nove.

  Ex-deputado estadual, Carlos Brito está à frente da Sejusp desde janeiro desde ano. Ele é político e tenta atuar como técnico. Após ser derrotado à reeleição, foi acolhido na gestão Maggi. Assumiu a pasta no lugar do promotor de Justiça Célio Wilson de Oliveira, que não pôde permanecer no cargo em virtude da decisão do Conselho Nacional do Ministério Público, que proibiu membros da instituição de ocupar cadeiras no Executivo.

    Nestes 11 meses de gestão, Carlos Brito enfrentou uma série de obstáculos que trouxeram desgaste político por ser considerado o "comandante da tropa". Enfrentou crise com repercussão até internacional devido a uma simulação desastrosa da PM em Rondonópolis, quando um menor morreu atingido por um tiro. Teve de vir a público explicar as razões de uma operação no Araguaia, em que policiais foram acusados de torturar trabalhadores.

    Brito enfrentou ainda fugas em massa nos prédios e, após muita resistência, se viu obrigado a recuar após decretar extintas as estruturas das polícias comunitária, de trânsito e de meio ambiente. Para complicar sua situação, Brito ainda conviveu com um drama pessoal, porque um de seus filhos foi acusado de cometer crime. Hoje, o secretário enfrenta embate com os agentes policiais, que estão em greve, na luta por reajuste salarial. Por fim, tenta superar o "inferno astral" vivido no início de sua gestão, e promete investimentos no aparelhamento policial. (Simone Alves)

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • César de Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Papai Noel Blairo olhai pela seguraça do povo.


    Essa pesquisa reflete o caos da segurança em nosso estado. É resultado de um setor tão importante, entregue a uma pessoa que nada tem haver com área. No caso Carlos Brito, um verdadeiro incompetente em termos de segurança.

    Já que o governador pousa de Papai Noel, desejo-lhe´pedir-lhe um presente nesse final de ano: Governador tire Carlos Brito da Segurança, coloque no lugar dele uma pessoa que conhece da área.

    Esse é o presente que é desejado pela grande maioria dos matogrossenses. Que querem segurança.

  • Ederson Matos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não é o Brito que tem que ser reprovado, mas sim, próprio governador, é ele que manda em todos... O pobre do Carlos Brito é empregado como outro qualquer... Se a segurança tá assim é porque os filhor do governador não andam de ônibus pela cidade, não passeiam pelos bairros nas madrugadas.... Só vivem de segurança para cima e para baixo.... A CULPA É DO BLAIRO!!!!!!!!!

  • PAULO COSTA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SEM DÚVIDA, ESSE É O REFLEXO DE SE COLOCAR GENTE QUE DESCONHECE ESSA AREA.
    POR QUE NÃO VOLTAR O COMPETENTE DR CORBELINO QUE MUITO FEZ PELA SEGURANÇA PUBLICA.
    QUE SAUDADE!!!!!!
    SE MEXE GOVERNADOR

AL realiza lockdown de faz de contas

Funcionários da AL se mostram revoltados com o lockdown de “faz de contas” promovido por deputados. Isso porque, apesar de estar com as portas fechadas, funcionários estariam sendo obrigados a ir trabalhar e entrando por outras portas. Atendem parlamentares que preferem trabalhar presencialmente. Pelo menos 36 funcionários estariam infectados e os servidores temem que mais pessoas sejam contaminadas pelo coronavírus. O pânico ficou ainda maior...

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...

TJ e posse em cartórios após 7 anos

maria helena _ curtinha O Tribunal de Justiça, sob Maria Helena (foto), marcou para 31 de março a posse coletiva dos aprovados no concurso para os cartórios extrajudiciais de Mato Grosso. O certame vem se arrastando desde 2013 e foi interrompido diversas vezes por causa de recursos judiciais de concorrentes inconformados com os...

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...