Últimas

Quarta-Feira, 04 de Julho de 2007, 13h:33 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

INFRAESTRUTURA

Sob constrangimento, Pagot deve assumir Dnit

   O executivo Luiz Antônio Pagot passa por um grande constrangimento, inclusive sob acusação de acúmulo ilegal de dupla função entre 1995 e 2002 mas, no final, deverá ter o nome aprovado na Comissão de Serviços de Infra-Estrutura do Senado para assumir o Dnit. Líderes comentaram nesta quarta, em Brasília, logo após o pedido de vistas do senador Mauro Couto (PSDB-PA) adiar a sabatina, que virão novos bombardeios contra Pagot.

     O senador Jefferson Péres (RJ), por exemplo, pretende levantar polêmica na próxima sabatina. Ele não integra a Comissão que votará pela aprovação ou não do nome de Pagot para o cargo federal, mas, como líder do PDT, terá direito a fala. Está determinado a questionar Pagot sobre o suposto crime de responsabilidade por causa dos dois cargos ocupados concomitantemente.

    A oposição fará de tudo para impedir que Pagot, pré-candidato a governador em 2010, chegue ao comando do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes. Na sabatina desta quarta, alguns parlamentares saíram em sua defesa. A senadora petista Serys Marly, por exemplo, se posicionou favorável à aprovação. Dois senadores do PR, mesmo partido de Pagot, fizeram o mesmo, assim com dois do PMDB. Já o líder do governo no Senado, Romero Jucá (RR), não se manifestou, o que mostra a pouca mobilidade da base aliada do presidente Lula nas articulações pró-Pagot.

    Vigília

    A decisão do aliado de Maggi de fazer espécie de vigília nos gabinetes dos senadores em busca de apoio o expôs. Nos últimos dias, Luiz Pagot, com uma pasta debaixo do braço, passou a dar plantão no Congresso Nacional. Sua ação deu demonstração de desespero. Deveria ter aliados fortes atuando nas articulações. Acabou a sós. Agora, Pagot aguardará o próximo capítulo da novela Dnit, que já dura quase seis meses e da qual é o principal protagonista. Se sair derrrotado, Pagot ficará desmoralizado e vai ter de enterrar o sonho de ser candidato a governador.

    O atual diretor-geral do Dnit, Mauro Barbosa da Silva, afilhado político do senador Marconi Perillo (PSDB-GO), ganha ponto sobre o martírio de Pagot. Aposta que continuará no cargo. Vem se mobilizando para isso.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Ex-vereador, demagogia e contradição

everton pop 400   O ex-vereador por Cuiabá e apresentador de um programa popular de TV que leva o seu nome, Everton Pop (foto), gravou um vídeo em que critica o fato da Mesa Diretora da Câmara da Capital pagar os servidores todo dia 20, antecipando o salário em 10 dias do fechamento do mês. Pop só não...

Jayme é contra decreto do governador

jayme campos 400 curtinha   O senador Jayme Campos (foto), que já foi governador e prefeito, engrossa a lista dos que defendem isolamento social mais rigoroso neste momento. A postura vai na contramão do correligionário Mauro Mendes. O governador editou decreto que prevê a abertura de shoppings e comércio, desde...

EP e 2 medidas junto à Águas Cuiabá

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) impôs duas medidas à concessionária Águas de Cuiabá. A empresa está proibida de cortar a água de inadimplentes e não terá direito a um aumento de 6%, aprovado pela Arsec. As medidas, segundo o prefeito, são...

Vice e o uso político do Creci pró-Julio

claudecir 400 creci curtinha   O sindicato dos profissionais do Mercado Imobiliário de Mato Grosso, sob Juliano Lobato, em nota de repúdio, detona o atual vice-presidente do Creci-MT, Claudecir Contreiras (foto), para quem está fazendo uso político da entidade e beneficiando, de forma descarada, o...

Toninho e expectativa de retorno à AL

toninho 400 curtinha   Toninho de Souza, que no ano passado estreou como deputado, permanecendo no cargo por 46 dias, no lugar de Eduardo Botelho, vive expectativa de retornar à cadeira na Assembleia. Mas isso vai depender de uma decisão de Janaína Riva, que está no quarto mês de gravidez. Ela tem...

Parlamentar temido reassume em VG

caio cordeiro 400 curtinha   Com menos de 15 dias no cargo de vereador em Várzea Grande, o primeiro-suplente Caio Cordeiro (foto), do PRP, já terá de desocupar a vaga. Eis que está de volta, da prisão para retomar o assento de parlamentar, Jânio Calistro, que está no segundo mandato e responde...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.