Últimas

Quarta-Feira, 04 de Julho de 2007, 13h:33 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

INFRAESTRUTURA

Sob constrangimento, Pagot deve assumir Dnit

   O executivo Luiz Antônio Pagot passa por um grande constrangimento, inclusive sob acusação de acúmulo ilegal de dupla função entre 1995 e 2002 mas, no final, deverá ter o nome aprovado na Comissão de Serviços de Infra-Estrutura do Senado para assumir o Dnit. Líderes comentaram nesta quarta, em Brasília, logo após o pedido de vistas do senador Mauro Couto (PSDB-PA) adiar a sabatina, que virão novos bombardeios contra Pagot.

     O senador Jefferson Péres (RJ), por exemplo, pretende levantar polêmica na próxima sabatina. Ele não integra a Comissão que votará pela aprovação ou não do nome de Pagot para o cargo federal, mas, como líder do PDT, terá direito a fala. Está determinado a questionar Pagot sobre o suposto crime de responsabilidade por causa dos dois cargos ocupados concomitantemente.

    A oposição fará de tudo para impedir que Pagot, pré-candidato a governador em 2010, chegue ao comando do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes. Na sabatina desta quarta, alguns parlamentares saíram em sua defesa. A senadora petista Serys Marly, por exemplo, se posicionou favorável à aprovação. Dois senadores do PR, mesmo partido de Pagot, fizeram o mesmo, assim com dois do PMDB. Já o líder do governo no Senado, Romero Jucá (RR), não se manifestou, o que mostra a pouca mobilidade da base aliada do presidente Lula nas articulações pró-Pagot.

    Vigília

    A decisão do aliado de Maggi de fazer espécie de vigília nos gabinetes dos senadores em busca de apoio o expôs. Nos últimos dias, Luiz Pagot, com uma pasta debaixo do braço, passou a dar plantão no Congresso Nacional. Sua ação deu demonstração de desespero. Deveria ter aliados fortes atuando nas articulações. Acabou a sós. Agora, Pagot aguardará o próximo capítulo da novela Dnit, que já dura quase seis meses e da qual é o principal protagonista. Se sair derrrotado, Pagot ficará desmoralizado e vai ter de enterrar o sonho de ser candidato a governador.

    O atual diretor-geral do Dnit, Mauro Barbosa da Silva, afilhado político do senador Marconi Perillo (PSDB-GO), ganha ponto sobre o martírio de Pagot. Aposta que continuará no cargo. Vem se mobilizando para isso.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Uma petista das causas bolsonaristas

edna sampaio 400   A emblemática vereadora petista Edna Sampaio (foto) se mostra a cada dia defensora das pautas bolsonaristas. Na Câmara de Cuiabá se aliou e vota combinado com os direitistas e conservadores tenente Paccola (Cidadania) e Michelly (DEM). No episódio em que a colega parlamentar fez uma "sarrada"...

Esperança do Procon por candidatura

gisela simona 400   Quem pensa que Gisela Simona (foto), aquela que perdeu para prefeita de Cuiabá e se queimou politicamente ao se aliar a Abílio no segundo turno, não se movimenta politicamente com interesse nas eleições de 2022 está redondamente enganado. Ela tenta, por tudo, reassumir a...

Sorriso tenta aval para conceder RGA

estevam calvo 400   A Prefeitura de Sorriso quer pagar RGA aos servidores, mas não encontrou até agora respaldo legal para assim proceder, considerando a Lei Complementar 173/2020 que, no contexto da pandemia, proíbe reajuste no salário de servidores federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste...

Ambulância doada pela CBF para MT

Aron Dresch 400   O governo estadual recebeu doação de uma ambulância da CBF como forma de reconhecimento à dedicação dos profissionais da Saúde e dos serviços que estão sendo prestados durante a pandemia. O Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, foi escolhido para...

Fávaro, relatório e vacina sem Anvisa

carlos favaro 400   O senador mato-grossense Carlos Fávaro (foto), eleito na suplementar do ano passado, está comemorando a aprovação pelos colegas do seu relatório ao Projeto 1315/2021, que libera a importação de vacinas e insumos para o combate à Covid-19 no Brasil e sem depender do...

TRE intima deputado pra se defender

gilberto cattani 400   O TRE já citou o deputado Gilberto Cattani (foto) e o comando do PRTB para se manifestar sobre o pedido do suplente Emílio Populo, que quer a perda do mandato do recém-empossado por infidelidade partidária. O relator é o jurista Sebastião Monteiro. Cattani apresenta defesa na...