Últimas

Quarta-Feira, 04 de Julho de 2007, 13h:33 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

INFRAESTRUTURA

Sob constrangimento, Pagot deve assumir Dnit

   O executivo Luiz Antônio Pagot passa por um grande constrangimento, inclusive sob acusação de acúmulo ilegal de dupla função entre 1995 e 2002 mas, no final, deverá ter o nome aprovado na Comissão de Serviços de Infra-Estrutura do Senado para assumir o Dnit. Líderes comentaram nesta quarta, em Brasília, logo após o pedido de vistas do senador Mauro Couto (PSDB-PA) adiar a sabatina, que virão novos bombardeios contra Pagot.

     O senador Jefferson Péres (RJ), por exemplo, pretende levantar polêmica na próxima sabatina. Ele não integra a Comissão que votará pela aprovação ou não do nome de Pagot para o cargo federal, mas, como líder do PDT, terá direito a fala. Está determinado a questionar Pagot sobre o suposto crime de responsabilidade por causa dos dois cargos ocupados concomitantemente.

    A oposição fará de tudo para impedir que Pagot, pré-candidato a governador em 2010, chegue ao comando do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes. Na sabatina desta quarta, alguns parlamentares saíram em sua defesa. A senadora petista Serys Marly, por exemplo, se posicionou favorável à aprovação. Dois senadores do PR, mesmo partido de Pagot, fizeram o mesmo, assim com dois do PMDB. Já o líder do governo no Senado, Romero Jucá (RR), não se manifestou, o que mostra a pouca mobilidade da base aliada do presidente Lula nas articulações pró-Pagot.

    Vigília

    A decisão do aliado de Maggi de fazer espécie de vigília nos gabinetes dos senadores em busca de apoio o expôs. Nos últimos dias, Luiz Pagot, com uma pasta debaixo do braço, passou a dar plantão no Congresso Nacional. Sua ação deu demonstração de desespero. Deveria ter aliados fortes atuando nas articulações. Acabou a sós. Agora, Pagot aguardará o próximo capítulo da novela Dnit, que já dura quase seis meses e da qual é o principal protagonista. Se sair derrrotado, Pagot ficará desmoralizado e vai ter de enterrar o sonho de ser candidato a governador.

    O atual diretor-geral do Dnit, Mauro Barbosa da Silva, afilhado político do senador Marconi Perillo (PSDB-GO), ganha ponto sobre o martírio de Pagot. Aposta que continuará no cargo. Vem se mobilizando para isso.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...