Últimas

Quarta-Feira, 06 de Junho de 2007, 07h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

INVESTIGAÇÃO

Sob Dalberto, Intermat vira foco de denúncias

TCE apura ao menos 8 supostas irregularidades na aquisição de terras

   Sob Afonso Dalberto, o Instituto de Terras do Estado (Intermat) se transformou no patinho feio da administração Blairo Maggi. O órgão é precursor de focos de supostas irregularidades, inclusive no beneficiamento a integrantes da própria gestão pública estadual quanto à aquisição de terras com fins de reforma agrária. Dalberto já é chamado de robin hood das terras mato-grossenses. Compra dos ricos para dar aos pobres. Dentro do lema "terra para quem precisa", o que o Intermat paga faz dos ricos mais ricos e dos pobres mais miseráveis.

   O Tribunal de Contas do Estado investiga pelo menos oito casos de denúncias de aquisição de terras feitas pelo órgão. O Ministério Público também começa a apurar supostas irregularidades no Intermat, que tem a atribuição de socializar a propriedade rural, priorizar o trabalhador rural e evitar conflitos agrários.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Cara Redator!

    Primeiramente venho te parabenizar pelo site.
    Quanto as supostas irregularidades cometidas na aquisição de terras para Reforma Agrária é lamentável se forem verdadeiras, uma vez essa terras foram adquiridas para a implantação de vilas rurais do Programa Nossa Terra Nossa Gente, criado pelo então Deputado Jair Mariano e desenvolvido também por ele no INTERMAT. É uma pena, pois como cidadã tirei o chapéu pela criação desse Programa e só tenho a lamentar se as denúncias forem verdadeiras.

  • João Moessa de Lima | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A Intermat segue a risca a regra deste governo, muita corrupçao e pouca prestação de contas à população.
    Aproveitando o ensejo e como perguntar não ofende e o DETRAN quando algum órgão de imprensa vai mostrar o que acontece.

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Será que as pessoas que supostamente acusam estão realmente falando a verdade?????
    Acho que são aquelas pessoas que não têm mais a possibilidade de "usufruir dos bens públicos", que agora estão sendo muito bem monitorados pelos dirigentes do órgão, que perdem seu tempo vinculando noticias infames como esta.
    O povo era acostumado com o dinheiro fácil, agora tudo está sendo fiscalizado e esse mesmo "povo" não está mais tendo jeito de continuar "aproveitando" das situações.
    A população tem que parar de dar ouvido para coisas mesquinhas e começar a olhar os resultados, porque estes ninguém coloca a disposição do conhecimento popular.

  • Lenice Amorim | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sabemos que a imprensa deve ser pautada pela transparência e verdade dos fatos narrados, entretanto se faz necessário a devida apuração dos fatos e a prévia consulta aos envolvidos.

    Como servidora de carreira e Ouvidora do INTERMAT, gostaria de fazer um comentário e esclarecimento a respeito dessa matéria, uma vez que das áreas adquiridas pelo INTERMAT para fins de Reforma Agrária e citadas na referida matéria, apenas uma aquisição foi concluída pelo atual Presidente - Sr. Afonso Dalberto, localizada em São Pedro da Cipa.

    Quanto às outras áreas, todas foram adquiridas pelo então Presidente Sr. Jair Mariano, sendo que o atual Presidente – Sr. Afonso Dalberto, estará enviando ao Ministério Público, todos os processos que deram origem a essas aquisições, para posterior análise quanto a supostas irregularidades cometidas.

    Gostaria ainda de sugerir, que antes de veicular matérias relacionadas à denúncias que o INTERMAT fosse consultado, pois apesar de toda a imagem negativa que está sendo repassada a respeito deste Órgão, estamos prestando relevantes serviços à sociedade matogrossense.

    Coloco-me a disposição desse conceituado site para sempre que necessário prestar informações de teor público com a relevante preocupação de manter o cidadão devidamente informado.

    Atenciosamente,


    Lenice Amorim
    Ouvidora Setorial
    INTERMAT

  • José Manoel da Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Estou de acordo com a matéria...

    Mas não é novidade...nada poderiamos esperar
    de uma pessoa cética em relação a administração
    publica...
    Ele é PHD nessa matéria...
    Sua vida pública é bastante complicada...
    Basta analisarmos as suas gestões na:

    CONAB
    INFRA-ESTRUTURA
    EDUCAÇÃO
    E AGORA INTERMAT...
    E quantos outros vierem, não me surpreenderei com
    sua postura, haja vista, a notória ignorância deste
    Homem...aff!!!
    Tudo tem limite...

  • antonio carlos da silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    o ministério Público e o tribunal de contas deveria ir a fundo nas investigações dentro do Intermat e que todas essas falcatroas sejam apuradas, é o desejo da sociedade matogrossence. estamos muito indignado com essas reportagens.

  • JOSE ROBERTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    AS AUTORIDADES NÃO SÓ DEVE APURAR ESSAS DENUNCIAS,DE COMPRA DE TERRAS, COMO INVESTIGAR OUTRAS IRREGULARIDADES,COMO FIRMA PRESTADORA SERVIÇO QUE ATUA NA QUELE ORGÃO. POIS Á MUITOS COMENTARIOS,PERANTE Á SOCIEDADE.

  • Paulo Henrique de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Estou indignado com essas denúncias e esperamos que o governo do estado como as autoridades judíciais tomam as devidas providências não só na compra de terra mais de outras irregularidades que o povo comentam nas cidades.

Fritado no PDT e buscando o Aliança

antonio galvan 400 curtinha   Fritado no PDT, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), pretende agora procurar espaço em um partido considerado de direita. E está se movimentando para assumir em MT o comando do Aliança pelo Brasil, partido que está sendo criado pelo presidente Bolsonaro. O sojicultor se mostra,...

Lúdio e incógnita sobre quem apoiar

ludio cabral 400 curtinha   Em 2010, com PT rachado, o hoje deputado estadual Lúdio Cabral (foto) não apoiou Carlos Abicalil, do seu partido, para o Senado. Preferiu virar cabo eleitoral de Pedro Taques, que se elegeu. Agora, para este pleito suplementar ao Senado marcado para 26 de abril, para preencher a vacância devido...

Cotado à cadeira de desembargador

francisco faiad 400 curtinha   É forte o movimento nos bastidores entre os juristas, dentro e fora da OAB/MT, pela indicação do nome de Francisco Faiad (foto) pela classe Quinto Constitucional à cadeira de desembargador. Bem articulado e com bom conceito no meio jurídico, Faiad foi presidente da OAB/MT por dois...

Pivetta promete permanecer no PDT

allan kardec 400 curtinha   O empresário Otaviano Pivetta, que se tornou o mais badalado nesta fase de pré-campanha ao Senado por causa da grande logística em torno do seu nome, se encontra numa saia-justa. Para líderes do Podemos com os quais passou a ter afinidade política, como os senadores Álvaro Dias e...

Ao Senado, 2 partidos e apoio para EP

elizeu nascimento 400 curtinha   Elizeu Nascimento (foto), terceiro-sargento PM licenciado, não é nada bobo. Ex-vereador pela Capital e no mandato de deputado estadual, Elizeu hoje controla o DC-MT e ainda levou aliados de confiança para o PSL-MT, partido que ainda está ligado ao presidente Bolsonaro e que só de...

Digital de Selma no apoio para Pivetta

olga lustosa curtinha 400   Mesmo com laços antigos de amizade com Otaviano Pivetta, Olga Lustosa, que está se desligando do cargo de assessora do gabinete da senadora cassada Selma Arruda em Brasília, causou aquele climão dentro do Podemos quando apareceu no encontro do PDT, neste sábado. O ato marcou o...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.