Últimas

Terça-Feira, 25 de Agosto de 2009, 18h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

RUMO A 2010

Sob desgaste, deputado Henry deve desistir da reeleição


Deputado federal Pedro Henry (PP) é o primeiro a "jogar a toalha" rumo às eleições do próximo ano
Foto: Flávia Borges

   O deputado federal Pedro Henry (PP), que já está em seu quarto mandato, tem dito nos bastidores que jogou a toalha sobre seu projeto à reeleição. A desistência teria sido motivada pelo desgaste sofrido pelo parlamentar após ter seu nome envolvido em escândalos de repercussão nacional, como os esquemas do "Mensalão" e "Sanguessugas". Outro fato que estaria fazendo o deputado temer a derrota nas urnas é a cassação de seu irmão, Ricardo Henry (PP), que venceu o pleito no ano passado como prefeito de Cáceres, mas perdeu o mandato sob a acusação de abuso de poder econômico e uso indevido da da máquina pública na campanha. O deputado progressista já chegou a cogitar a possibilidade de lançar seu irmão como seu substituto, mas desistiu da ideia. É o que garante o jornal Correio Braziliense.

   Quase toda a bancada mato-grossense na Câmara Federal, que conta com 8 nomes sendo eles Pedro Henry, Carlos Abicalil (PT), Wellington Fagundes (PR), Homero Pereira (PR), Valtenir Pereira (PSB), Eliene Lima (PP), Thelma de Oliveira (PSDB) e Carlos Bezerra (PMDB), tentará a reeleição, com exceção de Fagundes, que já anunciou sua pré-candidatura ao Senado. Já Abicalil chegou a ensaiar a disputa por uma vaga de senador, mas também chegou à conclusão de que quer mesmo a reeleição.

   Henry teve o mandato cassado em 2007, sob a acusação de compra de votos no pleito de 2006, quando venceu a disputa por uma vaga de federal com um número pífio de votos se compado à eleição de 2002, quando foi um dos mais votados entre os oito mato-grossenses. Ele ingressou na Justiça para reverter a situação e, desde então, se mantém no cargo por força de liminar. (Flávia Borges)

 --------------------------------------------
Clique aqui e confira reportagem do Correio Braziliense

Postar um novo comentário

Comentários (21)

  • Ildo Cacerense | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É lamentável essa desistência, pois o Dr. Pedro Henry é o político que mais fez pela região de Cáceres, Pontes e Lacerda e região, reputo-o como o maior político da região Cacerence de todos os tempos, e assim for confirmada a sua desistência vou votar nulo para o cargo de Deputado Federal.

  • Daniel | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Há um equívoco nesta matéria..

    O Pedro Henry não foi um dos mais votados para deputado federal em 2006, mas sim em 2002, porque na última eleição para federal ele perdeu cerca de 50.000 votos em relação à de 2006, amargando uma das últimas colocações..

  • Marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Poxa pedrinho 30 já vai jogar a toalha!
    A liminar está caindo não é!!
    não termina este ano como deputado e Chico Daltro deve estar triste com isso!hehe
    Acredito que Pedro Henry será candidato a Dep Estadual, pois assim a famosa imunidade parlamentar e o foro privilegiado estarão garantidos.
    E pensar que este foi um dos braços direitos do Blairo.. diga com quem andas e direi quem es!

  • Hêloisa Contreiras | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    JÁ VAI PARAR TARDE, pois os eleitores matogrossenses cansaram das suas estrapolias e safadezas durante o exercicio de seu mandato na Camara dos Deputados. Falou em fracatuas,maladragem.e corrupção,o nome do Pedro Henry destaca como estrela de primeira grandeza na constelação brasileira.Nunca nhenhum politico envergonhou tanto o nosso estado como esse cidadão.Se ele não for cassado agora pelo Tribunal Siuperior Eleitoral,será co, certeza cassado pelos eleitores de MT em 2010. Xô corrupto,vai curtir a grana,do mensalão,do Sanguessuga, e agora do PAC de Cuiabá-V.Grande,na Africa do sul, junto com Wilson Santos Pinochio,e Murilo Dormindo com Trinta por cento no Bolso.

  • Paulo Roberto de Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O dep. federal Pedro Henry deveria ter sido banido
    da vida pública há muito tempo, se aqui as leis se
    fizesse cumprir, a Justiça sentou em cima do seu
    processo de cassação, e ele vai terminar o seu
    mandato numa boa. Mas, se fosse um pobre, tome
    o peso da borduna.....

  • GISLAINE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    VC E SEU IRMÃO PERDERAM A PREFEITURA EM CÁCERES PQ INSISITIRAM EM MANTER O TIRANO DO DR. JOSÉ ESTEVES NA DIREÇÃO DO HRAF. DEVERIAM TER PRESTADO MAIS ATENÇÃO NAS DENÚNCIAS E INDICADO PESSOAS MAIS CAPACITADAS PARA EXERCEREM OS CARGOS DE CONFIANÇA COMO A DIREÇÃO DE TÃO IMPORTANTE HOSPITAL PARA A REGIÃO OESTE. NÃO LAMENTE POIS FORAM AVISADOS!!!

  • Gilson Araujo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se o Deputado Pedro Henry desistir da reeleição é porque que sair da vida publica..., pois voto não lhes falta... É o governador da nossa região... Jauru é 80 % PH...
    hahaha......................................................

  • MOSSUETO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0



    Quando o navio está afundando, os ratos são os primeiros a abandonar o navio, o cidadão se diz INOCENTE, por que não sustenta a sua tese e se arrisque a desafiar a verdade das URNAS? Estamos prontos para dar-lhe o veridcto no processo que ora ele consegue manter parado sob efeito de uma liminar, estamos só esperando Outubro/2010 para dar-lhe uma sonora derrota, vamos cassá-lo da politica matogrossense.

  • Maria Justiniana Sairi | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pedro Henry realmente foi um politico muito importante para Cáceres e para Região, se não fosse seus interesses pessoais com envolvimento do MENSALÃO E SANGUESSUGA.

    Se não fosse isso, Pedro Henry teria sua carreira traçada pelo SENADO FEDERAL e logo em seguida GOVERNADOR DO ESTADO.

    Mas justiça divina foi feita, pois aqui se faz, aqui se paga.

    Hoje sua realidade é de acordo com o relato da matéria exposta pelo RD. Isso para o bem do povo matogrossense e da nação.

    Já imaginou se ele fosse governador?

  • Feitosa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tambem , já ta rico , não precisa mais . gasta dinheiro com reeleição pra que ?

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.