Últimas

Sábado, 02 de Junho de 2007, 08h:07 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

COMUNICAÇÃO

Sob Lessa, Judiciário começa a mudar imagem

    O desembargador Paulo Lessa está mesmo disposto a consolidar uma gestão de rupturas diante de um Judiciário até então combalido e com a imagem manchada desde as graves acusações lançadas pelo juiz Leopoldino do Amaral, assassinado em 99, entre elas de venda de sentença, fraudes em concurso público e nepotismo. Ajudado pela decisão do Conselho Nacional de Justiça, que proíbe nepotismo, Lessa já não carrega mais sobre os ombros, enquanto presidente do Tribunal de Justiça, a cobrança pelo fim da farra da contratação de parentes de juizes e de desembargadores.

     O TJ conta com 30 desembargadores. Integram o quadro do Judiciário 228 juizes. O orçamento chega a R$ 270 milhões, fora recursos do Fundo de Apoio ao Judiciário (Funajuris). Desse montante, gasta em torno de R$ 250 milhões com a folha dos servidores, entre ativos e inativos. São 5,1 mil funcionários. Dos 141 municípios, há comarcas instaladas em 79.

       Com três meses de mandato, Paulo Lessa adotou uma série de medidas inéditas, audaciosas e inovadoras que começam a distinguir sua gestão das demais. Passou a ser elogiado até pela OAB, uma instituição cri-cri que sempre está envolvida em assuntos polêmicos. Em discurso de posse, em 1º de março, Paulo Lessa anunciou um planejamento estratégico em busca da acessibilidade, efetividade e transparência - clique aqui e confira. Prometeu, enfim, construir um novo momento à frente do Judiciário, de modo que a sociedade passe a ter a sensação de uma Justiça atuante.

   Alguns passos importantes foram dados. Senão vejamos:

01) Versão eletrônica do Diário da Justiça, que a partir desta segunda (4) passa a ter validade jurídica e substituirá definitivamente a versão impressa. Trará celeridade processual, eficiência, simplicidade e economia dos atos processuais.

02) Ampliação em uma hora do expediente ao público. O Tribunal de Justiça e os fóruns, que funcionavam das 12h às 18h, atendem agora a comunidade jurídica até às 19h.

03) Aprovação do projeto que cria a figura do juiz-leigo conciliador. A mensagem já passou pelo aval da Assembléia Legislativa e está em fase final de implantação. Num primeiro momento, terá 100 pessoas atuando junto ao Juizado Especial, uma forma de agilizar os julgamentos e reduzir a carga processual.

04) O novo corregedor-geral de Justiça, desembargador Orlando Perri, passou a ouvir servidores, juizes e a população. Ele vem percorrendo as regiões - falta visitar os pólos do Araguaia, Rondonópolis (Sul) e Cáceres (Oeste). Defende transparência. Passou a ter mais condições estruturais para desenvolver o trabalho de correição ordinária nas diferentes regiões.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • VILSON PEDRO NERY | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Os atuais integrantes do Conselho da Magistratura (presidente, vice e corregedor do Tribunal de Justiça) são reconhecidamente democráticos e magistrados inovadores, líderes por méritos pessoais. O Dr. Orlando Perri tem uma carreira meteórica, graças à sua competência. Já o Dr. Paulo Lessa foi corregedor da Corte em seu pior momento, exatamente no período onde ocorreram os episódios envolvendo o Juiz Leopoldino do Amaral. O vice, Rubens de Oliveira, é um grande articulador junto aos advogados. Vejo que estão ocorrendo coisas interessantes no Tribunal de Justiça, tomara que isso possa servir para a (re) conquista da credibilidade que o Judiciário necessita e merece, e que as medidas administrativas sejam hábeis para facilitar o acesso do Povo ao Judiciário e haja a sonhada valorização do servidor de carreira. De resto, que o Tribunal consiga melhor a qualidade técnica de seus juízes, puna a desídia de alguns e prestigie a produtividade. Que enfim se instale a MERITOCRACIA no Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Chega de más notícias!

  • Clementino Nogueira de Sousa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    -Como cidadão parabenizo os integrantes do Conselho da Magistratura pelo processo de modernização do Judiciário em MT, e como pesquisador na área de história ,aguardo a microfilmagem e a digitalização dos acervos do Tribunal para disponibilizá-los aos pesquisadores.Clementino

  • José Vicente Bonatelli | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Dr. Paulo Lessa sempre foi o MAIS QUERIDO membro do judiciário entre os academicos de direito. A Classe estudantil, assim como as crianças, reconhecem com mais facilidade as pessoas puras de espírito. Temos a convicção de que conduzirá sua missão com transparência e dignidade. Que Deus o ilumine.

  • jorge soares de almeida | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso tá parecendo matéria paga. Ninguém esquece a história do drº leopoldino, josino guimarães, e etc. Poder obscuro este "tribunal de justiça".

  • ELIFAS JOSE RIBEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu concordo com o Jorge Soares estes elogio ao TJ esta muito estranho ou então é coisa de quem nunca sofreu uma injustiça do tribunal de justiça.

Ação de promotor e volta de restrições

Adalberto Ferreira   O promotor de Justiça Adalberto Ferreira garante que prefeito de Juscimeira Moisés dos Santos não havia editado nenhum decreto endurecendo as regras de restrições à pandemia do coronavírus antes do MPE propor ação na Justiça. Ao falar sobre nota publicada...

Oséas agora está nas mãos de Abílio

oseas machado 400 curtinha   Oséas Machado (foto) conseguiu derrubar Abílio Júnior, a quem denunciou por quebra de decoro parlamentar, e assumiu a cadeira deste na Câmara da Capital. Agora, o cassado se articula para dar o troco. O problema é que ambos estão no PSC. Oséas quer buscar a...

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

Kero-Kero quer levar Abílio para Pode

wilson kero kero 400 curtinha   Na contagam regressiva do prazo para o troca-troca partidário - vence em 3 de abril para quem pretende ser candidato em outubro deste ano -, o vereador Wilson Kero-Kero (foto), do PSL e um dos opositores à gestão Emanuel Pinheiro em Cuiabá, está fortalecendo o Podemos. E se...

ECSP explica confusão com Marcrean

marcrean 400 curtinha   A Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP) emitiu nota sobre a suposta “carteirada” do vereador Marcrean Santos (foto) no HMC. Ele foi pivô de confusão e um vídeo viralizou nas redes sociais. Segundo a ECSP, o parlamentar foi até o local pedir informações...

PL quer suspender dívidas das cidades

max russi curtinha 400   Ex-prefeito de Jaciara, o deputado Max Russi (PSB) apresentou projeto que visa suspender os pagamentos das dívidas dos municípios com o Estado, durante o período de calamidade pública que foi decretado pelo governo por causa da pandemia do coronavírus. Max ressalta que MT não deve...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.