Últimas

Sábado, 02 de Junho de 2007, 08h:07 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

COMUNICAÇÃO

Sob Lessa, Judiciário começa a mudar imagem

    O desembargador Paulo Lessa está mesmo disposto a consolidar uma gestão de rupturas diante de um Judiciário até então combalido e com a imagem manchada desde as graves acusações lançadas pelo juiz Leopoldino do Amaral, assassinado em 99, entre elas de venda de sentença, fraudes em concurso público e nepotismo. Ajudado pela decisão do Conselho Nacional de Justiça, que proíbe nepotismo, Lessa já não carrega mais sobre os ombros, enquanto presidente do Tribunal de Justiça, a cobrança pelo fim da farra da contratação de parentes de juizes e de desembargadores.

     O TJ conta com 30 desembargadores. Integram o quadro do Judiciário 228 juizes. O orçamento chega a R$ 270 milhões, fora recursos do Fundo de Apoio ao Judiciário (Funajuris). Desse montante, gasta em torno de R$ 250 milhões com a folha dos servidores, entre ativos e inativos. São 5,1 mil funcionários. Dos 141 municípios, há comarcas instaladas em 79.

       Com três meses de mandato, Paulo Lessa adotou uma série de medidas inéditas, audaciosas e inovadoras que começam a distinguir sua gestão das demais. Passou a ser elogiado até pela OAB, uma instituição cri-cri que sempre está envolvida em assuntos polêmicos. Em discurso de posse, em 1º de março, Paulo Lessa anunciou um planejamento estratégico em busca da acessibilidade, efetividade e transparência - clique aqui e confira. Prometeu, enfim, construir um novo momento à frente do Judiciário, de modo que a sociedade passe a ter a sensação de uma Justiça atuante.

   Alguns passos importantes foram dados. Senão vejamos:

01) Versão eletrônica do Diário da Justiça, que a partir desta segunda (4) passa a ter validade jurídica e substituirá definitivamente a versão impressa. Trará celeridade processual, eficiência, simplicidade e economia dos atos processuais.

02) Ampliação em uma hora do expediente ao público. O Tribunal de Justiça e os fóruns, que funcionavam das 12h às 18h, atendem agora a comunidade jurídica até às 19h.

03) Aprovação do projeto que cria a figura do juiz-leigo conciliador. A mensagem já passou pelo aval da Assembléia Legislativa e está em fase final de implantação. Num primeiro momento, terá 100 pessoas atuando junto ao Juizado Especial, uma forma de agilizar os julgamentos e reduzir a carga processual.

04) O novo corregedor-geral de Justiça, desembargador Orlando Perri, passou a ouvir servidores, juizes e a população. Ele vem percorrendo as regiões - falta visitar os pólos do Araguaia, Rondonópolis (Sul) e Cáceres (Oeste). Defende transparência. Passou a ter mais condições estruturais para desenvolver o trabalho de correição ordinária nas diferentes regiões.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • VILSON PEDRO NERY | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Os atuais integrantes do Conselho da Magistratura (presidente, vice e corregedor do Tribunal de Justiça) são reconhecidamente democráticos e magistrados inovadores, líderes por méritos pessoais. O Dr. Orlando Perri tem uma carreira meteórica, graças à sua competência. Já o Dr. Paulo Lessa foi corregedor da Corte em seu pior momento, exatamente no período onde ocorreram os episódios envolvendo o Juiz Leopoldino do Amaral. O vice, Rubens de Oliveira, é um grande articulador junto aos advogados. Vejo que estão ocorrendo coisas interessantes no Tribunal de Justiça, tomara que isso possa servir para a (re) conquista da credibilidade que o Judiciário necessita e merece, e que as medidas administrativas sejam hábeis para facilitar o acesso do Povo ao Judiciário e haja a sonhada valorização do servidor de carreira. De resto, que o Tribunal consiga melhor a qualidade técnica de seus juízes, puna a desídia de alguns e prestigie a produtividade. Que enfim se instale a MERITOCRACIA no Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Chega de más notícias!

  • Clementino Nogueira de Sousa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    -Como cidadão parabenizo os integrantes do Conselho da Magistratura pelo processo de modernização do Judiciário em MT, e como pesquisador na área de história ,aguardo a microfilmagem e a digitalização dos acervos do Tribunal para disponibilizá-los aos pesquisadores.Clementino

  • José Vicente Bonatelli | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Dr. Paulo Lessa sempre foi o MAIS QUERIDO membro do judiciário entre os academicos de direito. A Classe estudantil, assim como as crianças, reconhecem com mais facilidade as pessoas puras de espírito. Temos a convicção de que conduzirá sua missão com transparência e dignidade. Que Deus o ilumine.

  • jorge soares de almeida | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso tá parecendo matéria paga. Ninguém esquece a história do drº leopoldino, josino guimarães, e etc. Poder obscuro este "tribunal de justiça".

  • ELIFAS JOSE RIBEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu concordo com o Jorge Soares estes elogio ao TJ esta muito estranho ou então é coisa de quem nunca sofreu uma injustiça do tribunal de justiça.

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...