Últimas

Domingo, 02 de Agosto de 2009, 08h:07 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

TRANSPORTE

Sob Maggi, MT-130 se transforma na 5ª praça de pedágio

  Fernando Ordakowski
Clique na imagem para ampliação
Secretário de Estado de Infraestrutura Vilceu Marchetti conduz os processos, que resultam em praças de pedágio nas MTs; são mais ônus aos motoristas e às empresas, principalmente de transporte e carga

   Motoristas que trafegam pela MT-130, no trecho que liga Rondonópolis (do entroncamento da BR-163) a Primavera do Leste (ao entroncamento da BR-070), passando por Poxoréu, terão que pagar pedágio de até R$ 4. É o que determina o decreto 2.057, assinado pelo governador Blairo Maggi (PR) no último dia 30. Ele autorizou o secretário de Infraestrutura, Vilceu Marchetti, a abrir processo licitatório, na modalidade concorrência, para a exploração dos 122 km do trecho, mediante cobrança de pedágio. Trata-se de uma região tida com base eleitoral de Vilceu Marchetti, que reside em Primavera do Leste, onde já foi prefeito.

   A empresa vencedora poderá explorar o trecho por 28 anos, com possibilidade de prorrogar o prazo. Os três primeiros anos de concessão são destinados à recuperação da rodovia. A cobrança de pedágio só será autorizada se houver condições operacionais mínimas de trafegabilidade, tais como eliminação total de buracos, implantação de sinalização vertical e horizontal, disponibilização dos pontos de cobrança do pedágio, de carro de guincho, atendimento médico de emergência e controle.

   O contrato de concessão será assinado pela Agência de Regulação de Serviços Públicos Delegados (Ager), autarquia responsável pela fiscalização das obras e execução dos serviços. Já a pasta sob Vilceu Marchetti, na qualidade de representante do governo, poderá tomar quaisquer procedimentos quanto ao contrato.

   Iniciativa privada

     A MT-130 não é a primeira que a gestão Maggi vai transferir à iniciativa privada. O duro é que esse tipo de cobrança já recebeu apoio dos deputados desde 2006. Fora a MT-130, já estão em funcionamento no Estado quatro praças de pedágios. Outras rodovias estaduais, após recuperadas, estão sendo entregues a consórcios para cobrança aos motoristas. É o caso da MT-487, em Sorriso, entre o entroncamento da BR-163 (Gleba Barreiro) até se encontrar com MT-222. O trecho tem 65 km. Foi pavimentado pelo Consórcio Rodoviário, uma parceria entre o Estado e a Associação dos Produtores da Gleba. Em moeda de troca, o Consórcio vai administrar a praça de pedágio. Os valores vão variar de R$ 3,50 para veículos de passeio e/ou utilitários a R$ 31,50 para os veículos comerciais com 9 eixos. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (21)

  • Paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    se as estradas tiverem um bom estado de conservação, não vejo o problema em ser cobrado pedagio, é melhor gastar 50 reais com pedagio, do que gastar 600 reais para trocar um pneu rasgado, ou 2000 mil reasi pra trocar um suspenssão, nãi sei se esses são os preços dessas peças, mas que pode baratear o frete por conta da diminuição da manutenção das frtos de veiculos isso é inegavel.
    É só comparar onde se gasta mais, no sul e sudeste onde as vias são administradas por concessionarias, ou aqui, que o estado gasta muito com pavimentação e manutenção, e ainda tem um dos fretes mais elevados do Brasil.

  • noeli | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É isso ai governador,o povo não se agustuma com mudanças,é porque não conhecem o Paraná e outros estados,o asfalto todo arrumado,porque não no Mato Grosso?
    tem que cobrar pedágio simmmmmmmmmmmmmm

  • carlos alberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    é por causa de pessoas igual a vc,sra,noeli,que mt esta essa porcaria.....concordar com tudo,,,,o pior sem conhecimento de causa.......vou ser rapido....la no parana,santa catarina,sao paulo...e outros....nao tem o fethab,,,nao tem o icms da exploraçao....sabe para que serve esses impostos dona noeli....a nao sab né!!!!entao procure saber,,,antes de escrever bobagem,,,obrigado

  • marina | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Engraçado quando a gente viaja pelo país em todas as estradas paga-se pedágio...pq em Mato Grosso não??? Em São Paulo, estado administrado pelo PSDB, pra viajar da capital até S. José do Rio Preto, cerca de 450 km, gasta-se mais de 200 reais em pedágio... nosso estado precisa muito mais de manutenção constante nas rodovias devido o grande fluxo de carretas, chega desse povo que não contribui em nada e só sabe criticar...

  • J.Bonitão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ruim voces vão ver se o governador fizer seu sucessor.
    Então população, não vamos entrar neste barco furado.
    MT tem o maior imposto de produtos;
    A maior alíquota de ICMS s/ energia do país;
    O maior valor de IPVA do país;
    O maior imposto s/ combustível do país;
    O maior imposto s/ a carne do país;
    E por aí se vai. Quer eleger seu sucesso? Pense nisso.


  • milena | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vocês conhecem esse cidadão, o Vilceu? Pois é , nunca ví tanta arrogância. Até parece que ele está na terra dele. Cuiabanos, Matogrossenses, vamos devolver essa turma da botina para o sul do país de nunca eles deveriam ter saído. É uma vergonha trafegar por nossas estradas. É um verdadeiro suicídio. É visível a diferença quando entramos em MT do Sul. É outro papo. Asfalto sem buraco, tudo arrumado. Sou Cuiabana e gostaria de me orgulhar de nossas estradas. Infelizmente só vemos acidentes acontecendo. O trecho que liga Cuiabá a Rondonópolis é uma vergonha. O que liga Cuiabá a Jangada, outra vergonha. Um verdadeiro suicídio para quem precisa transitar nelas. Acorda Governador, ou plante soja nesses trechos e quem sabe a duplicação das rodovias chega por essas bandas. Por enquanto... só onde tem soja merece asfalto novo...

  • paulo luiz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E o FETAB? PARA QUEM VAI FICAR COM ESSE $$$$$$$$$$$$$$$$?????????????

  • sergio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0




    VAMOS VER DE ONDE SERÁ A EMPRESA GANHADORA E DE QUEM?????


    APOSTO QUE É DO POVO DO SUL!!!

  • Chiquinho da Vila Operária | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Toma populçação de MT, falei para muitos não votarem neste homem, lembra?
    Pedágio em MT é pura brincadeira de mal gosto.
    Este governo é governo de impostos mais altos do país.
    Ainda quer eleger seu sucessor, quero só ver se o povo de MT vai fazer isto, governo tem que olhar a população principalmente os mais fracos.
    Pedágio significa mais caristia para a população, pois tudo sobre quando tem pedágio.
    Pedágio é para o estado de SP o resto é pura malvadeza para a populção, MT ter pedágio?
    Vamos dá a resposta nas urnas em 2010, vamos ou não vamos?

  • Juca do Dom Aquino | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Uma vergonha para MT , Cuiabá e Biaxada. Uma estrada projetada e com recursos garantidos, na gestão gestão Dante de Oliveira, ser inaugurada apenas 23 KM. Palhaçada!
    Nós que somos de Barão de Melgaço já sabemos da história, e isto não nos engana Maggi.
    Para onde foi o resto dinheiro. Agora essa administração que é uma vergonha, a pior que já passou por MT, destina o asfalto para seus secretariado.
    Sabiam que o Vilceu tem área nessa região, justamente por onde passa os 23 asfalto.
    E ainda goza com a cara dos outros.
    É uma piada mesmo esse governo.
    Mexendo doce no tacho dos outros!!!

PTB perdeu uns, mas ganhou outros

emanuelzinho 400   Em Várzea Grande, enquanto alguns militantes do PTB, puxados pelo secretário jaymista Silvio Fidelis foram para os braços do candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), que tem Hazama (DEM) de vice, militantes de outras legendas decidiram abraçar a candidatura do petebista Emanuelzinho (foto). São...

PT de Cuiabá passivo; ROO, autêntico

kleber amorim 400 curtinha   O PT de Rondonópolis se organizou melhor, mobilizou a militância, se tornando mais autêntico do que o núcleo petista de Cuiabá. Para se ter ideia, o partido, numa posição de coragem e levando preocupação ao prefeito Zé do Pátio, que tinha...

DEM é "suprapartidário" em Cuiabá

wilson santos, 400 curtinha   Para uns, o DEM de Cuiabá se tornou "suprapartidário". Para outros, um partido de aluguel. Além de não ter cabeça de chapa para prefeito, o partido do governador Mauro e dos irmãos Júlio e Jayme Campos enfrenta uma situação inusitada de concorrentes...

Diretório do Podemos-VG dissolvido

mara podemos curtinha 400   A direção estadual do Podemos, sob o deputado José Medeiros, destituiu o diretório municipal de Várzea Grande e anulou o encaminhamento para apoio a Kalil Baracat a prefeito. Agora sob comando provisório da professora Wilcimara Carnelós, a Mara (foto), que está na...

Silvio provoca debandada no PTB-VG

silvio fidelis 400 curtinha   Silvio Fidélis (foto), afilhado político de Chico Galindo e que se tornou fiel escudeiro da prefeita várzea-grande Lucimar Campos, de cuja gestão é secretário de Educação, provocou debandada geral no PTB local. Inconformado com a decisão de Emanuelzinho de...

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.