Últimas

Domingo, 19 de Outubro de 2008, 09h:17 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

DADOS

Sob Pivetta, o PDT só elege 4 prefeitos e 5 vice

Fernando Ordakowski
Deputado Otaviano Pivetta conduz emblemático PDT em MT

  O PDT, que já comandou o Palácio Paiaguás e foi a maior legenda do Estado na década de 1990 sob Dante de Oliveira (já falecido), figura hoje na condição de uma das menores legendas. Elegeu neste pleito quatro prefeitos de municípios que, juntos, representam 73 mil eleitores. Conquistou 65 cadeiras de vereador, entre elas duas em Cuiabá. Nesse novo mapeamento eleitoral que emerge das urnas de 5 de outubro, o partido comandado em Mato Grosso pelo empresário e deputado Otaviano Pivetta fica em sexto lugar.

  Conforme levantamento feito pelo instituto Mark de Pesquisa e Opinião, a maior sigla que sai das urnas é o PR do governador Blairo Maggi, que elegeu 32 gestores e que vão comandar municípios com 525,3 mil eleitores, seguido do PMDB (376,5 mil eleitores), do PP (213,8 mil), do PT (153,7 mil) e do DEM (139,7 mil). Os números não incluem Cuiabá e Paranatinga. Na Capital, que detém o maior colégio eleitoral dos 141 municípios mato-grossenses, ainda há expectativa sobre quem será o prefeito neste segundo turno, se o já gestor Wilson Santos (PSDB) ou se o empresário Mauro Mendes (PR). Em Paranatinga os dois únicos candidatos estão com registros indeferidos e enfrentam embatre jurídico.

   O PDT conseguiu reeleger sua única prefeita, Maria Izaura, de Alta Floresta, numa disputa "apertada" com o ex-prefeito Romoaldo Júnior (PMDB). Ela ganhou por somente 45 votos de diferença: 11.592 a 11.547. Os pedetistas garantiram também o comando de Diamantino, com Erival Capistrano; Barra do Bugres, com Wilson da "Casa do Pescadô"; e Santa Rita do Trivelato, com Roberto Morandini. A legenda elegeu 5 vice-prefeitos em Castanheira, Diamantino, Nova Maringá, Peixoto de Azevedo e Santo Antonio de Leverger.

  O desafio do partido que ficou mais de duas décadas sob direção regional do radialista Mário Márcio Torres é, primeiro, construir a unidade interna para, depois, pensar em atrair filiados. Alguns até pregam a reconstrução de uma legenda que carrega o simbolismo do seu fundador Leonel Brizola.

Postar um novo comentário

Comentários (25)

  • roberto carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse Mario Quidá esta há anos a frente do partido em caceres e nunca fez nada,nunca botou o cara,não tem voto e nem carisma.Ele de certo estava esperando dinheiro,só se for,ou ele esquece que o Presidente do Partido dep. Pivetta deu mais de tres meses de mandato para o KISHI,o que fortaleceu não só PDT de caceres mais tambem a candidatura do mesmo a vice.Mas talvez o que o Mario quida´procura é coisa pessoal,pois o /Partido esta cotemplado com uma cadeira no parlamento.

    AGORA ME DIGA: QUANTOS VOTOS VCS TIVERAM?
    QUANTOS VEREADORES O PDT FEZ EM CACERES?

    OMARIO QUIDÁ TEVE UMA VOTAÇÃO RIDICULA E NÃO FIZERAM NENHUM VEREADOR,ENTÃO SE PREOCUPE COM O PARTIDO AI EM CACERES,PIS DO JEITO QUE TÁ PODE DAR ADEUS,VENCENDO O DIRETÓRIO VAI TER RENOVAÇÃO.

  • Otavio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ta faltando alguem cochichar no ouvido dele para ele disfarçar e sair de fininho.

    kkkkkkkkkkkkkkkk.

  • marcus vinicius | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    olha eu andei quase o estado inteiro nessa eleicao ,o que eu escutei a respeito desse deputado no interior desse nosso estadao nao é mole nao ,se eu fosse ele nem penssava em releiçao .... as pessoas do mesmo partido dele dizian que ele é arrogante , nao atende niguem no gabinete e q esta pessando q vai chegar a eleiçao de 2010 e vai querer comprar todo mundo com o seu poder economico , e q abandou todos com o pires na mao...cuidado dep... o bicho te pega em 2010...

  • MÁRIO ALVES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESTE É MAIS UM, QUE ACHA QUE SER EMPRESÁRIO É TUDO E PODE TUDO.
    MAIS UMA VERGONHA, ISTO SIM.
    DEVOLVA O PARTIDO PARA QUEM REALMENTE É PARTIDÁRIO E SABE FAZER POLÍTICA.
    VOLTE PARA OS SEUS NEGÓCIOS.
    OLHA O QUE O SEU PESSOAL FEZ COM O PARTIDO NAS ELEIÇÕES EM CUIABÁ, TUMULTUARAM, DISSERAM ISTO E AQUILO E NA HORA DO VOTO, OS ELEITOS ERAM LIGADOS AO PRESIDENTE MUNICIPAL, QUE VOCÊ QUER DESMORALIZAR.
    FORA EMPRESÁRIO DA BOTINA, VIVA!!! LEONEL DE MOURA BRISOLA

  • Mauro Oliviera | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O tal do Pivetta só afunda o PDT, não vi ele move um só dedo para ajudar as campanhas regionais.. com certeza o PDT merece um representante melhor em MT do que esse Falso esquerdista.

  • marcio ojeda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Coitado do PRTB, ficam colocando materias sobre eles e esqueceram dos candidatos do PDT que tbem bandearam para o Mauro Mendes , resta saber qto foi esse acerto dos 17 candidatos do PDT, uns dizem que foi 80 mil para quem teve de 1000 votos para frente,30 mil para quem teve de 500 a 900 votos, 20 mil para que teve de 200 a 400 votos e 12 mil reais para aqueles que tiveram abaixo de 200 votos.

    Deveriam tambem publicar os nomes desses elementos.
    UMA PERGUNTA : QUEM ARTICULOU ESSA DEBANDADA DO PDT ?

  • Santo Padre | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    FOI PRECISO ENTRAR NA CAMPANHA UM EMPRESÁRIO INOVADOR CHAMADO MAURO MENDES PARA WILSON SANTOS PERCEBER QUE TROCOU 6 SEIS SECRETARIO NA SAUDE PARA E ELA CONTINUA DOENTE, FOI PRECISO UM DE SEUS SECRETARIOS SER PRESO PRA WS PERCEBER QUE ERA PRECISO MUDANÇAS, FOI PRECISO 4 ANOS PRA WS FAZER PROPOSTA DE VERDADE, FOI PRECISO O POVO VOTAR EM PROPOSTAS VERDADEIRAS DO MM PRA WS PERCEBER QUE TUDO ESTAVA ACABADO POLITICAMENTE PARA ELE.

    AGORA VEM PROMETER QUE VAI REFORMAR O PRONTO SOCORRO? SERA PRECISO ENTÃO MAIS 4 ANOS SÓ PRA ELE CUMPRIR ESSA PROMESSA, O POVO CUIABANO TÁ CANÇADO DESSA PROMESSAS QUE COM CERTEZA NÃO SERÁ CUMPRIDA.

    AGORA NO SUFOCO PROMETE TUDO, DEPOIS, CONTINUA A MESMA COISA.
    AGORA NO SUFOCO ACEITA TUDO. ATÉ MUDA DE RELIGIÃO DE ESTILO E VOLTA ATÉ COM A ESPOSA, DEPOIS... É DEPOIS.
    ISSO MOSTRA QUE WS É UM PREFEITO QUE TRABALHO AO SABOR DAS CIRCUNSTANCIAS.
    É UM PREFEITO BOMBEIRO VIVE APAGANDO FOGO PORQUE NÃO PLANEJA.

  • dorileo de Pinto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    AGORA VEM COM ESSA DE QUE É PRECISO MAIS 4 ANOS PRA REFORMAR O PRONTO SOCORRO MUNICIPAL?
    JÁ CHEGA,
    O SEU TEMPO ACABOU.

  • Maria Belarmino de Almeida Figueiredo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ei não fala assim do nosso galinho de briga.

    Se ele não fez é porque alguém não deixou, não sei quem, mas deve ser culpa de alguém.

  • Wendel Pinheiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ao pseudônimo Prof Altino Mendes


    E aos demais amigos e amigas da RD News...



    Como já não se bastassem as baixarias decorrentes dos seguidos comentários sobre este assunto, mais uma vez segue-se um argumento pífio e apócrifo deste professor. Um professor sem rumo, sem direção e avesso ao que há de mais puro e idealístico daquilo que se pode dizer politicamente.


    Vamos as seguintes respostas. Nada melhor que aquela tarefa bem básica do Ensino Fundamental do exercício Faça o que se pede e responda as seguintes perguntas.


    Vamos lá...


    1) Brizola sendo Brizola, em determinados momentos, apoiou siglas de direita, em detreminadas conjunturas históricas, de forma tática e objetiva. Ora, ignorar este fator conjuntural é o mesmo que olhar a história de forma anacrônica, ingênua e, por vezes, desatenta. Por exemplo, talvez esse professor se esqueceu que Leonel Brizola, nos idos do antigo PTB, se elegeu Governador do RS graças ao apoio do PRP de Plínio Salgado, um notório integralista (extrema-direita, associado ao ideal FASCISTA!). E no entanto, Brizola não deixou de ser o que admiramos, onde em sua gestão enquanto Governador do RS encampou duas empresas norte-americanas que lesavam os interesses da população gaúcha, além de criar mais de 6 mil escolas - repercutindo isso até hoje, sendo o RS o estado com alto nível de escolaridade e melhor índice de desenvolvimento humano (IDH).


    Ainda nesse sentido, no processo de redemocratização, Brizola, para conter a histeria de grupos radicais fascistas em determinados segmentos militares (a famosa LINHA DURA), teve de compor em determinados momentos com o General João Baptista Figueiredo - para não alarmar e assustar mais o sistema, do que ele, Brizola, fizera com as famosas Reformas de Base e os Grupo dos Onze Companheiros.


    Ainda assim, para assegurar governabilidade no seu primeiro mandato, para fazer os famosos CIEPs (grande pioneirismo da política educacional do Brasil e que até hoje TODOS os candidatos a Prefeito em vários rincões do Brasil defendem o Ensino em Tempo Integral), Brizola teve de compor com o grupo chaguista (o grupo mais reacionário do antigo MDB) para assegurar a realização dos projetos como CIEPs, Sambódromo, dentre outros.


    Outrossim, apoiou Collor junto com os demais governadores da sigla trabalhista (Alceu Collares e Albuíno Azeredo) em um apoio crítico, por entender que Collor apoiava a idéia do Ensino Integral, através dos CIACs - ainda que Brizola, de forma coerente, apontasse os erros crassos de Collor como o confisco da poupança (uma política notoriamente ortodoxa no campo econômico) e o início da política privatista do Brasil, consolidade com FHC.


    E por fim, até para assegurar a vida do Partido, teve de fazer com que Dr. Hélio (atual Prefeito de Campinas, com praticamente 70% dos votos e com o apoio de toda a esquerda) estivesse, em 2004, com o apoio constrangido do antigo PFL e do PMDB.


    Mas nem por tudo isso, Brizola deixou de ser Brizola. Brizola manteve a visão e a coerência dos grandes homens, ainda que recuasse taticamente, vislumbrando à médio e longo prazo.


    2) Embora Dante, de forma equivocada, apoiasse FHC, onde motivou a expulsão de Brizola, é inequívoco que em MT (e até na cultura política nacional), ele seja visto como um dos grandes políticos progressistas do país, entre os anos 80 e 90 do século passado. O PSDB não é digno da história de lutas dele pela justiça social e pela democracia (ainda que com todas as mazelas do liberal-conservadorismo). Se talvez Brizola tivesse um pouco mais de paciência, Dante traria muitas alegrias ao PDT. Mas, de longe, até seus grandes adversários de cunho político ideológico (como os irmãos Jaime) reconhecem a linha de Dante no campo democrático-popular. E como o PDT sempre guiou no princípio da democracia-popular, do nacionalismo de esquerda e do trabalhismo, recomendo ao professor uma leitura mais atenta na Carta de Lisboa e no Manifesto do Partido. São eles que guiam a nossa ação e nosso direcionamento político. Sendo assim, com todas as limitações, mesmo com a cultura política mato-grossense de centro-direita, a melhor opção (ainda que sofrivelmente) é o PSDB de Wilson, porque, ainda que com suas limitações, carrega o ideário trabalhista em seu pacote de ações governamentais.


    3) Pular de 28 diretórios orgânicos para 136 diretórios inorgânicos, ao meu ver, não é NADA! Um acréscimo ilusório que NÃO REFLETIU AINDA QUE NO SENTIDO PURAMENTE ELEITOREIRO! Daí as mazelas do Partido que se refletem no resultado pífio. Talvez, se esses 136 diretórios funcionassem de forma atuante e não cartorial (para inglês ver nos autos do TRE-MT), teríamos, talvez 10 Prefeituras, ao menos, e o dobro de Vereadores. Isso não me diz nada, a não ser um argumento risível, de dar dó a um partido que deveria ser de massas, mas que se porta cartorialmente e de forma fisiológica, sobrevivendo entre notas e notinhas de jornais impressos ou virtuais - muitas das vezes esfacelando a identidade histórica e de lutas do PDT.


    4) A realidade política do PDT no RJ, ainda que com limitações e defeitos - dada a complexidade política fluminense - ainda reflete minimamente a polarização ideológica interna do Partido - algo que inexiste em MT e, se porventura existe, só há no lado histórico-ideológico de Mário Márcio Torres.


    5) Sobre o Partido nos idos de Mário Márcio Torres, acho melhor você se informar com Miriam Calazans, com Aurélio Augusto e até mesmo com os remanescentes trabalhistas que hoje estão no PSDB. Professor, pare de hipocrisia e vamos tratar as coisas como elas são. Vamos dialogar com honestidade intelectual - algo que falta em ti, diante de um cinismo contumaz e indigno mesmo das considerações que eu teço aqui para os demais leitores da RD News.


    6) A JS existia sim! E passou a não existir com Juliano Rizental, que em uma das conversas pessoais no msn, tacitamente renegou os princípios mais básicos do trabalhismo. Por vezes, achei que ele fosse, com toda a minha sinceridade, um quadro notório de centro-direita. Como pessoa, ele é 10, mas politicamente, deixou a desejar, sem constituir a JS no Movimento Estudantil (vide a ausência do PDT nos DCEs da UFMT e UNIC) e inclusive no Movimento Comunitário. E como não se bastasse, Eduardo Cuiabano, faltando com a verdade, se auto-denominou Presidente da JS-MT, fato que ao consultar o Presidente Nacional da JS-PDT, Luizinho Martins, este alegou para mim que não procedia nada de Dudu Cuiabano ser o Presidente deste movimento - e mais... sem atuação minimamente orgânica e digna daquilo que a JS tem, com suas bandeiras mais que presentes no XIII Congresso Nacional da JS-PDT, no Rio de Janeiro, em meados de novembro do ano passado.


    7) Sobre Aurélio Augusto, o mesmo goza de prestígio frente à direção nacional do Movimento Negro - vide Edialeda do Nascimento, Presidente Nascional do Movimento Negro do PDT e a história e a atuação coerente de Aurélio frente a Sub-Secretaria de Igualdade Racial, com ações que apenas corroboram, a linha histórica do PDT na luta pelos afro-descendentes.


    8) Entre o PR do agrobusiness e da UDR, notoriamente representada por Blairo Maggi e tendo como seu representante o Mauro Mendes e o PSDB de Wilson Santos, prefiro o último, pelos seus antecedentes e serviços prestados no PDT - e também pelo leque de ações que em nada conflitam com os compromissos expostos nos documentos do PDT. Acho que a política deve ser direcionada pelos compromissos político-ideológicos e não por rancores ou sentimentos egoísticos. Professor... mais altruísmo, rapaz! Pense no conjunto de 540 mil cuiabanos... pense nas bandeiras que, em tese, o levam a abraçar o PDT. Aconselho ao senhor, para ter convicção de que realmente é um trabalhista, que veja os documentos e estatutos de outros partidos. Quem sabe eu não estou falando com um futuro militante em potencial do PR, do PP, do PMDB ou do DEMO...!?


    9) Não sigo e detesto o argumento simplório do governismo. Sigo a compromissos maiores. O meu compromisso é com que reza os documentos do PDT. São a eles que devo fidelidade. Acho que o PDT deveria optar pelo apoio crítico ou pela independência ao atual governo, dadas as linhas do social-liberalismo, que não combinam com a nossa concepção de sociedade e de país. E mais... reitero e repito novamente. O PSDB é indigno da presença do Sr. Wilson Santos. O PSDB udenista, todos, assim como eu, sabemos... tem Arthur Virgílio, FHC, Serra, Alckmin e companhia. Mas Wilson, acima de tudo, É TRABALHISTA! E acho que o recalque do senhor o impede de ler com outros olhos, além da cegueira e da picuinha mediocre que motiva tanto as ações e a prática política do grupo que cerca o Deputado Olavo (e que eu tenho convicção que o senhor faz parte dela).



    Faço votos que a minha mensagem seja postada, até porque está não apenas em jogo a minha coerência política e ideológica posta em xeque pelo professor pseudônimo, mas para o conhecimento dos demais leitores da RD News do estado mato-grossense.


    Saudações Trabalhistas, Socialistas e não recalcadas...


    Wendel Pinheiro
    Membro do Diretório Nacional da Juventude Socialista do PDT

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

Secretário não consegue eleger Fred

fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

Deputado agora pula de palanque

elizeu nascimento 400 curtinha   O ex-vereador e hoje deputado estadual Elizeu Nascimento (foto), que amargou a oitava colocação na disputa ao Senado na eleição suplementar do último dia 15, mudou de lado, como se troca de camisa. Em princípio, era apoiador do projeto de reeleição do prefeito...

Ex-aliado, Sales lembra quem é Abílio

coronel sales 400   Em mensagem enviada aos amigos, reforçando pedido de voto para Emanuel Pinheiro, o coronel PM da reserva e secretário de Ordem Pública da Capital, Leovaldo Sales (foto), diz conhecer bem os dois candidatos que disputam, neste segundo turno, o Palácio Alencastro. Sobre Emanuel, lembra que este tem...

Uma perna no muro e dicas indiretas

eduardo botelho 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (foto), chega ao final deste 2º turno das eleicões em Cuiabá com uma perna no muro. Ele liberou toda sua equipe para votar em quem quiser e todos pedem voto para Emanuel. Já Botelho, particulamente, preferiu não assumir publicamente o seu...

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

MAIS LIDAS