Últimas

Quarta-Feira, 27 de Fevereiro de 2008, 19h:58 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

LEGISLATIVO

Sob pressão, AL aprova projeto sobre moto-táxi


Moto-taxistas "invadem" a Assembléia e obtêm aval dos deputados

  Um grupo de moto-taxistas, sob orientação de deputados pré-candidatos a prefeito como Zé do Pátio (PMDB) e Walter Rabello (PP), pressionaram a Assembléia e conseguiram respaldo dos parlamentares ao projeto de lei complementar que regulamenta o uso de motocicletas no transporte público de passageiros no Estado. A proposta acabou aprovada por unanimidade tanto em primeira quanto em segunda votação, na sessão noturna desta quarta.

   Com dezenas de moto-taxistas na galeria, nenhum deputado arriscou fazer discurso contra. Preferiram, aliás, tirar proveito político da situação. A proposta contraria empresários do transporte coletivo e taxistas porque resulta em mais concorrências na "briga" pela conquista de passageiros.

   Agora, o projeto vai para o governador Blairo Maggi, a quem deve sancioná-lo ou não. Hoje, a categoria atua na clandestinidade. Em todo Estado são cerca de mil. O deputado Zé do Pátio, pré-candidato a prefeito de Rondonópolis, afirma que o Tribunal de Justiça suspendeu os serviços de transporte alternativos dos moto-taxistas no município o que, na sua opinião, acabou criando uma convulsão. "Na região existem 800 moto-taxistas. Para se ter idéia, os salários deles chegam até R$ 1,5 mil. É preciso que a Assembléia tome a iniciativa de tirá-los da clandestinidade”, diz Pátio, sob aplauso.

   Regulamentação

  O presidente da Associação dos Moto-taxistas de Rondonópolis, Mário Sérgio Gonçalves, diz que tramita no Congresso Nacional pelos menos 30 projetos de leis regulamentando o setor. A única saída, diz, é metade mais uma das Assembléias Legislativas brasileiras apresentarem Projetos de Emendas Constitucionais nesse sentido. "Não podemos ser órfão dos municípios porque todos os anos de eleições surgem liminares impedindo os serviços dos moto-taxistas", critica Mário Sérgio.

    Observa que no Amazonas, nos municípios com menos de 200 mil habitantes, a legislação prevê a atividade dos moto-taxistas por meio de lei. “Além de Mato Grosso, que é pioneiro, outros estados como Santa Catarina, Bahia, Pernambuco e Goiás são parceiros da luta pela regulamentação do trabalho."

   Vários municípios contam com os serviços de moto-táxi, como Rondonópolis, Barra do Garças e Colniza. Em Cuiabá, o setor atua de forma capenga e sob pressão das empresas de ônibus e taxistas.


Na AL, deputado Zé do Pátio vira porta-voz dos moto-taxistas

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Leocadio Melo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Zé do Pátio é um grande demagogo. Que obras ele já levou para Rondonopolis ou que grande projeto ele já apresentou na AL? Além de falar cuspindo sobre as pessoas, Zé do Pátio ainda carrega o peso de ser aliado de Bezerra.

  • Gustavo Gava | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Você so esqueceu de colocar o comentário - sugiro que faça uma materia - que o Dep. Percival Muniz fez nessa sessão (que aprovou a regulamentação do moto-taxi) sobre as novas cadeiras dos deputados.

    Percival Muniz foi clarissimo e disse que as cadeiras fazem massagem, inclusive no traseiro.

  • Sérgio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    estranho-me em saber que deputados, homens que fazem leis, não saibam que transporte não é competencia do Estado e sim da União, portanto isso tudo é só argumentos pré eleitorais, pois se for aprovado, é INCONSTITUCIONALLLL.

  • Ramire | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O tiro do prefeito adilton Sachetti saiu pela colatra, ele que é um dos donos da empresa de ônibus da cidade de Rondonópolis, estava fazendo manobra nos bastidores para acabar com o mototáxi da cidade de Roo, mas graças a Deus não conseguiu, estão de parabéns os Deputados Estaduais que ajudaram a salvar o emprego de centenas de mototáxistas.

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...

Beto vê aliado como mais preparado

wellington marcos 400   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (MDB), tem sido um cabo eleitoral fundamental para o candidato à sucessão municipal, advogado e atual vice-prefeito Wellington Marcos (foto), do DEM. Beto, que está concluindo o segundo mandato consecutivo com 80% de aprovação popular,...

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...