Últimas

Quarta-Feira, 03 de Outubro de 2007, 12h:35 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

LEGISLATIVO

Sob pressão, congressistas debatem voto aberto

     O Congresso Nacional já abriu a discussão sobre as Propostas de Emendas Constitucionais (PEC´s), que asseguram o voto aberto no caso de apreciação de vetos presidenciais em plenário. Essa questão centralizou as discussões entre os parlamentares nesta terça (2). Aproveitando o debate da PEC apresentada em 2004 pelo então senador e hoje prefeito do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), duas outras propostas sobre o mesmo assunto entraram na pauta de discussão. Uma foi apresentada em 2006 pelo senador Paulo Paim (PT-RS) e, a outra, neste ano pelo senador Álvaro Dias (PSDB-PR).

     A polêmica sobre a necessidade de mudar o sistema de votação, de secreto para aberto, surgiu com o episódio Renan Calheiros. A votação do primeiro processo de cassação contra o presidente do Senado ocorreu de forma secreta, provocando revolta e reação da maioria dos parlamentares e da sociedade. Renan acabou absolvido. Agora, sob pressão popular, a tendência é o Congresso derrubar o voto fechado. (Pollyana Araújo)

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Thiago Stuchi Reis de Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É fundamental que a Constituição Federal seja emendada, nesse caso. Os Regimentos Internos das Casas legislativas federais, que garantem o voto secreto, funcionam, freqüentemente, como instrumentos manipulados pelos parlamentares, de acordo com a conveniência do momento. Aqui vai um voto à transparência, portanto!

  • João Batista de Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ao elegermos Deputados e Senadores, os mesmos se tornan nossos representantes legal. Isso não quer dizer que passamos uma procuração em branco, para que eles sempre na calada da noite façam conluio, contra a população em favor de si mesmos. Bem que poderiam acrescentar nesta PEC, que só pessoas com nome limpo, ou seja com certidão de bons antecedentes, criminais, civil, e idoniedade comprovada pudessem se candidatar. Seria Utopia?..

  • divo damasio da silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    se somos um pais democratico livre,porque não podemos ser livre para votar e ser votado abertamente democraticamente.porque votos secretos.

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

MAIS LIDAS