Últimas

Sexta-Feira, 18 de Janeiro de 2008, 08h:12 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

ESTRUTURA

Sob pressão, governo exclui Unemat da reforma


Unemat, com sede em Cáceres, consegue se livrar do "engessamento" e da perda de autonomia

    A Universidade do Estado (Unemat), com sede em Cáceres e vários campi em outras cidades-pólos, está excluída da reforma sistêmica do governo dentro do projeto de reforma administrativa. A Lei Complementar 304, de autoria do deputado estadual Alexandre Cesar e sancionada pelo governador Blairo Maggi esta semana, revoga parte das leis complementares 264 e 266.

    De acordo com essas leis, foram criados 12 núcleos sistêmicos, abrangendo as 18 secretarias, autarquias e demais órgãos do Executivo. Com isso, a parte administrativa de cada órgão, como contabilidade, recursos humanos e folha de pagamento, será otimizada. Devido à complexidade do sistema educacional, a Unemat teria núcleo próprio: o Núcleo de Educação Superior.

    Se a mudança fosse efetivada, controlar as ações de padronização de processos e estruturas e o orçamento de R$ 81,7 milhões passaria a ser competência da secretaria de Administração, representada por um diretor. Assim, o reitor Taisir Karim e seu vice, professor Elias Januário, perderiam autonomia administrativa e financeira. Os gestores da Unemat acreditam que os seis pró-reitores também perderia força nas decisões dentro da instituição. "A decisão do governo evita que a universidade seja engessada. Acredito que a reforma seja muito acertada para as secretarias, mas não para a Unemat", disse Elias Januário.

   A decisão de Maggi trouxe alívio aos gestores, mas a polêmica quanto à criação dos núcleos sistêmicos ainda persiste para as outras instituições e secretarias. Os argumentos são de que a reforma administrativa traria redução de gastos públicos com a otimização de mão-de-obra e centralização de recursos. Servidores da pasta do Meio Ambiente disseram que essas mudanças ligadas à idéia de um enxugamento da máquina só têm um objetivo: demissões. O governo nega - leia mais aqui.

    Um decreto publicado no último dia 10 determina que os núcleos sejam implantados no prazo de 120 dias. (Simone Alves)

      Confira abaixo quais são os 11 núcleos

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Bruno Boaventura | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Para não perder a mania, só faltou falar que o projeto foi de iniciativa do Deputado Alexandre Cesar.

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...