Últimas

Quinta-Feira, 07 de Fevereiro de 2008, 11h:05 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

Artigo

Sociólogo revela lixos guardados pelos políticos

  Em artigo, o sociólogo Hélio Silva chama os diversos gargalos dos políticos mato-grossenses de lixos. Segundo ele, algumas ações dos gestores e parlamentares são descartáveis e considera que há outras que não deveriam ser e que estão guardadas como se não fosse necessário usá-las. Assim, Helio, atual secretário-adjunto da pasta de Trânsito e Transporte Urbano da Capital, sintetiza o que está oculto na lixeira de políticos e gestores, como os deputados estaduais Walter Rabello e Sérgio Ricardo, o secretário estadual de Meio Ambiente, Luis Henrique Daldegan, o governador Blairo Maggi, o prefeito várzea-grandense Murilo Domingos, o diretor-geral do Dnit, Luiz Antonio Pagot, e o presidente Lula. Só não joga na lixeira as ações do prefeito cuiabano Wilson Santos, de quem, na condição de adjunto, passou a ser subordinado.

   “O que estará oculto por trás do lixo dos políticos? Imaginemos as revelações que poderão surgir quando revirado o lixo dos políticos: no Lixo do Walter Rabello, vários frascos de colírio da marca “lágrimas de crocodilo”, enrolados em papéis velhos e amassados, restos de pesquisa realizada para prefeito de Cuiabá, na qual ele lidera a corrida, com os dizeres em tinta verde-oliva. “quem não chora não mama”, revela trecho do artigo.

     Sob o título O lixo dos políticos, o artigo de Hélio Silva está postado logo acima, à esquerda, na sessão Artigos.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ué, caça corruptos, protegendo o chefe será que è o efeito do carguinho?

  • ALVINO GONZAGA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que ridiculo esse sujeito e a matéria em si, mas esse camarada deveria contar sobre a lixeira do hoje burguês Elismar Bezerra, criado no laboratorio do PT, traíra de natureza, foi professor vejam bem : professor não educador pois com ele pode aprender a ficar contra os companheiros do passado. , uma figura esse Helio, esqueceu de revirar o lixo do Prefeito, poderia ter encontrado num papel amassado as promessas não cumpridas para com a população cuiabana, deveria tambem olhar o lixo do seu vereador (antigo "pé no chão" do PT) hoje fazendeiro la pelas bandas de Mimoso, na certa iria encontrar nesse lixo o abandono dos sem terras. No mais o tal Adjunto, subalterno do Wilson Santos deveria revirar o proprio lixo mas duvido que conseguiria a não ser com luvas e tapa nariz.
    abraços

  • D.Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Engraçado, fui dar mais uma "fuçada" no lixo dos políticos e acabei encontrando antigos cartazes do Cine Teatro Cuiabá, anunciando, venham todos, assistir o filme: "E o Ventou Levou...", com o cinema reformadinho, em regime de mutirão, sem nenhum gasto adicional. Em outra "fuçada", acabei encontrando um cartão corporativo, só que não vi o nome, apenas uma inicial, a letra "L". Continuarei "fuçando", até encontrar pérolas...

  • MARCOS HENRIQUE MACHADO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SR. Editor,

    No sítio RDNEWS, nesta seção de comentários, está ressaltado: "Valorize este espaço livre e democrático".

    Pois bem.

    Não entendi a referência a mim, pois procurei e agi corretamente, buscando a legalidade e a impessoalidade nos atos de gestão ambiental, durante o período que dirigi a SEMA. Os questionamentos ou impugnações que subsistiram foram decorrentes de interpretações jurídicas, em regra tendenciosas a este ou aquele interesse material, ou derivados de prejuízos suportados por titulares de direitos patrimoniais.

    Faço ao sociólogo subscritor do artigo, que faz por merecer o título que empregou ao texto, um desafio acerca dos atos administrativos de minha responsabilidade.

    Análises sociológicas pressupõem vivência e experiência.

    Avaliações críticas, sem base científica ou histórica, são falácias, engodos, futilidades.

    Atenciosamente,

    Marcos Henrique Machado

  • SILVIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    PODE TER CERTEZA QUE ESSE CIDADÃO SOCIOLOGO, VAI CANDIDATAR-SE EM 2008, ISSO É DEMAGOGIA PURA, FALAR DE ADVERSÁRIOS E NÃO OLHAR PARA SI PROPRIO, OLHE NO ESPELHO CIDADÃO, MEU VOTO VALE MUITO.

    JA SE CORROMPEU, SÓ FOI CONSEGUIR UM CARGO.

    VOU PASSAR SEU NOVO SLOGAN "PAPA CORRUPTO, MENOS EU"

  • Evandro Castro Almeida | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Só estava faltando esta.Agora MT chegou no funco do poço, esse cidadão Hélio Silva não tem moral nenhuma para falar de ninguém depois de virar subalterno de Wilson Santos, vem querer dar uma de "falso moralista" criticar pessoas que ele nem conhece direito, falar em lixo dos políticos e ele que é o proprio "excremento da politica" hoje lixo ainda é reciclavel e pode ate se tornar reutilizavel de repente toma uma banho de honestidade, muda de partido, larga do mensalão e cria vergonha, mas Vossa Excelencia, por favor sai fora meu.

  • Caroline | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns Helio Silva, sua matéria está muito criativa.
    Num país onde o povo não tem memóra, relembrar alguns fatos não deixa de ser muito interessante.... principalmente no ano eleitoral.

  • Maria Daniele | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se no lixo pode-se encontrar preciosidades, imagine em seus registros.
    Ainda bem que existem pessoas capazes de ser humoradas diante de fatos caóticos vivenciados no meio político do nosso estado. Pena que não dá para relatar, em apenas um artigo, o estado do lixo dos demais homens públicos (administradores) do estado, caso contrário, sempre faltará aquele que será desprestigiado por não fazer parte dessa historinha.
    Abraços.

Efeito-Covid adia vinda de Michelle

michelle bolsonaro A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, e a secretária da Mulher, Luciana Zamproni, resolveram transferir para abril a agenda de 11 de março que teria como convidada a secretária nacional de Mulheres, do Ministério dos Direitos Humanos, Cristiane Britto e a primeira-dama do Brasil Michelle...

Governador entre a cruz e a espada

mauro mendes curtinha   Às vésperas da pandemia completar 1 ano em MT, o Estado vive o seu pior momento e o governador Mauro Mendes (foto) enfrenta uma verdadeira prova de fogo: liderar ações coordenadas em todo o território mato-grossense para evitar que o Estado viva cenas parecidas com as de Manaus e de Estados...

Câmara volta a realizar 2 sessões

juca 400 curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob a presidência do vereador Juca do Guaraná Filho (foto), volta a realizar duas sessões semanais, nas terças e quintas. Por conta da pandemia, as sessões serão remotas. A resolução foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares que vinham...

Coronel linha dura morre ao 91 anos

Coronel Abid 400   Morreu   em Campo Grande (MS), aos 91 anos,  o coronel da PM aposentado Adib Massad (foto), considerado  um dos principais nomes  da Segurança Pública de Mato Grosso na década de 1970. À época, ainda com a patente de  tenente, foi comandante regional...

Mauro e vitórias na briga de decretos

orlando perri 400 curtinha   A estratégia do governador Mauro Mendes de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro,...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...