Últimas

Terça-Feira, 21 de Agosto de 2007, 21h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

EMBATE JURÍDICO

STJ arquiva queixa-crime de Antero contra Julier

Ex-senador Antero de BarrosJuiz federal Julier Sebastião da Silva O jornalista e ex-senador Antero de Barros (PSDB) perdeu no embate jurídico contra o juiz federal Julier Sebastião da Silva. Em decisão nesta terça, a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu habeas-corpus para trancar a ação de calúnia, injúria e difamação contra o magistrado. Ele foi acusado por Antero de ter cometido esses crimes contra a sua honra durante entrevista ao programa Terceiro Mundo, da TV Record Canal 10. Por unanimidade, o Pleno seguiu o voto do relator do processo, ministro Arnaldo Esteves Lima. 
    A denúncia havia sido recebido pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, mas estava suspensa desde agosto do ano passado, por força de uma liminar. Antero acionou o magistrado mato-grossense por declarações polêmicas. Em 9 de novembro de 2004, Julier fez o seguinte comentário acerca do então senador tucano: "(...) o senador Antero precisa parar de chiar e misturar justiça com política e virar e falar: olha eu peguei esse dinheiro mesmo, eu não sabia que era ilegal. Fica mais bonito. Agora o problema é que tem o Nilson, tem os relatórios do BC que tem a sentença dizendo que: olha, essa situação toda é muito estranha, tão estranha que o Arcanjo foi condenado a 37 anos por uma dessas operações."

    Em outro momento da entrevista ao vivo na Record, o juiz Julier comentou: "(...) O que tem de concreto é só a campanha dele (Antero). Ou seja a campanha dele em 98 de senador foi bancada pelo Arcanjo e o comitê único do PSDB no dia 8 de agosto de 2002 fez operações e a última operação no dia 11 de outubro de 2002 realizou uma série de operações ilegais com a Confiança Factoring. Para a campanha dele." Num outro momento, Julier emenda: "(...) O senador Antero tem que parar de se comportar como senador do Arcanjo." Esse foi o principal trecho que o ex-senador destacou na petição.

     Antero ingressou com queixa-crime contra o magistrado. A Corte Especial do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região aceitou integralmente a denúncia. Entretanto, a defesa do juiz alega haver erro no resultado proferido da votação dos membros da Corte. Na votação da queixa-crime, a calúnia e a difamação teriam sido rejeitadas por maioria. Mas, no caso da injúria, houve um empate. Como manda o regimento do TRF, o presidente da Corte deveria votar no desempate da questão. Entretanto, após o voto do presidente a favor de ser aceita a acusação de injúria, toda a denúncia foi aceita. No seu voto, o ministro Arnaldo Esteves reconheceu o erro cometido no TRF.

      Clique aqui e leia mais sobre as decisão.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Cristiano Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O congresso absolveu os mensaleiros e a justiça nao é diferente há um corporativismo muito grande nas instituições brasileiras!!!!

  • Rodolfo Arantes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ou seja, tudo que o Juiz Julier disse na TV é pura verdade, o Antero foi o Senador de pessoas não comprometidas com a Lei.

  • Leonardo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acredito que o Juiz tenha suas razões concretas para os fatos, basta elas serem provadas, pois a justiça é feita sobre provas. Não podemos acreditar que, mesmo com provas a justiça não faça nada, pois, é " UM JUIZ FEDERAL " que fez as acuzações.

  • Donizete | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    EU DIGO QUE ESSES DOIS TENHE QUE TRABALHA???????????

Sexto suplente na Câmara por um mês

aluizio leite 400 curtinha   Aluízio Leite (foto), filiado histórico do PV, tomou posse como vereador pela Capital na último dia 2. Mas vai ficar na cadeira por somente 31 dias, até o retorno do titular, delegado Marcos Veloso, que se afastou para cuidar de assuntos pessoais e hoje se encontra hospitalizado com...

No TCE pra tentar receber da prefeitura

flavia mesquita 400 curtinha   Flávia Mesquita (foto), da Luppa Administração de Serviços, pediu socorro ao TCE para tentar receber por serviços prestados à secretaria de Saúde de Cuiabá, alegando que o município está inadimplente há oito meses. E apontou quebra da ordem...

Pai e filho pré-candidatos em Poconé

henrique santos 400 curtinha pocone   Em Poconé, pai e filho estão animados para o teste das urnas deste ano. Um a prefeito e, outro, para vereador. Euclides Santos, que já foi vereador (89/92) e prefeito por duas vezes (93/96 e 2001/2004), além de secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos em...

Expectativa de tocar a Cultura de MT

paulo traven 400 curtinha   Um dos três adjuntos da pasta de Cultura, Esporte e Lazer do Estado, José Paulo da Mota Traven (foto) vem se articulando para assumir de forma efetiva o comando da secretaria. Ele conta com apoio de alguns membros do staff, como do secretário de Governo, Alberto (Beto) Machado. O governador...

Poconé tem hoje vários "prefeitáveis"

euclides santos 400 curtinha   O ex-vereador e ex-prefeito de dois mandatos de Poconé, Euclides Santos (foto), que era do MDB e agora está no PSDB, vem se movimentando nos bastidores para concorrer novamente à sucessão municipal. Seria um dos nomes de oposição ao prefeito Tatá Amaral, que vai tentar...

Apostas do PTB para vereador em VG

silvio fidelis 400 curtinha   Detentor da segunda maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com cinco assentos, atrás somente do DEM da prefeita Lucimar, que conta com sete vereadores, o PTB aposta na hipótese de ao menos manter as cinco vagas. E todos os seus vereadores vão à reeleição, sendo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.