Últimas

Segunda-Feira, 01 de Junho de 2009, 17h:54 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

DECISÃO

STJ mantém suspenso contrato estadual de R$ 30 mi

   O Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a liminar do Tribunal de Justiça de Mato Grosso que suspendeu contrato de R$ 30 milhões que o governo do Estado firmou com a empresa Comércio de Combustíveis Norbeoil Ltda, de Campo Grande. O convênio refere-se ao fornecimento de combustíveis resultante do pregão nº 018/2009.  O ministro César Asfor Rocha indeferiu na última sexta (29) uma suspensão de segurança ingressada pelo governo do Estado, por meio do procurador Luiz Otávio Trovo Marques de Souza. A tentativa era derrubar o mandado de segurança concedido pela Justiça à empresa First Equipamentos Eletrônicos Ltda, contra o secretário estadual de Administração Geraldo de Vitto. A liminar garante o não andamento da contratação até a decisão de mérito. 

   O procurador do Estado alega que a não contratação dos serviços está acarretando grave lesão à ordem administrativa e danos irreparáveis ao governo estadual, uma vez que o deferimento da liminar impede o abastecimento e gerenciamento da frota estadual, maquinas e caminhões componentes das patrulhas rodoviárias, com utilização de cartões magnéticos ou chip. Também está comprometido fornecimento dos produtos para atender aos órgãos/entidades do Poder Executivo, mediante rede de postos credenciados nos territórios de Mato Grosso, Rondônia e Distrito Federal.

   O ministro Cesar Rocha, por outro lado, entendeu que o governo do Estado não conseguiu argumentar em que a liminar deferida pelo TJ teria infringido a Lei. “Ao que se verifica, a decisão liminar, por cautela, diante do questionamento da legalidade do certame pela impetrante, apenas impediu a imediata contratação da empresa vencedora, o que, por si, não configura a afirmada lesão à ordem administrativa”, diz o ministro do STJ. 

   A empresa que questiona a contratação, alega falhas no preenchimento do cadastro das empresas que disputaram o pregão. Segundo o advogado da First Elias Vanin, a Norbeil LTDA não teria apresentado a documentação necessária autenticada e o procedimento teria sido feito na hora pelo pregoeiro. Além dos R$ 30 milhões, o contrato de 12 meses prevê o pagamento de uma taxa de administração de R$ 1,1 milhão destinado ao abastecimento e gerenciamento da frota. Ao total seriam utilizados R$ 20 milhões para atender aos veículos leves (utilitários, vans, caminhões, ônibus, microônibus e demais da frota do governo) e R$ 10 milhões seriam destinadas às patrulhas rodoviárias nos consórcios intermunicipais.(Sandra Costa)

  •    Clique aqui e leia na íntegra a decisão do ministro do STJ Cesar Asfor Rocha  

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Luizinho de Arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    È governador o senhor esta mesmo com um problemão pra resolver por estes dias até seu ultimos dias pode complicar de vez com este moço na administração,é um rapaz esperto e igenuo de vez ac ha que a população esta cega todos estão sabendo todas as faucatrua desse menino,olha BM tem mais neguinho por ai no Paiguas cabra ligeiro e liso igual mussum,abra o olho começou a ponta do aisceberg,abraço Romilson parabéns.

  • Ricardo Alexsandro Anzil | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ONDE A FUMAÇA , A FOGO.

  • edson silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    esse sr geraldo de vitto é um cara arrogante e prepotente acha que todos devem se curvar quando ele passa!tai a resposta secretário vc não intocavel tomou papudo.

  • Alberto Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Sr. Governador.

    Manda checar todos os atos que essa pessoa Geraldo DiVitto anda fazendo, com certeza vai ter muita surpresa. Pois, a falsidade ali passou e parou, o que ele faz como aparencia de uma pessoa evangelica, por detrás tudo é negociata, pura suspeita maligna.
    Governador, a sua pessoa é de boa índole, afasta essa nódoa do seu meio, depois o Senhor lembrará desse meu recado! Muita atenção.

  • Pedro Alcantara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns ao site RDNews por noticiar quando a Justiça acerta! O STJ tem o mesmo sentimento do TJMT, só não vê quem não quer.
    A secretaria de admininistração precisa de gente competente e honesta! Acorda Governador!!!

  • edezio do couto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESTOU SURPRESO: primeiro pq o TJ decidiu contra a vontade do governo.
    segundo pq esse ARROGANTE GERALDO DE VITO, que se apresenta acima de qualquer suspeita está escancaradamente envolvido nessa vergonhosa negociata.
    ACORDA GOVERNADOR!!!!!ABRA O OLHO!!!!!!!!
    DEMITA ESSE CARA!!!!!!!!!!!!!!!

  • Augusto Cesar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    PARABENS ROMILSON, pela imparcialidade no jornalismo, mostrando os desmandos de políticos desatinados que vao de encontro ao interesse público e buscam apenas interesses pessoais (o cofre deve estar sem espaço).
    Licitaçoes, famosas licitações. Muitas irregularidades assombram esta secretaria.

  • Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Olha só, o secretário DE VITTO depois de ter levado pau no TJ-MT ainda teve a audácia de ir ao STJ pedir a revogação da liminar, ainda bem que o STJ com a mesma justiça aplicada pelo TJ manteve a suspensão da contratação do posto de Campo Grande, pois é uma vergonha essa contratação..... Mas parece que já existem outros órgãos fiscalizando e investigando tal pregão.... é De Vitto, dessa vez a sua casa caiu...... Não deu certo esse Pregão, e não é o primeiro que não ´dá certo nesses últimos meses né..... Abre o olho Blairo Maggi, tem gente apodercendo o seu governo, todo o trabalho feito em um mandato e meio podem ir por água abaixo por ações de alguns poucos espertalhões......
    Cuiabá agora uma sub-sede da Copa do Mundo não merece isso........

Desembargadores recebem 6 auxílios

maria helena povoas 400   O Tribunal de Justiça de MT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas (foto), paga uma série de direitos e vantagens que "engordam" substancialmente o subsídio de seus magistrados. O salário de desembargador é de R$ 35,4 mil. Entre os chamados penduricalhos pagos pelo...

Hospital cobra R$ 2,4 mi da prefeitura

luiz carlos pereira 400 tce   O Instituto de Saúde Santa Rosa recorreu ao TCE, na esperança de encontrar respaldo para receber R$ 2,4 milhões da secretaria de Saúde da Capital. Argumenta que a prefeitura, com quem mantém contrato desde 2019, está inadimplente, pois não teria pago integralmente os...

Definido novo presidente do Sanear

hermes avila 400   O prefeito Zé do Pátio nomeou à presidência do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) o engenheiro Hermes Ávila de Castro (foto), que tende a se efetivar no cargo. Hermes ocupa a cadeira que, desde janeiro de 2017, pertencia à Terezinha Silva de Souza,...

Afilhado de Bezerra nomeado adjunto

clovis cardoso 400   O MDB, sob o cacique político Carlos Bezerra, "emplacou" mais um filiado histórico em cargo relevante na gestão Mauro Mendes. O advogado e ex-superintendente regional do Incra-MT, Clovis Figueiredo Cardoso (foto), foi indicado e já nomeado para o cargo de secretário-adjunto de Agricultura...

MPE suspende censo previdenciário

jose antonio borges 400 curtinha   O procurador-geral de Justiça, promotor José Antonio Borges (foto), suspendeu o censo previdenciário cadastral dos membros e servidores inativos e pensionistas do MPE. O recadastramento deveria ter iniciado no último dia 11 para ser concluído no final de fevereiro. Borges tomou...

Juca e os 7 secretários da Câmara

andre pozetti 400 curtinha   O presidente Juca do Guaraná definiu sete dos nove secretários que vão ajudá-lo a administrar a Câmara de Cuiabá. O secretário de Administração é Bolanger José de Almeida. O coronel PM da reserva Edson Leite conduz o Patrimônio e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.