Últimas

Segunda-Feira, 04 de Maio de 2009, 18h:16 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

EXCLUSIVO

Taques mira Congresso e diz que incomoda muita gente

   
Pedro Taques se diz credenciado para concorrer a uma cadeira no Congresso Nacional em 2010
Foto: Patrícia Sanches

   Uma pessoa que incomoda. É assim que o procurador da República Pedro Taques, um dos responsáveis pela desarticulação do crime organizado em Mato Grosso, que culminou na prisão do bicheiro João Arcanjo Ribeiro, se define quando o assunto é a sua possível candidatura nas eleições de 2010. Em entrevista exclusiva ao RDNews, Taques descarta concorrer ao governo e revela, porém, que deseja disputar uma cadeira no Congresso Nacional. Pondera que ainda não definiu seu futuro político. Segundo ele, por enquanto estuda quais seriam as possibilidades jurídicas para pleitear uma vaga eletiva sem pedir exoneração do cargo. Admite “conversas” com membros do PDT e representantes da sociedade organizada. “Eu estou conversando e isso não é crime. Mas só o fato de se ventilar que eu posso ser candidato, isso já deixa algumas pessoas perturbadas. Eu incomodo porque eu devo falar a verdade e a verdade dói”, dispara.

   Ao contrário dos demais pretensos candidatos que precisam se filiar a algum partido político um ano antes das eleições, Taques terá até o dia 03 de abril de 2010 para decidir se será candidato ou não. “Sou um procurador da República e tenho que cumprir o que está escrito na lei. Existem dúvidas jurídicas sobre o fato de ter ou não que me licenciar ou exonerar. Mas eu não estou preocupado com isso”, salienta.

   Sobre as críticas disparadas pelo presidente da Assembleia, deputado José Riva (PP), em entrevista ao Programa Ponto de Vista, da TV Rondon - leia mais aqui, Taques preferiu não rebater as acusações. “Ele pode falar o que quiser. A sociedade mato-grossense me conhece e sabe quem é o deputado Riva. Não tenho nada pessoal contra ele. Fiz o meu trabalho e Riva apareceu na frente”, afirma o procurador, se referindo à denúncia de que Riva teria cometido atos de improbidade em sua penúltima gestão como presidente da Mesa Diretora. Esta é a 4ª vez que o progressista preside a AL. Ele foi envolvido em suposta ligação com factoring do "comendador" João Arcanjo.

Taques avalia como positiva a
possível candidatura do juiz federal
Julier Sebastião da Silva

   Para o procurador, é preciso que haja renovação nos quadros políticos no Estado. Taques repreende o fato de pessoas utilizarem o seu cargo em benefício próprio. “Político é aquela pessoa que se preocupa não só com os problemas pessoais, mas também de terceiros. Infelizmente, alguns não querem servir à política, só a si mesmos”. Dentro desta visão, Taques avalia como positiva a possível candidatura do juiz federal Julier Sebastião da Silva, que também já apontou o desejo de disputar um cargo eletivo em 2010. “Sempre são as mesmas pessoas”, lamenta, para logo em seguida comentar dos "medos" que geram a sua candidatura. “Eu não sei que receio essas pessoas têm, mas isso é bem visível. Ficam temerosas e começam a falar algumas coisas”, insinua de forma bem “sutil” numa resposta ao deputado José Riva.

   Taques  não nega que ganhou notoriedade, principalmente no combate ao crime organizado e destaca que tem ações voltadas ao interesse público, que o credenciam a concorrer às eleições. “Minha atuação no MPF de Mato Grosso não foi só marcada pelo combate ao crime organizado. Tenho ações voltadas para a defesa do meio ambiente, da saúde pública e educação dignas, que não só me credencia, se é que eu venha a ser candidato, mas me dá legitimidade ao menos para que eu pense nisso, porque eu dei a minha vida e a vida da minha família durante seis anos ao Estado de Mato Grosso. Coloquei a minha vida sob risco, quando muitos estavam do lado do crime organizado, quando muitas pessoas viviam e ainda vivem às custas do crime organizado”, desabafa.

Para Taques, a política é um instrumento
de transformação e o pior analfabeto é
aquele que não entende que precisa disso

   Na sua opinião, a política é um instrumento de transformação e o pior analfabeto é aquele que não entende que precisa disso. “O que me perturba não é quem está roubando, mas é o silêncio de quem não faz nada. O que fazemos desde o momento que acordamos até a hora que vamos dormir é política”, acredita.

   Segundo Taques, o principal desafio do próximo governador será compatibilizar a vocação para o agronegócio com as questões ambientais. Com um discurso socialista, o procurador acredita que o ganho no agronegócio não pode ficar na “mão” de apenas um grupo de pessoas. Para ele, Mato Grosso ainda tem que se ver livre de um estereótipo das “listas sujas”. “Há muitos parlamentares que figuram em todas as listas. Estão entre os sanguessugas, nos piores levantamentos. Isso faz com que o Estado não seja encarado com saeriedade”, avalia.

   Ao ser questionado sobre o projeto de lei que tramita na Câmara dos Deputados para que prefeitos e vereadores sejam obrigados a fazer um curso de administração política básica, Taques se mostrou contrário à proposta. “Esse é um preconceito do pequeno burguês que diz que só quem é doutor é importante. Muito mais que doutores, precisamos de pessoas dignas”, afirma. Para as próximas eleições, Taques espera que o eleitor não caia no “conto do vigário” ao vender o seu voto. (Sandra Costa e Patrícia Sanches)

----------------------------------------------------------------------
Clique no play
e veja o que diz o procurador Pedro Taques

Postar um novo comentário

Comentários (14)

  • maria da silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Abro a aposta , este taques não terá 5% dos votos, a massa não o conhece, ele so é conhecido por uma meia duzia de eletisitas.

    Taques, não entra nesta robada, voce vai ficar muito decepcionado.

  • hudson | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    companheiro, estava lendo alguns comentários, e li alguns, fico pensando como é dificil lidar com o povo. uns acata outros atacam, que pena. Precisamos de pessoas inteligentes sem compromisso político e sim compromisso com a sociedade não fazer da politica uma profissão, como pode um homem comandar AL;MT, durante tantosanos, o que os outros deputados fazem......é impossivel acreditar nisso.........logo apresenta um homem de bem a população da AL/MT fica preocupado e tem que ficar mesmo. vou fazer um leve comentário, acho que o duodécimo da AL/MT é de Aproximadamente 280 milhoes ou seja não tenho um numero exato mais é por aí, não tem aplicabilidade na Educação, Saúde, transporte ou seja 99% dos municípios matogrossense não tem esses valores. como pode. uma AL/MT que só existe para fazer leis, aprovar leis...... por isso incomoda muita gente. Vou ficando por aqui um Abraço. Vá em frente companheiro nós cuiabano/matogrossense precisamos de pessoas sérias como voce. conte comigo e minha familia.

  • Milton Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Excelente nome!
    Mato Grosso só tem a ganhar com a vinda dele à politica.
    Assim como Cuiabá perdeu com a nao eleiçao
    do Dr. Scallope à epoca para a Camara Municipal de Cuiabá.
    Que bons juriistas venham para a politica!

  • marcela soares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É uma pena que a repórter não tenha perguntado ao procurador como conviveria com Pivetta no PDT, já que ele responde a uma investigação na Polícia Federal por envolvimento no chamado Escandalo da Cooperlucas. O Romilson conhece bem o caso pois fez até um caderno especial na Gazeta sobre o escândalo ...

  • Dicão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Taí um nome para tentar mudar o Congresso Nacional. O Pedro é inteligente, conhece as necessidades da população, tem um bom emprego, não precisa da política, diferente da maioria que estão no poder que até bebem água suja para se manter.

    Talvez colocando gente inteligente, racional no Congresso Nacional, teríamos um Brasil melhor. A maioria daqueles que lá estão, são repugnantes, são demônios que se intitulam autoridades, são farristas com o bem público, são uma vergonha nacional.

  • G.Campos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Veja como é o fascíonio pelo poder, esse senhor chamado Pedro Taques falou tando do mundo corrupto da política, e agora o que faz ele? que isso procurador vai virar corrupto também?.
    Qual o seu serviço prestado para sociedade cuiabana e Matogrossense pelo senhor? por tanto coloque-se na sua insiguinificância perante a sociedade.

  • Heliio Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Através do procurador, a sociedade matogrossense terá oportunidade de banir os corruptos na politica de MT.

  • Alonso | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O nosso pdt está de portas aberta e pronto pra ir a luta e conseguiremos eleger o procurador no cargo majoritário. Não precisa ficar preocupado com o pessoal que ai está, quando anuciou a candidatura pelo PDT recebemos elogio de varias pessoas e as mesma interessaram a vir para o nosso partido para juntamente com o Dr Pedro criar possibilidade de termos uma politica mais justa para nós Mato Grossense, enquanto o pessoal que está jogando pedra não precisa ficar preocupado por que não joga pedra em alvore que não dá flutos. Aproveitar aqui e fazer um convite para o Dr Julier para vir para o nosso partido e ser candidato a federal, imagina isso que eu disse, não fica preocupado não pessoal eu só disse a Dep Federal

  • José | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    RAPAZ, ESSE PEDRO NÃO PASSA DE ALTO FALANTE DE CARRO DE GAROTÃO...nas palestras só sabe fazer ironias e graça pro povo besta rir, até parece que quer concorrer com chico anísio, até parece. Pedro, vai tomar jeito no MP rapaz, aqui vc tinha aval do julier e lá em são paulo? o que vc conseguiu fazer? NADA.
    QUERO VER VC CONDIDATO E SER ELEITO, DAÍ SIM VAMOS VER O QUE VC TEM DE BÃO, OU DE RUIM.

  • José | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Me lembro de um dia que ele disse assim: eu fui no chopão e uma certa hora me deu vontade de ir ao banheiro, quando fui entrar no banheiro fui barrado por um armário, o segurança disse, não pode entrar, e eu disse, por que? ele disse, o comendador está usando o banheiro. depois que ele fui ebora, chegeui em casa e perguntei: MAMÃE, QUEM É ESSE COMENDADOR ARCANJO? ma mame dela disse, meu filho, esqwuece isso, ele é´perigoso, ele manda no estado, e o pedro disse: mas mamae, como pode um homem desse ser assim, ela disse, meu filho, não mexe com esse homem não, por favor, ele é perigoso rs.s.......dei risadas, o povo deu risadas......ou seja, deve estar concorrendo com chico anísio rss.....¨mamae, quem é esse tal de arcanjo???????¨ srs do rdnews, antes de vetar este conmentário, perguntem pro pedro se é verdade ou não....rss.....

Rejeição a Abílio sobe e cai a de EP

abilio junior 400 curtinha   Nos últimos 15 dias, o candidato a prefeito da Capital, Abílio Júnior (foto), do Podemos, viu a rejeição aumentar 12 pontos percentuais, quase um por dia, saindo de 19% para 31%, de acordo com a nova rodada da pesquisa Ibope, divulgada nesta sexta pela TV Centro América....

Fávaro deixa governador em saia-justa

carlos favaro 400 curtinha   O senador interino do PSD, Carlos Fávaro (foto), que busca a reeleição, deixou o governador Mauro Mendes (DEM) em uma saia-justa em Barra do Garças. Mendes, que já declarou apoio no horário eleitoral ao candidato à sucessão municipal Wellington Marcos, do mesmo...

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...