Últimas

Quarta-Feira, 30 de Janeiro de 2008, 16h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

INVESTIGAÇÃO

TCU determina suspensão de obras em Juína

Hilton Campos, prefeito de Juína O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou a suspensão de obras de infra-estrutura da Prefeitura de Juína (a 737 km da Capital), sob Hilton Campos (PP). A auditoria constatou que houve  superfaturamento de R$ 2,9 milhões nas obras da BR-174/ MT realizadas entre a prefeitura e o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit).

    Também foram detectados a ausência de projeto básico e de previsão de recursos para as despesas e restrição à competitividade. Os recursos foram financiados junto ao Dnit e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa). A autarquia, sob a presidência de Luiz Antonio Pagot, afilhado político do governador mato-grossense Blairo Maggi, junto com a Funasa também ficam proibidos de  repassar recursos à Prefeitura de Juína, até que as irregularidades sejam equacionadas.

    Os responsáveis têm 15 dias para prestar esclarecimento. Segundo o TCU houve  superfaturamento no serviço de recomposição mecanizada de aterro, do revestimento primário, da reconformação da plataforma e do revestimento primário da obra. No caso das obras de abastecimento de água, o Tribunal apontou serviços não executados ou realizados em quantidade inferior à medição indicada na licitação, além de contratação por valores acima do permitido. Houve também a dupla contratação da empresa J.J. Indústria e Comércio, por R$ 1,5 milhão, sem previsão no edital ou no contrato. (Pollyana Araújo com Assessoria)

(Às 22h) - Não há superfaturamento, garante prefeito

    O prefeito de Juína, Hilton Campos, disse estar ciente da auditoria e solicitou ao TCU a prorrogação do prazo de 15 dias para que possa apresentar todas as justificativas em relação à licitação com recursos da Funasa e do Dnit, bem como a execução de serviços de melhoramento da rodovia BR-174. Campos explicou que em 2005 realizou a licitação para pavimentação rodoviária, urbana e sistema de abastecimento de água. Ele disse que assinou o convênio com o Dnit para execução de obras de melhoria na 174, ligando Juína a Vilhena (RO), sendo terraplanagem, pavimentação e demais serviços rodoviários. No mesmo ano, disse que executou as obras na rodovia. No ano seguinte, com a obtenção de recursos junto à Funasa, iniciou as obras da rede de água, ampliação e construção da adutora e reservatório para 500 mil litros.

   Em 2007, conforme o prefeito, os vereadores do PT encaminharam ao TCU, TCE, Ministério Público Federal e Estadual denúncia sobre superfaturamento nas obras. Hilton Campos frisou que a prefeitura realizou uma audiência pública com a participação de diversos segmentos de classe para tratar do assunto. Segundo ele, os vereadores prosseguiram com uma CPI na Câmara, mas nada foi constatado. “Todas as obras foram amplamente fiscalizadas pelo Dnit e Funasa, desde o início. Todos os preços praticados estão de acordo com a tabela nacional destes órgãos. Portanto, não há superfaturamento e nem sobrepreço nas obras” assegura o prefeito.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • marli souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ja tava na hora de acontecer alguma coisa, pois todos aqui da nossa regiao estao sabendo das obras de cartas marcadas, quer mais uma ai pra voces que fazem um trabalho serio, sera a obra de alfalto que liga juina a castanheira, ja tem ate o nome da vencedora, todos ja sabem, quer mais uma, e a obra que liga juina a vilhena, todos tambem ja sabem quanto que o deputado federal levou pra destinar a emenda da obra, e se ele levou, imagina o resto...e uma vergonha de cima ate em baixo, comecando no congresso nacional, governo estadual e municipal, por isso o brasil ta desse geito, cade o MINISTERIO PUBLICO FEDERAL??????????????????

  • Roberto Douglas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    As obras de Cuiabá foi adiada mais uma ves neste ano de 2008.....Pelo que sei não esta dando acerto entre as empleiteiras e o Prefeito recebeu ordem para mais uma ves adiar. . . .Ta fedendo coisa podre. . . .KD O MP . . .MP. . . .MP

  • D.Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A Marli, que fez o primeiro comentário, acima, acaba de jogar para o ar o modismo da atualidade, que não é tão novo assim, onde muitos dizem que a emenda parlamentar já chega ao seu destino "corroída", quando nãp é enviada no seu total acompanhada de uma empreiteira. E tem mais, o parlamentar ofende o administrador: "ah!, não quer, tem quem queira". É o que mais se ouve falar nos bastidores políticos.
    É essa a nossa realidade, o que nos leva a crer que a eleição de um candidato pobre seja quase um milagre. Eleger-se é investimento.

Apelo dramático da Santa Casa de ROO

bianca talita 400 santa casa roo   A superintendente da Santa Casa de Rondonópolis, Bianca Talita (foto), fez um apelo dramático nesta terça, num grupo de WhatsApp, esperando sensibilizar o prefeito Zé do Pátio a repassar com urgência os recursos que estão repressados no Fundo Municipal de...

Emendas para todos os 24 deputados

Max 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Max Russi (foto), em visita ao Grupo Rdnews, quando concedeu entrevista ao portal e à tv web Rdtv, defendeu as emendas impositivas, que são indicadas pelos deputados e pagas pelo governo, via orçamento. Lembra que são instrumentos importantes para fazer com que obras e...

Deputado defende cultos com até 600

sebastiao rezende 400   Num momento em que a segunda onda de contaminação pelo novo coronavírus avança em MT, levando o governo a retomar medidas restritivas para evitar colapso, já que cerca de 90% das UTIs estão lotadas, o deputado Sebastião Rezende (foto), da Igreja Assembleia de Deus, teve a...

"Batida" em apresentador por engano

ricardo martins 400   Durante a dupla operação deflagrada pela PF nesta terça em alguns municípios de MT, entre eles Cuiabá, agentes federais, por um equívoco no cumprimento de mandados, acabou batendo na porta do apresentador da TV Cidade Verde, Ricardo Martins (foto), que não tem a ver com o caso....

Paccola é cotado para diretor-geral

gianmarco paccola 400   O discreto e atuante delegado Gianmarco Paccola (foto), hoje diretor-geral-adjunto da Civil, já desponta nos bastidores como nome preferencial do Palácio Paiaguás para eventual substituição a Mário Demerval, que deve mesmo deixar o posto de diretor-geral para disputar as...

Luta pra isentar parte dos aposentados

eduardo botelho 400 curtinha   Primeiro-secretário da Assembleia, Eduardo Botelho (foto) disse que foi criada espécie de força-tarefa dos deputados para fechar um acordo com o governo, de modo a ajudar aposentados e pensionistas e portadores de doenças raras para isenção do pagamento da alíquota da...