Últimas

Sábado, 04 de Agosto de 2007, 07h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

Artigo

Tolerância zero

     Ainda estamos nas chamas da catástrofe de Congonhas.
     É que estou tomado de um profundo sentimento de pesar ao comandante Kleyber Lima, porque, como dizem na linguagem jurídica sobre o Supremo Tribunal Federal, ele teve o destino de errar por último, ou de não errar por último.
     Um provérbio latino, citado por Diógenes Laércio na "Vida e Opiniões dos Filósofos Ilustres", diz que "de mortuis nil nisi bonum" (dos mortos só se deve dizer o bem), mas no caso do comandante do vôo 3054 só se tem dito ser ele o responsável, ignorando-se todas as outras responsabilidades e convergências. Era um profissional competente, com milhares de horas de vôo e suas dramáticas palavras finais mostram o seu desespero e responsabilidade profissional. A frase do co-piloto, Henrique Di Sacco, "vira, vira, vira", é interpretada como uma ordem para manter o avião na pista ou fazer um chamado "cavalo-de-pau", isto é, rodopiar. Mas ninguém aventou a hipótese de ter sido um desejo de salvar vidas e cair fora dos prédios que cresciam à sua frente. Eles pensavam nas outras vidas, já que as suas estavam perdidas.
     É um lugar-comum repetir que todo acidente é uma conjugação de fatores negativos que se juntam para o desfecho final. Assim como todas as coisas. Só que nessas o final é exatamente o contrário do desejado. Há que recordar, em primeiro lugar, o porta-aviões que é Congonhas, que em vez de ser cercado de água por todos os lados é cercado de casas, edifícios, avenidas, praças, gentes em vez de peixes. Isso torna crítica toda operação ali realizada, em que não se pode errar sem conseqüências.      Estar chovendo acrescenta à pista pequena e mal localizada mais um fator de risco. Por último, e não por isso menor, o estar o avião com um dos reversos em pane, sem poder funcionar. Estresse de quem comanda um avião nessas situações certamente deve ocorrer e, se suas mãos hábeis se embaralham no empurra e recua dos manetes, não lhe dão o crédito de todos os erros. Some-se a tudo isso a crise que vivemos, dos equipamentos insuficientes, dos controladores incontroláveis, do desaparecimento das velhas e experientes companhias -Varig, Vasp e Transbrasil- e essa conjunção de circunstâncias nos leva a pensar nesse acidente terrível que levou tantas vidas e deixou sofrendo tantas famílias, com as quais choramos juntos e às quais devemos consolar na dor. Foi tão brutal essa tragédia que invadiu nossas casas e corações, mantendo até hoje nossa perplexidade.
     Que as autoridades não vacilem na investigação mais dura e competente que tiverem de fazer e tenham tolerância zero. Está na moda dizer "cansei". Nunca devemos cansar para combater essas coisas. Melhor não desistir.


José Sarney escreve na Folha de S.Paulo nesta coluna (jose-sarney@uol.com.br)


 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...

Esposa de deputado na 2ª suplência

maria avalone 400   Não foi só o deputado estadual Wilson Santos que frustrou-se na tentativa de eleger membro da família à cadeira de vereador. O também parlamentar Carlos Avalone, presidente regional do PSDB, apostou todas as fichas na esposa Maria Avalone. Mas ela só chegou à...

Neurilan e apoio de Botelho à AMM

eduardo botelho 400 curtinha   Em busca de apoio de lideranças políticas para permanecer no comando da AMM por mais três anos, Neurilan Fraga foi pedir socorro para o presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (foto). Quer que o parlamentar seja o presidente de honra de sua chapa. Neurilan tem se articulado como pode e,...

Candidato irritado chama EP de traste

abilio junior 400 curtinha   Abílio Júnior (foto), candidato do Podemos ao Palácio Alencastro, tem se mostrado mais irritado depois do debate promovido pela Fecomércio, na quarta à noite, quando, em vários momentos, se viu questionado e desqualificado pelo prefeito e candidato à...

Prefeito reeleito sob investigações

ze do patio 400 curtinha   A situação jurídica do prefeito populista e desgastado Zé do Pátio (foto), que acaba de ser reeleito para o terceiro mandato em Rondonópolis, sendo o segundo consecutivo, não é das melhores. Contra sua gestão tem pipocado denúncias sobre...