Últimas

Quarta-Feira, 02 de Abril de 2008, 21h:32 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

REIVINDICAÇÃO

Transferência da Funai deixa os índios revoltados


Índios ameaçam bloquear BRs; deputados  tentam contornar crise  

   A transferência da Administração Executiva Regional da Funai de Cuiabá para Juína mobilizou mais de 300 índios de oito etnias. A mudança foi determinada pela Portaria 223, publicada no Diário Oficial da União no último dia 26. Com ela, a sede regional da Capital perdeu a autonomia financeira e administrativa e foi transformada em núcleo de apoio operacional. Já Juína passa a ser sede regional e vai administrar as unidades de Cuiabá, Rondonópolis e Vilhena (RO).

   Os índios rejeitam a transferência e resolveram acampar na antiga sede regional de onde só  pretendem sair quando a mudança for desfeita. Os índígenas afirmam que foram prejudicados, já que a Capital dispõe de mais recursos financeiros e sociais. Segundo Creusa Soripa, do povo Umutina de Barra do Bugres, líder da manifestação, Juína conta com apenas 10 servidores, enquanto Cuiabá registrava 50. "Funai é aqui. Índios de Mato Grosso se unem aqui e vinhemos cobrar nossos direitos", disse Creusa.

   Bacairis, Terenas, Xavantes, Umutinas, Bororós, Chiquitanos, Guatós e Nambiquaras estão pintados para a guerra. Para eles, a redução de recursos à Funai significa perder uma luta secular. "Nossos antepassados lutaram por terras. Eles e nós lutamos pela criação da Funai. Nossa pintura são símbolos de nossa luta. Estamos aqui para que ouçam nossa voz", completa Creusa.

    Os índios esperam apoio da bancada federal para resolver o impasse. Nesta quarta, eles foram à Assembléia pedir também o auxílio dos deputados e foram recebidos pelo deputado Alexandre Cesar (PT). "A reivindicação é justa e legítima”, destacou o presidente da Assembléia, deputado Sérgio Ricardo (PR) nesta quarta, em visita à Funai. Se a transferência não for revista, os índios ameaçam paralisar rodovias em todas as regiões do Estado, que tem cerca de 35 mil índios de 38 etnias. (Simone Alves)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...

Esposa de deputado na 2ª suplência

maria avalone 400   Não foi só o deputado estadual Wilson Santos que frustrou-se na tentativa de eleger membro da família à cadeira de vereador. O também parlamentar Carlos Avalone, presidente regional do PSDB, apostou todas as fichas na esposa Maria Avalone. Mas ela só chegou à...