Últimas

Quinta-Feira, 28 de Fevereiro de 2008, 19h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

EMBATE JURÍDICO

TRE aguarda depoimentos de infiéis, diz Silvério

Presidente do TRE, José Silvério, se reúne com técnicos da Secretaria Judiciária  O presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador José Silvério Gomes, pediu, em reunião com a equipe técnica da Secretaria Judiciária, que fosse avaliado o andamento dos processos relacionados à infidelidade partidária. Ele discorreu sobre as principais dificuldades enfrentadas para o cumprimento do prazo de 60 dias estipulado pelos ministros do Tribunal Superior Eleitoral, que editou a Resolução 22.610 acerca do assunto. Apesar disso, deixou claro que, para a Justiça, prazo não vence, ou seja, o julgamento dos quase 500 processos pode se estender por alguns meses sem risco de ficarem prejudicados.

    O principal empecilho está na estrutura funcional do Tribunal e dos Cartórios Eleitorais. O presidente recebeu dos servidores números estatísticos comparando a quantidade de processos que tramitaram nas eleições de 2006 com o quantitativo dos pedidos sobre infidelidade. “Nas eleições gerais, o pleno do TRE julgou 380 processos de registro de candidatura e hoje temos mais de 480 processos sobre um tema e um rito que nunca fora executado na Justiça Eleitoral”, comenta Maria Inês de Oliveira, secretária judiciária em exercício.

     O presidente também foi informado sobre as cartas de ordens enviadas aos juízes eleitorais para realização das audiências, já que mais de 90% dos processos têm como parte vereadores de municípios do interior e são os juízes eleitorais que deverão ouvir as testemunhas arroladas nos processos. “Temos recebidos telefonemas dos cartórios relatando inúmeras dificuldades no ato da intimação dessas testemunhas”, observa a secretária.

     No dia 20 de fevereiro, o corregedor do TRE, desembargador Leônidas Duarte Monteiro, encaminhou ofício a todos os juízes eleitorais recomendando o imediato cumprimento das cartas de ordens. No documento, o desembargador ressaltou “a justificada expectativa da sociedade mato-grossense no tocante ao pronto julgamento das centenas de pedidos de perda de cargos eletivos em decorrência de desfiliação partidária sem justa causa”. Leia mais aqui.

    A equipe de analistas também citou outras dificuldades para o cumprimento do prazo de julgamento como, por exemplo, o sistema de informática que registra a situação partidária dos eleitores. Segundo os analistas, o sistema ficou fora por mais de uma semana, impedindo a emissão de certidões. Também tiveram o período de recesso e férias vencidas de vários.

    Após avaliar os dados, o presidente José Silvério afirmou que resta aguardar os depoimentos oriundos do interior para prosseguimos do julgamento, com segurança jurídica. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • carlos águia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    pra que gasta dinheiro com isto minha gente, se não vira em nada, as eleiçoes ja esta ai....ou so pra dizer que estão mexendo num ninho podre que se chama politíca, e vira em nada...ta certo o papel ta barato ???

  • Alaerte Luiz de Freitas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Desde que eu era criança, via e houvia falar
    sobre a inoperancia dos õrgãos públicos. já se passarão 40 anos e vejo que ainda não mudou nada. exenplo claro mostra os tribunaisregionais eleitorais de todo brasil.
    Após a resolução do STE, sobre o julgamento dos infiéis dando um prazo de 60 dias; os srs. Dezembargadores continuam
    dizendo a mesma coisa ´´não temos estrutura`` e já se passaram 60 dias e nada foi feito. A sociedade é cada vez mais descrente e indignadas com as autoridades. porque os mesmos diz cumprir as leis mas esta lei é inoperante. Agora faço algumas perguntas: Quando serão julgados estes processos dos infiéis? quando terminar os mandatos dos mesmos? porque esta dificuldade em notificar os infiés? já que todos são parlamentares e seus endereços são os parlamentos. Chega ser irritante as desculpas dospresidentes dos TRE dos estadosbrasileiros. Ainda ontem estive com um vereador infiel e o mesmo me disse o seguinte
    não estou nada preocupado, pois sei que vou terminar meu mandato sem problema,pois estesprocessos só serão julgados um ano após deixar meu mandato. Sou obrigado concordar com ele. Enquanto isso eles estarão rindo de nossa cara.

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.