Últimas

Terça-Feira, 13 de Maio de 2008, 20h:47 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

JUDICIÁRIO

TRE cassa o mandato do deputado Rabello

  Por unanimidade, o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) acaba de cassar o mandato do deputado estadual Walter Rabello. Ele perde a cadeira por infidelidade partidária, pois deixou o PMDB e foi para o PP após 27 de março do ano passado, data a partir da qual passou a valer a regra do TSE, que prevê cassação do mandato do parlamentar que mudar de legenda.

   A decisão do TRE representa mais uma derrota de Rabello, recentemente demitido da TV Cidade Verde (afiliada do SBT), onde apresentava um programa de forte apelo popular e que o projetava na vida pública. Sem o palanque eletrônico e sem a cadeira de deputado, Walter Rabello vê naufragar o sonho da candidatura a prefeito de Cuiabá. Hoje, ele lidera a corrida ao Palácio Alencastro.

   Agora, a cadeira na Assembléia deve ficar ou com o suplente Jota Barreto, hoje no PR, ou com o segundo suplente Nilson Santos (PMDB), pré-candidato a prefeito de Colíder. (Alline Marques e Romilson Dourado)

(Às 21h02) - Advogado irá recorrer da decisão do TRE

  O advogado de Walter Rabello, Eduardo Jacob, irá recorrer da decisão do TRE. Ele entrará embargo declaratório e caso não obtenha sucesso irá buscar auxílio em Brasília, no Tribunal Superior Eleitoral.

  Segundo Jacob, a perseguição política ficou clara a partir do momento em que Carlos Bezerra (PMDB) afirma que Rabello não poderia ser prefeito de Cuiabá por não ter diploma.

(Às 21h) - Deputado teve uma carreira "meteórica"

   Apresentador de TV, Walter Rabello teve uma carreira "meteórica" na vida publica. Começou como vereador por Cuiabá.  Em 2004, ele se elegeu como o mais votado da história da Capital. Conquistou 8.683 votos e foi o único a garantir cadeira na Câmara Municipal pela coligação "Aliança com o Povo (PMDB/PTC).

   À frente do programa "Olho Vivo da Cidade", apresentado diariamente na TV Cidade Verde, Walter Rabello ganhou projeção. Na emissora, distribuía brindes, fazia propaganda de suas ações enquanto parlamentar e atacava adversários políticos. Explorava ao máximo o fato de doar o salário de vereador a entidades. Também se apresentava como cantor. Forma dupla com Odair Júnior e lidera caravanas nos bairros, com apresentação de shows artísticos.

   Nas eleições de 2006, Rabello voltou a "estourar" de votos. Foram 70.646 votos, a segunda maior votação para deputado estadual. Só perdeu para José Riva (PP), que teve 82.799 votos. No ano passado, sob alegação de que o PMDB não o queria como candidato a prefeito da Capital, Rabello resolveu mudar para o PP. Foi essa decisão que agora o tira da vida pública. De um político que tinha tudo, como fama na TV, cargo de deputado e liderança nas pesquisas de intenção de voto na corrida à Prefeitura da Capital, Walter Rabello, se vê agora nocauteado.

  • Confira aqui a íntegra do relatório que levou o Pleno a cassar o mandato de Rabello

(Às 0h08) - Jacob diz que Walter foi discriminado por ser analfabeto

  O advogado de defesa de Rabello, Eduardo Jacob, disse que a atitude de Bezerra pode ser chamada de "preconceito contra analfabeto", por ter dito que Walter “não detém condições para dirigir a capital mato-grossense, por sequer ter um diploma de curso superior". "A nosso ver o desembargador Manoel Ornellas deu ali vários exemplos de discriminação, racial, contra homossexuais, contra mulheres religiosa. E contra analfabetos não é? Para nós está mais do que caracterizado a grave discriminação pessoal. Cabe a defesa lançar mão de todos os recursos", argumenta.

Por outro lado, o juiz Renato Vianna, relator do processo, descartou que tenha havido qualquer tipo de descriminação pessoal por parte do deputado Carlos Bezerra com o cassado Walter Rabello. "Considerando o senso comum é correto asseverar que grave discriminação pessoal é aquela que decorre de tratamento injusto dado a alguém por causa de características pessoais. Intolerância. Preconceito", argumenta.

  O pedido de embargo declaratório que será protocolado pela defesa deverá ser julgado na próxima semana. Caso o parecer seja desfavorável a Walter, a defesa entrará com recurso no TSE. Jacob já adiantou que pedirá  efeito suspensivo da sentença. Caso aprovado, Rabello se mantém no cargo até o julgamento de mérito em último instância, a exemplo dos deputados Gilmar Fabris (DEM), Chica Nunes (PSDB) e Pedro Henry, que continuam nos cargos por força de uma liminar. OS três foram cassados por compra de votos. (Alline Marques)

Postar um novo comentário

Comentários (25)

  • Antônio Mendes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É simplesmente preocupante ter que reconhecer que a JUSTIÇA em nosso Estado continua cega, surda, parcial e vergonhosamente INJUSTA.
    O que estão fazendo com o Walter Rabello é ridículo.
    Por que os nobres Magistrados não se preocupam em limpar a própria Instituição que esta mais suja que qualquer outra? Ou melhor, por que não se preocupam em dar prosseguimento aos inúmeros processos que estão parados contra o Nobre Deputado José Riva, o mais novo Cons. do TCE Humberto Bosaipo e tantos outros desmando que acontecem neste Estado?
    Agora escolher o alguém legitimamente escolhido pelo povo, que teve uma votação como a dele, como BODE EXPIATÓRIO é lamentável para um País que prega a DEMOCRACIA mais não respeita a vontade soberana do povo. Força Walter o povo esta com você, lute não se entregue, pois, vários colegas seus já foram cassados e continuam na AL-MT por verdadeiros crimes, não se curve a vontade dos caciques políticos que hoje comando que hoje comandam o Estado.

  • Joarez A. de Coimbra jr | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É, aquele velho DITA, quem fala muito dá bom dia á cavalo.

    Ele se achava poderoso demais, só ele tinha razão entudo.

    Confrontar os judiciário como ele fazia já estava marcado pra isso aconteser sedo ou mais tarde.

    Agora sua grana da campanha, vai tudo pra maõs do advogado pra tentar reverter esta cituação que acredito que vai durar uns 2 anos.

  • RITA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Espero que não seja mais um resultado de político cassado pelo TRE que tudo acaba em nada, como foi o caso de Gilmar, Chica Nunes dentre outros. Parabens jurídicos do TRE, como brasileira, eleitora peço aos senhores rever os demais casos.


  • Walter Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nossa, parece que o ex-deputado........., colocou toda parentainhada pra comentar esta notícia em seu favor.

    Calma pessoa, pega leve com o balde de leite, a justiça sabe o que faz.

    um alou pra todo de Pinheiros e Lápa em Sampa.

  • Gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Será que Walter Rabelo vai ser novamente locutor de comícios?

  • Sergio Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se analisar direitinho ficou foi é BÃO pra caramba ué ... sobra mais tempo pra CANTAR e CHORAR !!! aqui se fãs aqui se paga ... chega !!!!

  • aline | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha adorei o pedido de cassação do Walter, chega de demagogia, ele mesmo quando trabalhava na TV Cidade Verde usava de seu programa para aparecer na midia como um bom samaritano que ajuda as pessoas carentes, e so por isso que ele conseguiu se eleger a Deputado, agora eu pergunto a vocês se ele não fosse apresentador voçês acham que ele estaria doando seu salario para entidades, isso tudo ele usou como demagogia politica e da mais covarde ainda, porq a população cuiabana em alguns pontos sao carentes sim, mas não é com um salrio de deputado que ele vai melhorar as coisas, a nossa cidade precisa de candidatos melhores que lute pelo interesse do povo, inves de ter candidatos que usa da fraquesa de seu povo para se eleger.

  • Benedito Almeida | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É bom perseguir as outras pessoas? caro deputado Walter Rabelo, com mentiras e falsos argumentos, ressaltando que você acabou com o Carlos Brito e por isto já estava de salto alto demais pensando que poderia tudo, através do seu palanque eletrônico, palanque este que a maioria dos cidadãos honesto não tem e você conseguiu o mais difícil que é cavar a própria sepultura jogando fora vários mandato de deputado estadual e até mesmo de deputado federal, com a enganação dos pobres que você vinha fazendo. Mais a ganância é maior!!!.
    Poderia ao menos pensar na situação do seu amigo LINO ROSSE, que a mesma ganância o traiu e destruiu politicamente, mais ainda há tempo para se redimir e avaliar onde errou e fazer correção pois a sua situação acredito eu vai ficar como dos que foram cassados e permanece com o mandato e fazendo negociata política.

  • Jacyara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acho que fritaram o Walter, nunca ví tão desgraça junta.
    Perda do apoio de Becari,perda do programa de televisão, PP esqueceu de informar de forma convicente qual éra o seu candidato a prefeito de Cuiabá,perda do mandato.
    O que teve de bom: recebeu homenagem do Sérgio Ricardo no dia do Jornalista, andou de onibus até Rondonopolis com o time do Mixto, está acertando (ou estava) a coligação com o DEM.
    Me recuso a chutar cadaver.

  • marcelo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    parabens a justiça pelo menos por enquanto....infeslismente esta decisão não sai do papel a exemplo dos outros parlamentares que perderam o mandato e estão ai por força de liminares.
    E essa historia de apresentadores se aproveitar do apelo popular dos necessitados para se eleger tem que acabar, tem um ai querendo se eleger de qualquer jeito o EVERTON POP sem proposta nenhuma para a população quer ganhar no grito, eu tive o desprazer de trabalhar com ele no rádio, esta figura(POP) não é nada disso que se mostra na televisão na verdade sempre foi um camaleão se transformava para chegar ao poder passando por cima de todo mundo.
    não vote pela carinha que você vê na TV. pode colocar o seu voto a perder.

Romoaldo, prescrição e elegibilidade

romoaldo junior 400 curtinha   Assim como Wilson Santos, o deputado Romoaldo Júnior (foto) assegura que hoje também está elegível porque uma condenação de dois anos e três meses de prisão, inclusive com perda do mandato, acabou prescrita. Ele disse que ainda não sabe se disputará...

Juca quer ex-deputado no Gabinete

roberto nunes 400   O presidente do Legislativo cuiabano, vereador Juca do Guaraná, disse que irá convidar o ex-vereador, ex-vice-prefeito e ex-deputado estadual Roberto Nunes (foto) para assumir a Chefia de Gabinete da Presidência. Enfatiza que Roberto é bem articulado politicamente, tem habilidade e experiência e,...

Governo "desmama" senador do Dnit

wellington fagundes 400   O Governo Bolsonaro conseguiu, enfim, "desmamar" Wellington Fagundes (foto) do Dnit. Há décadas, entra e sai governo e o ex-deputado federal por seis mandatos (24 anos) e no cargo de senador desde 2015 vinha indicando apadrinhados no cargo de superintendente regional do Dnit em MT. O último foi Orlando...

Ex-deputado demitido de assessoria

luiz soares 400   O ex-deputado Luiz Soares (foto), hoje com 63 anos, foi exonerado do cargo de assessor parlamentar do contemporâneo Wilson Santos. Ganhava quase R$ 10 mil brutos. Estava lotado no gabinete do deputado tucano havia quase dois anos. Soares é pensionista do extinto Fundo de Assistência Parlamentar, ganhando...

Arsec concede reajuste; prefeito veta

alexandro adriano arsec 400   No último dia 22, a diretoria-executiva colegiada da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec), presidida por Alexandro Adriano Lisandro (foto), aprovou índice de reajuste de 2,21% nas tarifas de água e esgoto. E...

Novo ensaio do privilegiado Neurilan

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto) transformou mesmo a AMM não apenas num cabide de emprego, mas numa entidade para, em alguns casos, atender a seus interesses pessoais. Ali, investido no cargo de presidente, inclusive já pelo quarto mandato, mesmo não sendo mais prefeito, ele se articula politicamente o tempo todo....

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.