Últimas

Terça-Feira, 24 de Junho de 2008, 15h:38 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

JUDICIÁRIO

TRE deve cassar Lutero nesta 5ª por infidelidade

 Presidente da Câmara de Cuiabá trocou o PP pelo PMDB e entra na lista de parlamentares infiéis

  Com parecer favorável do Ministério Público Eleitoral, o processo que pede a cassação do mandato de Lutero Ponce (PMDB) entra na pauta na sessão do TRE-MT desta quinta (26). A tendência é que o presidente da Câmara da Capital perca o mandato, o que provocará revitavolta no legislativo, motivando até uma nova eleição à presidência. Hoje no comando do PMDB de Cuiabá, Lutero é um dos 20 candidatos a vereador do partido. Ele foi eleito pelo PP, em 2004, com 3.520 votos, só que migrou para o PMDB em setembro do ano passado. Como trocou de sigla após 27 de março, quando já estava em vigor a regra pró-fidelidade, Lutero se vê agora na berlinda porque é considerado infiel partidário.

   O relator do processo é o juiz José Zuquim Nogueira. O requerente do processo é o suplente Ali Veggi Atala (PP), que está de olho na cadeira de Lutero na Câmara. Até agora, o TRE julgou pouco mais de 200 processos dos quase 500. Nada menos que 61 parlamentares já perderam cargos, entre eles dois de Rondonópolis (Valdir Clemente e Aristóteles Cadidé) e um de Cuiabá (Deucimar Silva), além do deputado Walter Rabello.

Cassação leva Câmara a fazer uma nova eleição

  Caso o Pleno do TRE oficialize a perda do mandato de Lutero Ponce, a Mesa Diretora do legislativo cuiabano passará a ser conduzida por 30 dias pela hoje primeira-vice-presidente Lueci Ramos (PSDB). Caberá a ela convocar uma nova eleição apenas para escolher o substituto de Lutero.

   Enquanto Lutero entra em desespero, outros começam a se articulador de olho em sua cadeira de presidente da Câmara, que movimenta mensalmente um duodécimo de R$ 1,6 milhão.  Pelo menos três vereadores já estão na briga. São eles: Edivá Alves (PSDB), Luis Marinho (DEM) e Júlio Pinheiro (PTB). Quem assumir, ainda terá ao menos cinco meses de gestão frente à presidência da Câmara, que conta com mais de 500 servidores. (Alline Marques)

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • omar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O pessoal saiu para a pescaria, já to com o pusá na mão e mandei comprar mandioca, cheiro verde e cerveja, quero saborear esse peixe graudo faz quase quatro ano que ta ra ração boa deve estar saboroso.
    Vamos la to ancioso, vou ficar de jejum até a manhã.

  • n | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Lutero ja disse que nao vai de dejeito nenhum porque oo colega edem esta vazendo vegilia e o santo dele vai protegar os dois rra...ra..

  • RODOLPHO DA SILVA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Alem da discrença na politica que está sendo praticada em nosso estado e em nossa capital, com escandalos compra de votos e de conciencia das pessoas menos favorecidas pela sorte, esperamos que aqueles que praticarão o ato de infidelidade sejam cansados e mais espero que isso não fique só com os parlamentares do interior e a cassação do atual presidente da camara de cuiabá será um presente para a nossa população e espero que seja aplicado os 8 anos inegibilidade tambem ou seja a perca dos direitos politicos, e a população precisa delegar poderes para pessoas sérias e não para esse bando de incompetentes que só sabem dar Titulos de Cidadão Cuiabanos e Mossão de Aplauzo para méro desconhecidos. vamos soltar fogos nesta quinta feira ok!!!!

  • Márcia Beatriz Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    CAro Rodolfo, concordo com vc em genero numero e grau. Só que moção se escreve com ç, e aplauso com s ok? Eu tbem to mto ansiosa para ver o resultado da votação do TRE nesta quinta feira. Vou trazer vários amigos aqui p. o meu quintal mas precisamente embaixo de um cajueiro, assar uma costela e tomar um ponche em homenagem a justiça que até agora só fez injustiça nesse TRE, cassando apenas os colegas do interior (em sua maioria). E os bonitinhos de Cuiabá, Eden, Lutero e Dilemário? Tamos ligados TRE.Cassação neles Já.

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.