Últimas

Terça-Feira, 24 de Junho de 2008, 15h:38 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

JUDICIÁRIO

TRE deve cassar Lutero nesta 5ª por infidelidade

 Presidente da Câmara de Cuiabá trocou o PP pelo PMDB e entra na lista de parlamentares infiéis

  Com parecer favorável do Ministério Público Eleitoral, o processo que pede a cassação do mandato de Lutero Ponce (PMDB) entra na pauta na sessão do TRE-MT desta quinta (26). A tendência é que o presidente da Câmara da Capital perca o mandato, o que provocará revitavolta no legislativo, motivando até uma nova eleição à presidência. Hoje no comando do PMDB de Cuiabá, Lutero é um dos 20 candidatos a vereador do partido. Ele foi eleito pelo PP, em 2004, com 3.520 votos, só que migrou para o PMDB em setembro do ano passado. Como trocou de sigla após 27 de março, quando já estava em vigor a regra pró-fidelidade, Lutero se vê agora na berlinda porque é considerado infiel partidário.

   O relator do processo é o juiz José Zuquim Nogueira. O requerente do processo é o suplente Ali Veggi Atala (PP), que está de olho na cadeira de Lutero na Câmara. Até agora, o TRE julgou pouco mais de 200 processos dos quase 500. Nada menos que 61 parlamentares já perderam cargos, entre eles dois de Rondonópolis (Valdir Clemente e Aristóteles Cadidé) e um de Cuiabá (Deucimar Silva), além do deputado Walter Rabello.

Cassação leva Câmara a fazer uma nova eleição

  Caso o Pleno do TRE oficialize a perda do mandato de Lutero Ponce, a Mesa Diretora do legislativo cuiabano passará a ser conduzida por 30 dias pela hoje primeira-vice-presidente Lueci Ramos (PSDB). Caberá a ela convocar uma nova eleição apenas para escolher o substituto de Lutero.

   Enquanto Lutero entra em desespero, outros começam a se articulador de olho em sua cadeira de presidente da Câmara, que movimenta mensalmente um duodécimo de R$ 1,6 milhão.  Pelo menos três vereadores já estão na briga. São eles: Edivá Alves (PSDB), Luis Marinho (DEM) e Júlio Pinheiro (PTB). Quem assumir, ainda terá ao menos cinco meses de gestão frente à presidência da Câmara, que conta com mais de 500 servidores. (Alline Marques)

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • omar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O pessoal saiu para a pescaria, já to com o pusá na mão e mandei comprar mandioca, cheiro verde e cerveja, quero saborear esse peixe graudo faz quase quatro ano que ta ra ração boa deve estar saboroso.
    Vamos la to ancioso, vou ficar de jejum até a manhã.

  • n | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Lutero ja disse que nao vai de dejeito nenhum porque oo colega edem esta vazendo vegilia e o santo dele vai protegar os dois rra...ra..

  • RODOLPHO DA SILVA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Alem da discrença na politica que está sendo praticada em nosso estado e em nossa capital, com escandalos compra de votos e de conciencia das pessoas menos favorecidas pela sorte, esperamos que aqueles que praticarão o ato de infidelidade sejam cansados e mais espero que isso não fique só com os parlamentares do interior e a cassação do atual presidente da camara de cuiabá será um presente para a nossa população e espero que seja aplicado os 8 anos inegibilidade tambem ou seja a perca dos direitos politicos, e a população precisa delegar poderes para pessoas sérias e não para esse bando de incompetentes que só sabem dar Titulos de Cidadão Cuiabanos e Mossão de Aplauzo para méro desconhecidos. vamos soltar fogos nesta quinta feira ok!!!!

  • Márcia Beatriz Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    CAro Rodolfo, concordo com vc em genero numero e grau. Só que moção se escreve com ç, e aplauso com s ok? Eu tbem to mto ansiosa para ver o resultado da votação do TRE nesta quinta feira. Vou trazer vários amigos aqui p. o meu quintal mas precisamente embaixo de um cajueiro, assar uma costela e tomar um ponche em homenagem a justiça que até agora só fez injustiça nesse TRE, cassando apenas os colegas do interior (em sua maioria). E os bonitinhos de Cuiabá, Eden, Lutero e Dilemário? Tamos ligados TRE.Cassação neles Já.

Extremista vai ter que se explicar na PF

Marcelo Stachin 400   O barulhento militante de extrema-direita Marcelo Stachin (foto) tem perdido o palco desde que teve um pífio desempenho nas urnas e acabou com apenas 0,8% dos votos para prefeito de Sinop. Em sua busca incessante por aparecer, o bolsonarista, que é investigado pelo STF por espalhar fake news, decidiu ironizar e...

Prefeitos, MPE e afastamento do cargo

jose antonio borges 400 Prefeitos de MT que descumprirem as diretrizes do decreto estadual que impôs o toque de recolher em todo o território podem até mesmo ser afastados do cargo. O alerta é do procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira (foto), e reforçada pelo procurador Domingos...

Prefeito se rebela e é enquadrado

vander masson 400 curtinha O prefeito de Tangará da Serra Vander Masson (foto), do PSDB, bem que quis ser rebelde, mas acabou enquadrado pelo MPE. Vander fez um decreto mais ameno que o do governo do Estado, impondo toque de recolher a partir das 23h, mas teve de recuar após ser notificado pelo MPE. Nas redes sociais, para evitar desgaste com...

AL realiza lockdown de faz de contas

Funcionários da AL se mostram revoltados com o lockdown de “faz de contas” promovido por deputados. Isso porque, apesar de estar com as portas fechadas, funcionários estariam sendo obrigados a ir trabalhar e entrando por outras portas. Atendem parlamentares que preferem trabalhar presencialmente. Pelo menos 36 funcionários estariam infectados e os servidores temem que mais pessoas sejam contaminadas pelo coronavírus. O pânico ficou ainda maior...

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...