Últimas

Terça-Feira, 13 de Novembro de 2007, 15h:55 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

EMBATE JURÍDICO

TRE pode cassar Fabris hoje por compra de voto

   Uma representação contra o deputado estadual Gilmar Fabris entra em pauta nesta terça (13), na sessão que começa às 18h no Tribunal Regional Eleitoral. A denúncia do Ministério Público Eleitoral é contundente e pode resultar na cassação do mandato do democrata, licenciado do cargo desde o início do ano.

   Eleito com 20.057 votos no ano passado, Fabris é acusado de compra de votos. Um dos flagrantes se deu em Poxoréo. Está anexada aos autos uma caderneta apreendida pela polícia no dia da eleição, em que apresenta relação de eleitores e valores a ser pago por cada voto. Uma mulher confessou que o esquema teria partido de Fabris. Declarou que o pagamento aos eleitores seria feito depois.

   Fabris é um político polêmico. Ele começou sua trajetória na vida pública como vereador por Rondonópolis (89/92). Depois, chegou a deputado ainda na década de 90 e presidiu a Assembléia (95/96). À época lançou a pedra fundamental para construção da sede própria do legislativo. O projeto só foi consolidado na prática uma década depois. A obra ficou embargada por vários anos, sob suspeita de irregularidades.

   Nas eleições de 2002, Fabris investiu pesado na campanha e os 14.658 votos conquistados lhe garantiram apenas a 1ª suplência. Sob colaboração dos titulares Campos Neto, Joaquim Sucena e Zeca D´Ávila, aliado à articulação de seu padrinho político Jaime Campos, Gilmar Fabris assumiu cadeira. No ano passado, montou grande estrutura de campanha e "garantiu" seu retorno à Assembléia. Com um mês de posse, saiu de licença para abrir espaço ao suplente Roberto França (sem partido).

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • João Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Muito bem Romilson, mas o site esqueceu de colocar que em Pedra Preta região Sul do Estado este mesmo nobre é polêmico deputado Fabris foi denunciado pela compra de votos no dia da eleição, e mais pediu afastamento por mais 120 dias, por problemas de saúde, quer emagrecer... Você já viu o tamanho do homem parece que o tratamento não está dando certo.
    E justiça de mato grosso, MP vcs só vêem o que querem mesmo

Sorriso tenta aval para conceder RGA

estevam calvo 400   A Prefeitura de Sorriso quer pagar RGA aos servidores, mas não encontrou até agora respaldo legal para assim proceder, considerando a Lei Complementar 173/2020 que, no contexto da pandemia, proíbe reajuste no salário de servidores federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste...

Ambulância doada pela CBF para MT

Aron Dresch 400   O governo estadual recebeu doação de uma ambulância da CBF como forma de reconhecimento à dedicação dos profissionais da Saúde e dos serviços que estão sendo prestados durante a pandemia. O Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, foi escolhido para...

Fávaro, relatório e vacina sem Anvisa

carlos favaro 400   O senador mato-grossense Carlos Fávaro (foto), eleito na suplementar do ano passado, está comemorando a aprovação pelos colegas do seu relatório ao Projeto 1315/2021, que libera a importação de vacinas e insumos para o combate à Covid-19 no Brasil e sem depender do...

TRE intima deputado pra se defender

gilberto cattani 400   O TRE já citou o deputado Gilberto Cattani (foto) e o comando do PRTB para se manifestar sobre o pedido do suplente Emílio Populo, que quer a perda do mandato do recém-empossado por infidelidade partidária. O relator é o jurista Sebastião Monteiro. Cattani apresenta defesa na...

DEM tem derrotados em 2020 pra AL

anelise silva 400   Alguns filiados do DEM do governador Mauro Mendes estão se movimentando por conta própria, visando as eleições de deputado estadual no próximo ano, alheios ao comodismo do presidente regional do partido, ex-deputado Fabinho Garcia. Em Cáceres, por exemplo, dois são cogitados para...

Vereadores vão devolver a VI de abril

agostinho carneiro 400   Presidida por Agostinho Carneiro (foto), a Câmara Municipal de Ribeirãozinho, um dos menores municípios do Estado, com cerca de 2,5 mil habitantes, decidiu suspender o pagamento da verba indenizatória deste mês de abril de todos os seus nove vereadores. Com isso, os R$ 9 mil que iriam para o...