Últimas

Quinta-Feira, 11 de Outubro de 2007, 19h:52 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

OPERAÇÃO GUILHOTINA

Tribunal questiona decisão tomada pela Sema

    "Indícios de créditos florestais fraudulentos não autorizam a suspensão liminar, por completo, das atividades econômicas de uma empresa, senão apenas em relação aos créditos tidos como irregulares". Esse é o entendimento da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, que deu provimento aos recursos impetrados por oito empresas do ramo madeireiro.

    A decisão saiu nesta quarta (10) e pode abrir precedente para outras suspensões semelhantes, pois a Sema chegou a lacrar e vistoriar 95 empreendimentos em 24 municípios e que foram citados nas investigações da operação Guilhotina. Essas empresas onde não foram encontradas provas objetivas de irregularidades podem recorrer, agora com base na decisão do TJ.

    Quanto aos oito empreendimentos, a decisão de suspender prevalece somente em relação aos créditos que apresentam fraudes comprovadas. Os empresários buscaram também a liberação do cadastro junto ao CC-Sema e da emissão de Guias Florestais (GFs). Os donos de madeireiras obtiveram êxito ao tentar reverter a decisão que suspendeu seus registros junto ao CC-Sema.

    Também foi suspensa a emissão de Documentos de Venda de Produtos Florestais (DVPFs) e Guias Florestais, bem como suas atividades comerciais por 30 dias para que a secretaria estadual de Meio Ambiente (Sema), sob Luis Henrique Daldegan, pudesse concluir um levantamento sobre irregularidades no comércio de madeiras. (Simone Alves)

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • armando agnelo antunes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pois é, quantas decisões esta sema está tomando de forma equivocada é coisa do arco da velha. Questão ambiental é coisa séria e deve ser administrada por pessoas que conhecem o assunto.

  • Belo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Entendo que existem muitas fraudes...mas tudo tem que correr de forma concisa com a Justiça. Agora, acho que o secretário se precipitou. Agora ele esconde de tudo e de todos...não esconde não ..tem que encarrar os problemas ou estará assumindo sua incompetencia

  • Maria Luiza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    AO PALADINOS DA JUSTIÇA,


    QUANDO AFIRMAM DE FORMA CATEGÓRICA QUE O SENHOR SECRETÁRIO NÃO TEM COMPETÊNCIA PARA ESTA A FRENTE DA PASTA AMBIENTAL, LOGO ME VEM UM PENSAMENTO LÓGICO QUEM SERIA ESSE SALVADOR DA PÁTRIA? QUE DIANTE DE UMA PASTA TÃO COMPLEXA RESOLVERIA DE FORMA TÃO SUBLIME TODOS OS PROBLEMAS? FALAR E FÁCIL RESOLVER E DIFÍCIL SENHORES, QUANTO A CAPACIDADE O SECRETÁRIO POR FAVOR ELE TÉCNICO DA ÁREA DEIXEM DE FALAR BOBAGEM, OU PELO MENOS QUANDO O FIZER PROCUREM ESTA INFORMADOS PARA NÃO COMETEREM TAMANHA INJUSTIÇA, LEMBRE-SE “QUE SÓ DETÉM O PODER QUEM DETÉM A INFORMAÇÃO “

    PARABÉNS SECRETÁRIO PELA POSTURA E CORAGEM, MAIS ACIMA DE TUDO POR MANTER SUA PALAVRA JUNTO AO GOVERNADOR DE JAMAIS ABANDONAR A PASTA POR MAIS DURAS QUE SEJAM AS CRITICAS E ÁRDUOS OS CAMINHOS QUE SE CAMINHA, O QUE IMPORTA DE FATO E O SEU COMPROMISSO COM O POVO, MAIS ACIMA DE TUDO COM O MEIO AMBIENTE ESSE SIM SÓ QUEM O CONHECE SABE QUE E O MAIS IMPORTANTE PARA O SENHOR, O MEIO AMBIENTE COMO COSTUMA DIZER ESSA E CASA QUE DEVEMOS CUIDAR AFINAL SERÁ A CASA DO NOSSO FUTURO.

  • vitor alexandre da fonseca | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa maria luiza deve ser uma daquelas que tentam de todas as formas não enxergar a realidade, talvez para defender o seu carguinho, que conseguiu via janelinha do oportunismo político, e não pela competencia técnica. Ora, todos sabem que o secretário até antes de assumir o seu cargo atual nunca teve envolvimento com a área ambiental, nunca elaborou nenhum projeto e nunca esteve na sema ou antiga fema para sugerir qualquer proposta para a politica ambiental deste Estado. E do jeito que está "administrando" aquele órgão parece que precisa de noções sobre gestão ambiental, tanto são os embaraços e tropeços que está promovendo na sua gestão. A maria luzia chega as raias do fanatismo ao apontar compromisso ambiental do seu patrão, e não leva em consideração que o órgão ambiental foi indiciado há poucos dias pelo juiz federal sebastião julier justamente por ter sido irresponsável na liberação de autorizações de queimadas, que deixou cuiabá encoberta por fumaça por meses. Isso é compromisso com a questão ambiental? Isso sem falar que todas as medidas arbitrárias e inconsequentes que vêm tomando estão sendo derrubadas pelo TJ, vide cassação do direito das madeireiras de continuar funcionando. Maria luiza, só um aviso, o governador já está administrando problemas demais na sema, uma ora dessas ele cansa de ser tão tolerante e passivo diante da comprovada falta de gestão naquele órgão. minha cara maria aproveite esses teus últimos dias de manda-chuva, de manipulação de informações, de articulações suspeitas de certos processos, das festinhas semanais regadas a muita fofoca e outros ingredientes, pois, estou lhe avisando, a verdade sempre aparece, e pode derrubar todo o castelinho de poder construido sob areia.

  • Jefferson Arruda dos Anjos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Copiei o artigo do senhor geraldo mangoni, que retrata com fidelidade a situação da gestão ambiental em mato grosso e os riscos do governador ganhar o prêmio "correntão de ouro". Vale a pena ler:

    Os dendroclastas incendiaram o Mato-Grosso

    Depois de transformarem o “Mato-Grosso” em um deserto verde, onde hoje é preciso um G.P.S. para localizar uma árvore, porque a cobertura do solo que antes era de cerrados matas e florestas, hoje é um oceano de soja, algodão, milho, cana ou outra cultura qualquer, o restante é de pastagens, ou são terras já em processo de degradação. E isto porque o estado ainda faz parte da Amazônia legal, o que de alguma forma coloca um freio na ganância devastadora da turma do “queremos mais Mato-Grosso” que tentam agora desmembrar Mato-Grosso e outros estados da chamada Amazônia legal, que possibilitara aos caciques da monocultura intensiva e extensiva aumentar a área de plantio com o aumento das derrubadas, desmatamentos e conseqüentemente das queimadas e do aquecimento global, transformando o Estado num inferno de calor, cinzas fumaças e poluição do ar.
    O Governador Blairo Maggi não tem sido muito feliz, nem muito bem sucedido em relação as questões ambientais desde o seu primeiro mandato, quando casos de corrupção, desmandos e crimes ambientais lhe causaram tantos problemas, que o mesmo teve não só que substituir secretários, diretores e funcionários da FEMA assim como criar outro órgão para substituir a própria Fundação que passou a se chamar SEMA – Secretaria estadual de Meio Ambiente, contudo parece que a FEMA, deixou para a SEMA o vírus e a semente dos corruptos e da corrupção, na época em que o Governador sofreu duros ataques e acusações de envolvimento em crimes ambientais, a coisa chegou a tal ponto que não só a imprensa local e estadual assim como a imprensa internacional com destaques para a “Revista The Economist” editada na Inglaterra com alcance mundial, rufaram o bambu no Governador, que acabou sendo premiado com o troféu “Moto Serra de Ouro”que o mesmo diplomaticamente acabou aceitando e recebendo o troféu numa demonstração cabal de que sabe como ninguém fazer política democrática de boa vizinhança.
    Após este evento da “Moto Serra de Ouro” o Governador vem tentando por todos os meios criar uma nova imagem de administração voltada para a proteção ambiental, contudo parece que a incompetência e a própria; corrupção somadas a ganância sem limites, mais uma vez, se fez presente em todos os quadrantes do Estado. E “alguém” autorizou as queimadas em escala inconcebível, resultado, transformaram o Estado do Mato-Grosso em cinzas, carvão e fumaça poluindo o ar a tal ponto que ate mesmo os aviões não podem operar em determinados horários.
    E mais uma vez o Governador tem que pagar o “mico”. Por uma coisa que ele não pode e nem deve se envolver uma vez que dentro do seu staff existem alguns santarrões que só servem para fazer defecadas mentais, ate no seio das comunicações , o que é realmente prejudicial pra um político, que tem procurado pautar suas ações pela transparência e atitudes ilibadas com competência.
    Contudo se o Governador não se cuidar com alguns “mamutes” com “cérebro de minhoca” que o assessoram ele acabará, recebendo desta vez, o premio “correntão de ouro”, que ele terá que dividir com seus “amigos” e auxiliares mais diretos nos quais ele confia e acaba sendo traído pela incompetência e pelo salto alto destes energúmenos, que o tem prejudicado tanto e aos seus verdadeiros amigos também. Não que sejamos contra o desenvolvimento assim como também eu que sou um dos maiores defensores daqueles que transformaram Mato Grosso no campeão nacional de produção agropecuária, mais não posso concordar com alguns corruptos irresponsáveis, que querem transformar o Estado num Inferno de cinzas e carvão em nome da produtividade é absolutamente inaceitável, e seria um crime contra o Estado, contra a Nação, contra a humanidade.
    Ainda bem que uma vez mais a justiça federal já tomou a frente de mais este abuso este crime inominável.

    Geraldo Mangoni

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...

VI de R$ 18 mil garantida na Câmara

A verba indenizatória de R$ 18 mil para os vereadores da Câmara de Cuiabá está garantida, pelo menos por enquanto. Depois de diversas ações judiciais, derrubando a alta indenização por gastos do mandato, os vereadores implantaram o benefício novamente em dezembro. O Ministério Público entrou com nova ação para declarar a verba inconstitucional. Um dos problemas é a falta de prestação...

Efeito-Covid adia vinda de Michelle

michelle bolsonaro A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, e a secretária da Mulher, Luciana Zamproni, resolveram transferir para abril a agenda de 11 de março que teria como convidada a secretária nacional de Mulheres, do Ministério dos Direitos Humanos, Cristiane Britto e a primeira-dama do Brasil Michelle...

Governador entre a cruz e a espada

mauro mendes curtinha   Às vésperas da pandemia completar 1 ano em MT, o Estado vive o seu pior momento e o governador Mauro Mendes (foto) enfrenta uma verdadeira prova de fogo: liderar ações coordenadas em todo o território mato-grossense para evitar que o Estado viva cenas parecidas com as de Manaus e de Estados...

Câmara volta a realizar 2 sessões

juca 400 curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob a presidência do vereador Juca do Guaraná Filho (foto), volta a realizar duas sessões semanais, nas terças e quintas. Por conta da pandemia, as sessões serão remotas. A resolução foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares que vinham...