Últimas

Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2008, 09h:40 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

VARIEDADES

TRT limita jornada de trabalho do caminhoneiro

     Os caminhoneiros terão de trabalhar somente 8 horas por dia e 44 horas por semana. A determinação é do juiz Ângelo Henrique Peres Cestari, da 1ª Vara do Trabalho de Rondonópolis. Mas a decisão que visa combater o excesso da jornada de trabalho e o uso de drogas gera resistência entre os próprios caminhoneiros e proprietários de transportadoras. Eles argumentam que poderão perder oportunidades de trabalho por demorarem a entregar cargas.

     A mudança prevê a identificação dos discos do tacógrafo dos caminhões com a placa do veículo, data e nome do motorista. O controle da jornada caberá  às empresas, que deverão arquivar as fichas com os horários por cinco anos. O desrespeito à regra resultará em multa de R$ 1 mil por cada motorista irregular e por cada mês em que não for adotado o sistema de fiscalização. Uma pesquisa do Ministério Público do Trabalho aponta que caminhões estão envolvidos em 70% dos acidentes nas rodovias do país. (Simone Alves)

     Clique no play e confira a reportagem.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • ivan medis | Domingo, 29 de Julho de 2012, 18h11
    0
    0

    ivan medis, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • clemente | Quinta-Feira, 21 de Junho de 2012, 13h58
    0
    0

    quem esta tentando com que os motoristas rodo somente 8 horas logo logo vai ter dinheiro e não vai ter o que comer, é um abesurdo oque estão querendo fazer, pagamos os impostos mais caros do mundo pedagio que é um robo não temos estrutra nas rodovisa para estacionar e ter um pouco de paz, se vc parar é roubado por ladrão ou multado por guardas que resebe orde dos governos pra multar e arecadar mais dinheiro paras politicos ter onde pegar, temos que fazer uma greve de 30 dias e parar tudo dai vamos ver quem sustenta este paiz, nos que não temos valor nem hum,

  • Evandro Aldir Mittanck | Sexta-Feira, 15 de Junho de 2012, 16h08
    1
    0

    O que talvez não tenham se dado conta com a aprovação desta nova lei é que o país não possui estrutura para que se cumpra essa Lei. Antes de aprovarem a Lei, algum Magistrado ou Parlamentar, pelo menos teve o capricho de fazer uma pesquisa de Campo? Acredito que não. Hoje não há Locais o suficiente (Postos ou Estacionamentos) para comportar tantos caminhões parados. Hoje sem o controle de Horário já é um caos conseguir um lugarzinho para o motorista poder descansar (falo isso, porque meu pai é Caminhoneiro e realizei muitas viagens com ele, e senti na pele a dificuldade), imagina só os motoristas poderem viajar apenas 8 horas diárias. Vai ter caminhão parado até nos acostamentos. Acredito que quem elaborou a lei e quem aprovou, nunca tenho rodado pelas estradas brasileiras para ter uma noção, andam sempre de automóveis, aviões, helicópteros. Poderiam realizar estes controles de formas diferentes. Gostaria apenas que algum dia, antes de se tomarem decisões desse porte, os que tem poderes, apenas pesquisassem mais, se aprofundassem mais na situação atual antes de colocar alguns absurdos no papel para que os outros fiquem cumprindo.

  • geni zanettin | Sábado, 02 de Junho de 2012, 13h52
    0
    0

    o governo cria as regras,obriga a obedecê-la e não oferece condiçoes,só aumenta a arrecadaçao, sugando de quem trabalha,com esse horario vai ter motorista morrendo de fome. vão fazer uma viagem por semana vão ter que procurar outro emprego quer ver tatos desempregados por ai e os donos de caminhãoes vão ter que negocias com os bancos porque não vao dar conta de pagar as prestação acho que vem uma crise por aaaaiiii ai quero ver.........

Mauro e vitórias na briga de decretos

mauro mendes 400 A estratégia do governador Mauro Mendes (foto) de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, discordou e fez...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...

Setasc doou 330 mil cestas básícas

Rosamaria 400 curtinha   A Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Setasc), sob Rosamaria de Carvalho (foto), já entregou mais de 330 mil cestas básicas desde o inicio da pandemia, sendo 110 mil em Cuiabá e Várzea Grande. E como assistência social foi considerada como serviço essencial,...

Interinos ficam sem cargos no TCE

jose carlos novelli 400 curtinha   Com o retorno dos conselheiros do TCE, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli (foto), dois substitutos perderam os postos não apenas nas relatorias, como também ficam sem os cargos na gestão. É o caso de Isaías Lopes da Cunha, que deixou de ser ouvidor-geral, sendo...

MT perde José Afonso Portocarrero

portocarrero-400   Morreu nessa quarta  (3), aos 93 anos, José Afonso Portocarrero (foto). O ex-presidente dos extintos  Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat)  e Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat)  morreu de causas naturais. Viúvo, deixa quatro filhos.  Na vida profissional, foi o responsável...

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...