Últimas

Sábado, 07 de Novembro de 2009, 18h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

BARRA DO BUGRES

Tucanato critica "omissão" de Maggi ao decreto da cana


Wilson Santos discursa em Barra do Bugres, tendo a sua direita Rogério Salles, Saturnino Masson, Marília Salles e Guilheme Maluf e, à esquerda, Henrique, que preside o PSDB local, e o prefeito Wilson Francelino 

   O tucanato começa a alçar vôo rumo a 2010 e neste sábado, em mais um encontro regional, desta vez em Barra do Bugres, voltou a "bicar" o governo Blairo Maggi, com ataques à política tributária, à imobilidade do Palácio Paiaguás diante da decisão do presidente Lula de proibir a expansão do cultivo de cana-de-açúcar na Amazônia e Pantanal, o que prejudica o Médio-Norte mato-grossense, e ao "estado de abandono a alguns regiões". O prefeito cuiabano Wilson Santos foi recebido por um grupo de 150 pessoas que participaram do congresso com aplausos e discursos de "futuro governador". Ao arrepio da legislação eleitoral, uma das faixas afixadas na parede da Câmara Municipal, onde ocorreu o encontro, trazia a frase "Barra do Bugres sauda o futuro governador Wilson Santos".

   Santos aproveitou a carona da deputada federal Thema de Oliveira, que recebeu título de cidadã em Tangará da Serra, e ministrou uma palestra na sexta à noite no município, quando discorreu sobre os ciclos de desenvolvimento econômico do Estado. Já neste sábado, se transformou na estrela do encontro do PSDB em Barra do Bugres. Líderes de outros partidos compareceram, como o prefeito barra-bugrense Wilson Francelino de Oliveira, o "Wilson da Casa do Pescadô", do PDT, e representantes do DEM. Durante a semana, o tucanato fez chamamento para o encontro em oito  municípios do Médio-Norte, sendo eles Diamantino, Rosário Oeste, Nova Olímpia, Denise, Nova Marilândia, Tangará da Serra, Alto Paraguai e Barra do Bugres.

   Em discurso, Wilson Santos criticou o governador Maggi, para quem se mostra desinteressado em interferir junto ao presidente Lula para impedir que Mato Grosso sofra o que chamou de retrocesso com a proibição de novas plantações de cana-de-açúcar. O decreto veta expansão de áreas ocupadas atualmente por vegetação nativa em todo o país. Somadas à Amazônia, ao Pantanal e seu entorno, a proibição alcança a 81,5% do território nacional. Somente as nove usinas que já funcionam nessas regiões podem continuar operando. Destas, quatro estão em municípios mato-grossenses: Barra do Bugres (Barrálcool), Nova Olímpia (Itamarati), Lambari D´Oeste (Cooperb) e Mirassol D´Oeste (Cooperb 2). Para Santos, esse veto a novas áreas para exploração da cana vai impedir surgimento de empregos e impedirá o desenvolvimento de regiões, como o próprio Médio-Norte.

   O deputado estadual Guilherme Maluf, em pré-campanha à reeleição, numa referência ao "decreto da cana", afirmou que "Mato Grosso é uma grande locomotiva do desenvolvimento e que o projeto do PSDB e colocar o Estado no rumo certo com políticas que tragam o desenvolvimento". Condenou o que chama de alta carga tributária praticada pelo governo estadual, especialmente sobre consumo de energia elétrica e diesel. Defendeu proposta de atração de indústrias para agragar maior valor.

   O ex-governador (2002) Rogério Salles, pré-candidato a deputado federal, também criticou a gestão Maggi. Segundo ele, o governo precisa desenvolver uma política voltada não apenas um grupo, "como acontece hoje", mas a todos. Jura que o PSDB, enquanto esteve no Paiaguás com Dante de Oliveira e com ele próprio, "administrou para todos". Numa recado ao governador, afirmou que não adianta aprovar o projeto do zoneamento socioeconômico ecológico, que tramita na Assembleia, "para contemplar poucos segmentos, como do agronegócio, principalmente quanto à soja e algodão". A deputada Thelma seguiu a mesma linha, de enaltecer o governo do ex-marido Dante de Oliveira, que faleceu em 2006, e de menosprezar a administração Maggi.




Guilherme Maluf, Thelma de Oliveira e Rogério Salles enaltecem governo do PSDB e critica gestão Maggi

Postar um novo comentário

Comentários (33)

  • Dicão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esses coitados não sabem o que dizem!
    E a omissão irresponsável do prefeito Wilson Santos com a saúde de Cuiabá???
    Esso é o jeito do PSDB: demagogia sempre !

  • Paulo Cesar Rodrigues Pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NÃO É SEGREDO PARA NINGUÉM QUE O ZONEAMENTO FOI UMA TENTATIVA DE ALGUNS DEPUTADOS ALIADOS DO GOVERNADOR PARA TENTAR DERRUBAR OS EMPICILHOS A EXPANSÃO DO AGRONEGÓCIO EM REGIÕES DO ESTADO COM OUTRAS VOCAÇÕES. AS PRÓPRIAS AUDIÊNCIAS PÚBLICAS DO ZONEAMENTO FOI UMA TREMENDA FARSA, ELES CHEGAVAM EM CERTA CIDADE, E CATAVAM A LAÇO OS PROPRIETÁRIOS RURAIS PARA PARTICIPAR DE TAIS AUDIÊNCIAS, E MUITOS SEQUER FICAVAM SABENDO DO QUE SE TRATAVAM, FORAM USADOS, MANIPULADOS, PELA TURMA DA BOTINA QUE GOVERNA PENSANDO APENAS NA EXPANSÃO DE SUA ATIVIDADE ECONÔMICA, E ESTÃO POUCO SE LIXANDO PARA A FOME E A MISÉRIA DO POVO, E NEM PARA OS BOLSÕES DE POBREZA EXISTENTE NO ESTADO, ALÉM DE TENTAREM A TODO CUSTO PATROLAR A LEGISLAÇAO AMBIENTAL. INFELIZMENTE, ESTE GOVERNO DO SOJICULTOR MAGGI SÃO TEM MARKETING AMBIENTAL, GOSTA DE APARECER NA MÍDIA NA TENTATIVA DE DISMISTIFICAR A CONDECORAÇÃO HISTÓRICA QUE RECEBERA DE MOTOSSERRA DE OURO. QUEREM VENDER UMA IMAGEM DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTADO QUE O ATUAL GOVERNO DE MATO GROSSO ESTÁ MUITO LONGE DE PRATICAR.

  • Cassio Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É impressão minha ou quem está ao fundo de uma das fotos como fotógrafo do prefeito wiilson santos é o vereador rusivel coelho? deixa disso vereador, o senhor já subiu de posto moço. acho que o senhor deveria se dar o respeito. o partido e o prefeito não podem pagar um fotógrafo e parar de te usar desse jeito humilhante?

  • FABIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NUNVA VI TANTA TRANQUIERA EM UM LUGAR SÓ......VIXE....................

  • Amado Amador | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Wilson Santos lembra muito o Frajola tentanto capturar o Piu-Piu. Essa antiga turma do PSDB que foi apenas paus-mandados do Consenso de Washington em Mato Grosso é uma piada. Aí vem o Antero Porquinho Prático e o Wilson Frajola tentarem o quê? Coitado do gatinho!

  • jose cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    COITADO DESSE POVO SE LUIZINHO SOARES ABRIR O BOCAO NUM SOBRA NINGUEM

  • Getúlio de Paula Jr | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mas todo usineiro/canavieiro sabe que o plantio seguido do vegetal, com sucessivas queimadas, tornam o solo imprestável em curto e médio prazo. O veto presidencial à abertura de novas áreas para o cultivo é bem-vinda,sim!
    E a recuperação da área degrada é lenta,muito lenta, além de onerosa. Neste caso, nenhum usineiro quer meter a mão no bolso.Bom negócio é abrir,grilar ou comprar novas áreas, de preferência, à preço de banana e seguir degradando nossa fertilidade.
    E tudo que o Sr Wilson Santos - iminente professor de História e ex- deputado federal - discursa é que o governador nada faz para impedir o veto, e que sem plantações não haverão mais empregos para os pais de família...
    Ora, façam-me um favor senhores do PSDB!
    Não sejam tão simplórios assim. Com FHC, havia pelo menos argumentação fundamentada da social-democracia européia estudada na Sorbonne/França....Dava gosto debater com o sociólogo...Agora hoje...Como diria FHC:
    Assim não pode, assim não dá.....

  • Silas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Bom Destes aii só quem presta e o Antero pais de Barros , meu Amigo e que Foii Um Dos melhores senador do Brasil.

  • Manoel Rodrigues | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Prefeito Wilson santos , Vem Cuidar da Saúde Aqui em Cuiabá , enquanto o Sr:Prefeito wilson santos mais a Trelma de Oliveira e o senhor Guilherme Maluf , Critica A Gestão do Governador , eles estão Trabalhando por MATO Grosso , para Wilson esse e passado
    vem ver a saude do seu Municipio que esta Um Abandono Total .

  • Paulo da Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sr:Wilson santos Cuiabá VAII Dar o Troco Pode Ter Certesa , a Saúde Uma VERGONHA , CADE A ETA DO Tijucal , vergonha .
    Viva, e Vera .

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...