Últimas

Terça-Feira, 08 de Abril de 2008, 11h:59 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

CUIABA-289 ANOS

Tucanato mantém hegemonia política em Cuiabá


Coronel José Meirelles foi o 1º prefeito da Capital da legenda tucana

   Desde o restabelecimento das eleições diretas em Cuiabá, em 1984, o PSDB domina o comando da capital mato-grossense, que completa nesta terça (8) 289 anos de emancipação político-administrativa. Apenas o ex-prefeito Frederico Campos, eleito em 88 pelo PFL, não pertenceu ao partido, que acabava de ser constituído em 25 de julho daquele ano. O ex-governador Dante de Oliveira (já falecido) se elegeu duas vezes prefeito, a primeira em 84, pelo PMDB e, a segunda, em 92, pelo PDT, mas passou a ser uma das principais lideranças tucanas não só de Mato Grosso como do Brasil.

   Em 92, Dante tinha como vice o coronel José Meirelles, indicado pelo PSDB, que assumiu o mandato por mais de 2 anos, quando o então prefeito foi candidato vitorioso ao governo do Estado, em 94, já integrando o ninho tucano. Já o ex-prefeito Roberto França (hoje sem partido) se elegeu e se reelegeu pelo PSDB (1996 e 2000), embora na metade do segundo mandato tenha se filiado ao PPS.

  Mantendo a hegemonia, o PSDB elegeu, em 2004, o atual prefeito Wilson Santos, agora pré-candidato à reeleição. No pleito deste ano, os tucanos vão tentar manter o comando da capital mato-grossense, mas deverão enfrentar grandes dificuldades. O domínio do partido, embora centralizado na figura dos prefeitos e não em programa partidário, está fechando o ciclo. As pesquisas qualitativas mostram que existem um espaço para uma nova opção, fora dos parâmetros tradicionais da política.

   Mudanças

   Esse é o maior perigo que o PSDB, com Wilson Santos, irá enfrentar e não as pré-candidaturas populistas do deputado Walter Rabello (PP) e oportunista do deputado federal Valtenir Pereira (PSB). Ciente disso, o PR tenta construir uma terceira via com o presidente licenciado da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), Mauro Mendes, que será anunciado oficialmente no início de maio.

   Nesse tabuleiro político, a primeira peça mexida foi a desistência do presidente da Assembléia Legislativa, deputado Sérgio Ricardo (PR), cujo apoio vem sendo disputado pelos outros competidores. A segunda é a possibilidade de Rabello não ser candidato devido a atritos com seu patrão, o empresário Luiz Becare, dono da TV Cidade Verde, onde o "prefeiturável" apresenta o programa “Olho Vivo na Cidade”, transformado, desde o ano passado, num palanque eletrônico e questionado pelo Ministério Público Eleitoral.

    Aparentemente, a mexida nessas duas peças beneficiaria o candidato tucano Santos. Mas as pesquisas qualitativas apontam em outra direção: o surgimento de um nome novo, fora dos padrões políticos, poderá ser a surpresa nas eleições de Cuiabá porque conseguiria capitalizar o desgaste das gestões tucanas na capital mato-grossense.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Valdir | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não é atoa que Cuiabá está como está.
    Um ex-tucano diz que o prefeito atual tem uma caixa preta que se for aberto, sai de baixo.
    O tucano atual, diz que o ex-tucano tem um container.
    Enquanto isso discutem sucessão e o povo já desacreditado com esse continuísmo sem rumo para a cidade, já não acreditam mais em nada.
    Essa continuidade, esses caciques da política matogrossense tem que colocar a mão na consciência e refletir sobre o mal que fizeram para Cuiabá. As estatísticas da criminalidade aumentam, as estatísticas da educação na capital tem demonstrado que um professor que não tem compromisso com a sua cidade com a sua população somente contribui para a péssima qualidade de ensino.
    Enquanto isso, impostos, impostos, impostos, Mato Grosso tem os impostos mais caros, também pudera temos que sustentar os políticos mais caros do país... e o retorno para a população, promessas, promessas, promessas.

  • Ney | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Caro Romilson, sou um leitor assiduo do seu blog, ao que tudo indica vc defende a reeleição do prefeito wilson Santos, até ai td bem, mas acho que deve respeitar mais os demais candidatos. Na matéria que fala sobre o populismo do deputado Walter Rabelo e do oportunismo do deputado Valtenir Pereira. O deputado Valtenir pereira é um dos poucos politicos desse estado que se enquadra no novo perfil que o povo cuiabano quer para governanar a Capital. Se a populaçao quiser, o deputado tem sim que disputar as eleiçoes, isso nao significa oportunismo, mas trabalho feito em prol da sociedade.

Prefeitos revoltados com Neurilan

neurilan fraga 400 curtinha   Vários prefeitos, especialmente os recém-eleitos, se mostram revoltados com novas manobras promovidas no estatuto da AMM pelo seu "eterno" presidente Neurilan Fraga (foto), que tenta, de todas as formas, se auto-beneficiar na eleição que deveria ocorrer em janeiro, mas que foi antecipada...

Candidato a reitor e 2 apoios fortes

dimorvan rui 400   O candidato de oposição a reitor do IFMT, Deiver Teixeira, recebeu dois apoios importantes. As manifestações de adesão à candidatura vieram dos professores Ruy Oliveira e Dimorvan Brescancim. Ruy foi candidato a reitor nos últimos dois pleitos e é um pesquisador...

Abílio e Medeiros rejeitam Fernanda

coronel fernanda 400 curtinha   Abílio Júnior e o deputado José Medeiros, presidente do Pode-MT e que foi derrotado para senador, querem distância da coronel Rubia Fernanda (foto) da campanha neste segundo turno em Cuiabá. Nos bastidores, comentam que não precisam da militar filiada ao Patriota e que ficou...

Com maioria na Câmara de Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   A prefeita eleita de Cáceres Eliene Liberato (foto), que conquistou 15.881 votos (38,16% dos válidos), terá apoio da maioria dos 15 vereadores. Destes, oito garantiram cadeira pela coligação da própria Eliene, o que representa 53%. As duas maiores bancadas são do PSB de...

Gamba quer Tuti presidindo a Câmara

tuti 400 alta floresta curtinha   O prefeito eleito de Alta Floresta, Chico Gamba (PSDB), tem se articulado para eleger presidente da Câmara o vereador reeleito do seu partido, Oslen Dias dos Santos, o Tuti (foto), que obteve a segunda maior votação, com 814 votos. Na tentativa de convencer os novos integrantes da próxima...

Várzea Grande paga a folha já na 6ª

lucimar campos 400   A prefeita várzea-grandense Lucimar Campos, prestes a concluir o segundo mandato, anunciou que na sexta, a três dias de fechar o mês, conclui o pagamento da folha de novembro. E, nesta quarta (25), já libera a diferença da correção do piso federal para os professores. No total...