Últimas

Sexta-Feira, 22 de Fevereiro de 2008, 09h:56 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

SAÚDE

Tucanos Maluf e Soares partem para o confronto

    O secretário de Saúde da Capital, Luiz Soares, e o seu antecessor, deputado Guilherme Maluf, ambos do PSDB, passaram a trocar farpas e acusações mútuas. Maluf já propôs aos vereadores até abertura de uma CPI para investigar denúncias quanto à suposta queima irregular de quase 4 toneladas de medicamentos. "Essa incineração foi feita de forma inadequada, pois aqui em Cuiabá não temos local apropriado para fazer esse tipo de serviço", argumenta Maluf, cuja gestão é responsável pelo vencimento dos medicamentos.

   Ele alega, porém, que o prazo de validade pode ter vencido antes da distribuição porque muitos deles são doações de distribuidoras de medicamentos. Segundo o ex-secretário, às vezes, esses medicamentos gratuitos chegam na secretaria com prazo de validade próximo do vencimento.

    Para o ex-secretário, Soares está usando a tática de "criticar o antecessor para tentar justificar os seus erros" na Saúde. Na queda-de-braço com Maluf, o polêmico Luiz Soares encaminhou uma carta aos servidores alegando que não vai pagar os prêmios referentes aos meses de novembro e dezembro do ano passado porque a verba foi usada por Maluf para o pagamento de fornecedores. "Essas informações que partiram dele (Soares) não são verdadeiras, pois ele está querendo justificar o não-pagamento da bonificação aos servidores".

  Maluf supõe que essas acusações do atual secretário possam ser por razões políticas. "Penso que seja isso, mas não entendo, porque não vou disputar nenhum cargo neste ano". Conta que já conversou com o prefeito Wilson Santos (PSDB), presidente regional do PSDB. Observa, porém, que o dirigente tucano não disse ainda se vai ou não tomar alguma atitute sobre o assunto. "Ele (Santos) é o presidente do partido, então cabe a ele resolver (as divergências)".

   Briga antiga

   Guilherme Maluf conta ainda que a própria administração já anunciou que vai montar uma comissão de sindicância para averiguar supostas irregularidades na pasta. A rixa dos dois vem desde a primeira gestão de Soares, nomeado à época pelo então prefeito Roberto França. Soares descredenciou junto ao SUS o hospital particular Santa Rosa, de propriedade de Maluf. Ele, porém, nega que Soares tenha feito esse descredenciamento. "Nós que pedimos o descredenciamento. O Santa Rosa está descredenciado desde aquela época". (Pollyana Araújo)

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • Carla Torres | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acredito que o Doutor Guilherme esta usando a tatica de marido safado...qdo a esposa descobre seus erros ele a culpa do que ela não fez pra se defender....mas com o Luizinho isso não vai funcionar...porque se ele incinerou os medicamentos foi tudo dentro da regularidade...ele nao faria o que o sr fez doutor, deixar os remedios vencendo e muitas pessoas doentes tendo ataques de pressão alta com a alegação de que nao tinha medicamento no Almoxarifado...meu pai é hipertenso, e passou por privação dos remédios enquanto seus funcionarios de confiança viam os remédios vencendo nas prateleiras....

  • Edgar Marques | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vejamos as verdades, não tem mais compromissos com servidor publico da saude, e uma vergonha esfarrapada, deixa os servidores sem os seus vencimentos pra garantir os acordos firmados com os seus parceiros fornecedores, e tudo uma armação do senhor prefeito WILSON SANTOS,como se levar os cordeiros pro matadouro, berram, choram, reclamam, mas servidor publico aguenta os descaso do senhor WILSON SANTOS, so diser se depender dos servidores publicos da prefeitura pra ser reeleito, ta fora, ja perdeu, o senhor prefeito não cumpre com seus projetos, proposta tem aos montes, mas na pratica so na justiça,vamos denunciar o repasse que o estado passa pra saude, esta sendo desviado dos salarios do servidores, isso e uma vergonha, são sangue sugas dos servidores publicos, Associação dos Trabalhadores no Transporte Municipal de Cuiaba(ASTRAMUC)esta indignado com todos os desmandos que estão ai, EDGAR MARQUES presidente da astramuc.

  • Leonardo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa é mais uma típica gestão tucana, que vem desde o primeiro mandato do Roberto França, eleito e reeleito pelo PSDB à época.

    Essa é o projeto político que a população cuiabana gosta, o descaso, a bandalheira, a criminalização dos servidores públicos em detrimento do total favorecimento dos empresários financiadores das campanhas tucanas.

    Continue assim, sociedade cuiabana.

  • Eronides | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É O TÍPICO CASO DO SUJO FALANDO DO MAL-LAVADO...

  • Creuzinalda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Luiz Soares, polemico ou realista? Nao entendo comentarios insinuando que duas pessoas de um mesmo partido nao possam divergir, se sao do mesmo partido nao precisam agir e pensar igual...gracas a Deus!!!!!Luiz, meu pai tambem teve o tratamento de hipertensao interrompido por falta de medicamento, e mesmo se eram medicamentos proximos a data de vencimento porque nao tiveram prioridade na distribuicao as unidades de saude? Milhares de pacientes podem ter comprometido seu tratamento por falta de medicamento, e o ex secretario deve saber disso porque ele eh medico nao? Mas talvez ele nao tenha tido conhecimento do fato a epoca, porque seus diretores falavam e faziam em seu nome....ou sabia?

    Luiz continuo com a certeza que so mesmo voce pra melhorar a Saude de Cuiaba, e boa sorte!!!!!!

  • Claudia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Concordo com a postura do Luiz, afinal os servidores que podem ser prejudicados com esse nao pagamento do premio de novembro e dezembro so vai prejudicar a maioria dos afilhados do Doutor Guilherme, porque qdo ele assumiu a Secretaria Municipal de Saude ele mudou mais funcionarios do que na epoca da troca do prefeito, que seria mais normal....mas tem um turminha que tem um poder la que nao sai dos cargos de confianca....porque sera....essa dupla de amigos sao tao eficientes? O sr Luiz e o doutor Guilherme sabem de quem estou falando afinal teem os mesmos cargos nas duas gestoes....cuidado Luizinho, eles podem comprometer o seu nome....!!!!!

  • alice veras | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    CAro Deputado Maluf, o que o Luiz Soares fez não foi com intenção política, foi com respeito ao dinheiro do povo cuiabano, do SUS, com a ética que poucos sabem o que ou como é. Caso o Senhor tenha alguma dúvida, peça ao Luiz Soares para provar de onde ele tirou as afirmações que fez, provavelmente ele se baseou em alguma coisa. BAsta ler a carta, mas dá para entender o por que do Senhor não dar conta de distribuir remédio para o povo, o Senhor devia estar muito ocupado... Aliás gosta tanto de povo que o seu hospital nem atende o povão, né?
    Um recado para o dono desse blog, por que voce não publica a carta do Luiz Soares? Seria uma boa demonstração de respeito com quem lê e de neutralidade em relação aos envolvidos na notícia.

  • Alfredo Campos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sou servidor da Saúde, esse Luiz Soares começou a colocar as manguinhas de fora... Ele não ia ser Luizinho paz e amor? Pois é os atos de banditismo já começaram a acontecer aqui dentro da Secretaria. O Guilerme é muito melhor e mais capaz que esse tal cabeção. Sr Prefeito... o senhor foi avisado... prepare que esse tal Luiz Soares está só começando a aprontar.... vem ferro para ele e para o senhor...

  • Valdir | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se tivéssemos um Ministério Público atuante, uma legislativo municipal composto de homens de caráter, certamente não teríamos esse teatro virtual que tem como protagonistas homens a quem foi confiado o dinheiro público, ou melhor a vida das pessoas que pagam os seus salários. Enquanto os secretários discutem quem é mais incompetente que o outro, os cidadãos morrem na fila de policlínicas... Talvez se a cada morte fosse apurada todas as causas, certamente chegaríamos a esses irresponsáveis, daí no mínimo teriam que responder por homicídio culposo.
    A culpa é sua Wilson Santos. Demagogia, mentiras, promessas não cumpridas, esse é o marco da sua "gestão".

  • Laura Cristina S.M.Sampaio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Já consigo ver as mudanças acontecendo na Saúde.Luiz Soares pisa com segurança em solo já conhecido e explorado...E agora mais do que nunca bem acessorado...Obrigada por voltar com "Paz e Amor"

Mauro e vitórias na briga de decretos

mauro mendes 400 A estratégia do governador Mauro Mendes (foto) de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, discordou e fez...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...

Setasc doou 330 mil cestas básícas

Rosamaria 400 curtinha   A Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Setasc), sob Rosamaria de Carvalho (foto), já entregou mais de 330 mil cestas básicas desde o inicio da pandemia, sendo 110 mil em Cuiabá e Várzea Grande. E como assistência social foi considerada como serviço essencial,...

Interinos ficam sem cargos no TCE

jose carlos novelli 400 curtinha   Com o retorno dos conselheiros do TCE, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli (foto), dois substitutos perderam os postos não apenas nas relatorias, como também ficam sem os cargos na gestão. É o caso de Isaías Lopes da Cunha, que deixou de ser ouvidor-geral, sendo...

MT perde José Afonso Portocarrero

portocarrero-400   Morreu nessa quarta  (3), aos 93 anos, José Afonso Portocarrero (foto). O ex-presidente dos extintos  Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat)  e Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat)  morreu de causas naturais. Viúvo, deixa quatro filhos.  Na vida profissional, foi o responsável...

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...