Últimas

Terça-Feira, 27 de Novembro de 2007, 08h:01 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

Artigo

Uma visão profética

     Há alguns anos tenho escrevendo, primeiramente em A Gazeta, e ultimamente aqui no Diário sobre as ondas de investimentos nacionais e internacionais que têm Mato Grosso por mira. Só a título de registro e de lavar a alma, tenho sofrido muito patrulhamento por conta disso.
Na semana que passou o economista Vivaldo Lopes, ex-secretário de Finanças da prefeitura de Cuiabá e consultor da Fundação Getúlio Vargas, publicou em      A Gazeta, o artigo profético “Os bárbaros estão chegando”. É uma análise muito interessante e parece não ter despertado a devida atenção que merece. Tomo a liberdade de transcrever alguns dos tópicos do artigo do economista Vivaldo Lopes: “Dois grandes movimentos econômicos estão prestes a ocorrer em Mato Grosso a partir de 2008. O primeiro é a possível abertura de capitais de alguns grupos econômicos locais na Bolsa de Valores de São Paulo BOVESPA, fato inédito até aqui na histórica econômica do estado. O segundo é uma movimentação de capitais privados dos grandes fundos de investimentos mundiais e nacionais que invadirão a nossa economia à busca de boas oportunidades de lucros, tendo como alvo principal as empresas processadoras de alimentos, algodão e as ligadas à produção de etanol, biodiesel e logística de transportes”.
     Noutro ponto ele diz: “Os grandes fundos de investimentos ( os chamados private equity ) estão se preparando para injetar bilhões de dólares na economia brasileira a partir de 2008. Naturalmente, o setor de agronegócios e a região do Centro-Oeste brasileiro estão entre os alvos de investimentos deles. Os fundos de investimentos são os grandes catalizadores do ciclo continuado de alta liquidez da economia mundial. Com bilhões de dólares em seus caixas, captados de grandes investidores mundiais individuais (donos de grandes fortunas) e institucionais ( bancos e fundos de pensão ), os private equity são apelidados de “barbáros” pela sua notória agressividade nos negócios que têm como premissa básica obter a maior rentabilidade para seus cotistas comprando empresas, tornando-as lucrativas e vendendo-as num prazo máximo de cinco anos”.
     “Os movimentos de abertura de capitais e chegada dos fundos de investimentos simbolizam bem o estágio atual de capitalismo globalizado que atingiu na economia mato-grossense a partir de meados dos anos 1990. A crise de liquidez enfrentada nos anos de 2004 a 2006 pela economia mato-grossense foi o sinal mais evidente do esgotamento do atual modelo de financiamento que basea-se em crédito fornecido pelo governo federal e pelas grandes tradings que comercializam toda a produção agropecuária. Esse modelo de financiamento de nossa produção não se sustenta mais, podendo atuar como elemento inibidor da expansão de nossa economia e da competitividade de nossas empresas, devido à sua forma burocratizada e sua constante exposição às intempéries políticas”.
     E conclui: “A chegada dos bárbaros pode representar uma oportunidade ou ameaça para as empresas locais, caso não soubermos aproveitar com inteligência o grande volume de capitais que irrigarão nossa economia nos próximos anos”.

 

Onofre Ribeiro é articulista deste jornal e da revista RDM (onofreribeiro@terra.com.br)

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Para presidente, BRT é ultrapassado

juca 400 curtinha   Numa sintonia política com o prefeito Emanuel, o novo presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná (foto), disse ser contra a decisão do governo estadual de "enterrar" o projeto do VLT, cujas obras estão paralisadas desde 2014, para implantar o modal BRT na Região...

Prefeito vai homenagear 2 ex-aliados

ze do patio 400 curtinha   O ex-vereador, ex-deputado estadual e hoje prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (foto), que está no terceiro mandato, vai homenagear dois aliados que faleceram recentemente, sendo eles o ex-vereador de três mandatos Juary Miranda, que foi líder do Executivo na Câmara...

Maluf deve consultar STF sobre Teis

guilherme maluf 400 curtinha   Assim que retornar de férias, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Guilherme Maluf (foto), dará prosseguimento à análise do pedido de aposentadoria de Waldir Teis, que está afastado do Pleno há três anos e cinco meses, assim como outros três conselheiros...

Novo líder de Pátio na Câmara de ROO

reginaldo santos 400 curtinha   Reginaldo dos Santos (foto), que assume vaga na Câmara de Rondonópolis pela quarta vez, é o novo líder do prefeito Zé do Pátio, com a missão de fazer o trabalho de articulação e defesa do Executivo junto aos colegas do Legislativo. Na legislatura passada,...

Agro sugere Daniella de volta no Indea

daniella bueno 400 indea   Representantes do setor produtivo e um grupo de servidores sugeriram ao governador Mauro o nome da médica-veterinária e servidora de carreira Daniella Bueno (foto) para reassumir a presidência do Indea-MT. Aproveitaram a vulnerabilidade no cargo do presidente Marcos Catão Dornelas, denunciado...

Aumento para vereador só em 2022

Alguns vereadores em Cuiabá, tanto novatos quanto aqueles reeleitos, ficaram surpresos quando informados pela Mesa Diretora de que o aumento salarial de R$ 15,1 mil para R$ 18,9 mil, aprovado agora no final de dezembro, só começa a valer a partir de janeiro de 2022. Não entra em vigor de imediato, mesmo se tratando de nova legislatura, por causa da pandemia, que levou o governo federal a estabelecer, em lei, veto a qualquer tipo de reajuste para servidores até...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.