Últimas

Segunda-Feira, 07 de Dezembro de 2009, 14h:37 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

CONCURSO

Unemat deixa de repassar pagamento e fiscais reclamam

   Fiscais e coordenadores que trabalharam no que deveria ter sido o maior concurso público do país estão na bronca com o reitor da Unemat, Taisir Karim. Além das provas terem sido canceladas por suposta falta de estrutura e desorganização da universidade, aproximadamente 12 mil convocadas para trabalhar ainda não receberam pelo serviço prestado.

   Cada um deveria receber R$ 120. O dinheiro seria depositado na conta bancária num prazo máximo de sete dias. Contudo, decorridos 15 dias do prazo para a liberação dos R$ 1,3 milhão, os colaboradores ainda não receberam.

   Mais de 7,8 mil atuaram como fiscais de sala, enquanto aproximadamente 2 mil fizeram a fiscalização dos corredores. Outros 450 coordenadores e diretores das instituições de ensino ficaram responsáveis pelo cadastramento dessas pessoas. Cada diretor inseria o nome, dados pessoais e conta bancária do fiscal e demais contratados no sistema, por meio de uma senha.

   Ao RDNews, o reitor Taisir garante que a instituição começa a efetuar o pagamento nesta segunda (7). Ele avalia que, mesmo com a liberação dos recursos pela universidade, fiscais e coordenadores terão que aguardar por mais 48 horas para poder sacar o dinheiro. “Começamos a liberar hoje, mas isso tem que ser gerado pelo sistema e acredito que ainda demore 48 horas para cair nas contas”.

   Ele também pondera que funcionários da Comissão de Vestibulares e Concursos da Unemat precisam chegar os dados das pessoas que trabalharam. “Há muitas informações que não batem. O dinheiro só é liberado quando os dados do sistema são confirmados”. Caso não haja conformidade nos dados, fiscais e coordenadores serão convocados para regularizar a situação na Unemat. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • jotinha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha o calote aí gennnnnnnnnnnnnnnnnte.

  • ondino lima neto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    era so o que faltava alem da unemat pagar o maior mico da historia, agora virar caloteira, e taisir o sonho de virar deputado esta indo ladeira abaixo

  • Laura | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Fico indignada com o total descaso e falta de informações, ao ligar na Unemat para sber sobre o nosso pagamento somos informados que precisamos enviar primeiro o recibo para só depois efetuarem o depósito... pela lógica se eu assinei o recibo significa que já recebi, ou seja, será que pensam que os fiscais são tão bobos a ponto de assinar por dinheiro que ninguem sabe...ninguem viu...
    brincadeira heim!!!!
    Poupe-nos tamanha besteira Reitor e assessores!!!

  • Felipe dos Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    CALOTE DO GOVERNO MAGGI A 15MIL ELEITORES TRABALHADORES DE FISCAIS, CORREDORES, PORTEIROS, LIMPEZA, DO CONCURSO DO GOVERNO DO ESTADO

    ESSE CALOTE DADOS AOS FISCAIS É DO GOVERNO DO ESTADO, NÃO É SÓ DA UNEMAT, É DA SAD, DO SECRETARIO DEVITO, E DO PROPRIO MAGGI

  • Orlandir CAvaclante | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NA verdade este megaconcurso tinha tudo para dar errado, pois os que estão sempre trabalhando como fiscais são maioria da educação estes, estavam em maior numero fazendo as provas.
    Mas o que mais me angustia é saber se realmente o concurso foi anulado por causa desta tal deseorganização que se propaga. Acho muito estranho, pouco se falou e se divulga em relação á apreensão de computadores e documentos em residencias de cáceres.
    Será que culpar a desorganização não foi uma estratégia para encobrir algo mais grave?
    Tenho pra mim que este concurso já seria anulado, e a dita deseoganização e baderna caiu como uma luva....... Desculpem penso demais !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Marcelo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quem trabalhou tem direito de receber, mas se houve prova do concurso, como fica? Trabalharam aonde?

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...

Esposa de deputado na 2ª suplência

maria avalone 400   Não foi só o deputado estadual Wilson Santos que frustrou-se na tentativa de eleger membro da família à cadeira de vereador. O também parlamentar Carlos Avalone, presidente regional do PSDB, apostou todas as fichas na esposa Maria Avalone. Mas ela só chegou à...

Neurilan e apoio de Botelho à AMM

eduardo botelho 400 curtinha   Em busca de apoio de lideranças políticas para permanecer no comando da AMM por mais três anos, Neurilan Fraga foi pedir socorro para o presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (foto). Quer que o parlamentar seja o presidente de honra de sua chapa. Neurilan tem se articulado como pode e,...

Candidato irritado chama EP de traste

abilio junior 400 curtinha   Abílio Júnior (foto), candidato do Podemos ao Palácio Alencastro, tem se mostrado mais irritado depois do debate promovido pela Fecomércio, na quarta à noite, quando, em vários momentos, se viu questionado e desqualificado pelo prefeito e candidato à...

Prefeito reeleito sob investigações

ze do patio 400 curtinha   A situação jurídica do prefeito populista e desgastado Zé do Pátio (foto), que acaba de ser reeleito para o terceiro mandato em Rondonópolis, sendo o segundo consecutivo, não é das melhores. Contra sua gestão tem pipocado denúncias sobre...