Últimas

Terça-Feira, 24 de Novembro de 2009, 08h:53 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

DISPUTA

Unemat é mantida como organizadora do maior concurso

  A realização do maior concurso público do Brasil, com abertura na estrutura do governo de Mato Grosso de 10.086 vagas de servidores, vai continuar sob a Universidade do Estado (Unemat), hoje bombardeada pelo fracasso na primeira tentativa, no último domingo. Nesta quarta, o Palácio Paiaguás vai anunciar a data das provas.

  Com a Unemat, que integra a estrutura do Estado, não será preciso fazer licitação, o que tornaria o processo mais célere. Se o governo buscar outras alternativas, precisa abrir licitação e, nesse caso, exige-se cumprimento de ao menos dois meses de prazo e ainda mais uns 90 dias para elaboração das provas. Assim, não seria possível realizar e concluir o concurso, com convocação e nomeação dos aprovados antes de 4 de abril. Essa é a data-limite para esse tipo de procedimento por se tratar de um ano eleitoral.

    O governador Blairo Maggi dedicou a agenda desta segunda (23) especialmente para discutir o assunto. Avalia várias possibilidades, mas uma delas já está praticamente fechada, que é de deixar o concurso sobre responsabilidade da Unemat. Outra hipótese é de aplicar as provas em etapas. Assim, não convocaria todos os quase 300 mil inscritos para o mesmo dia, evitando tumulto e  congestionamento no trânsito em Cuiabá, como foi constatado no último domingo.

Postar um novo comentário

Comentários (17)

  • Flávio Pinho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eta povo, estão viajando na maionese... Todos atribuindo culpa a UNEMAT. Isto é perda de tempo para muitos e ganho de tempo para poucos. Vamos, vamos, o assunto é simples; DATA, HORÁRIO E LOCAL. ACABOU, É SIMPLES!!!

  • DIOCLIDES MACEDO NETO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Leonardo Reis Bregunci | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Até agora o Secretário não fez um comentário sequer acerca da prova aplicada, que por sinal, estava mal redigida.

    Outro aspecto que não pode passar desapercebido, refere-se aos princípios da probidade, moralidade, eficiencia, sendo que ambos, norteiam a Administração Púlica.

    Diante desses princípios, seria justo que os candidatos lesados recebessem os prejuízos somente na esfera Judicial? Não seria justo, que pela via administrativa, o Estado reembolsasse as despesas comprovadas dos candidatos?

    Ao levar a questão para o Judiciário, a conta ficará mais cara para o Estado, até mesmo porque, os candidatos podem e devem requerer dano moral.

  • paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Errar é humano, persistir no erro é BURRICE!

  • Marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Dr. Paulo Prado, confiamos totalmente no Ministério Público. Não permita que a Unemat fique a frente do concurso. Exigimos que sejam em datas alternadas e que os candidatos possam disputar mais de um cargo. Isso é a lisura do certame.

  • Luiz Kenji Umeno Alencar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Queria deixar claro que não é a UNEMAT toda a responsável por este lastimável embróglio. Sou servidor público desta instituição e não sinto que foi culpa minha, mas sim de algumas pessoas. Que fiquem bem claro isso!

  • ALZINO BERNARDES DA SILVA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    VAI INSISTIR NO ERRO E VAI SE ENROLAR DE NOVO! AÍ É MUITA BURRICE! CUIDADO COM A RESPOSTAS NAS URNAS! (VOTO DE PROTESTO DOS PREJUDICADOS)

  • Maria Clara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mas é muita palhaçada mesmo. Agora o Estado para tentar tapar o sol com a peneira, depois da sujeira ter sido jogada no ventilador, querem deixar a UNEMAT, uma instituição séria, mas com sua direção incapaz realizar o exame, que certamente ja tem os seus escolhidos... Poxa vida, esperava mais, do Estado de Mato Grosso... Enfim, agora a desculpa e a falta de tempo hábil para a realização do exame, mas pelo amos de DEUS... DEPOIS DE TUDO QUE ACONTECEU, esperava ter a minha vaga garantida, uma vez que, venho estudando a meses para esse concurso, e no final, é gabarito que vaza, é prova com o envelope que deveria estar lacrado, e os alunos que tiveram acesso a prova, será que não estão em vantagem em relação aqueles q não tiveram... Espero que a sociedade matogrossense não deixe essa imoralidade passar em branco...

  • joão bugre | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    aposto duas bocaivas que desta vez da certo.

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.