Últimas

Quinta-Feira, 27 de Setembro de 2007, 08h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

CÁCERES

Universitários condenam a falência da Unemat

Na sede da Unemat, estudantes protestam contra sucateamento da instituição

  
    Revoltados com o sucateamento da Universidade do Estado (Unemat), cerca de 200 estudantes de vários campis resolveram acampar na sede da instituição, em Cáceres (a 210 km a Oeste de Cuiabá). Desde esta quarta (26), os universitários mantêm plantão permanente no prédio onde funciona o setor administrativo.

    A Unemat passa pela pior crise desde sua fundação, em 1993. Seu orçamento sofreu corte superior a 20% e muitos professores aprovados em concurso público desistiram devido à defasagem no plano de carreira. Alguns cursos estão sem laboratório. Falta incentivo à pesquisa. Os estudantes entendem que a instituição, da maneira precanizada que está sendo conduzida, não cumpre seu papel social.

   O orçamento da Unemat para o próximo ano é de R$ 66 milhões e, desse montante, R$ 62 milhões já estão comprometidos com a folha de pessoal. Despesas com água, luz e telefone chegam a R$ 3,5 milhões. Outros R$ 2,5 milhões estão comprometidos com serviços terceirizados. Para piorar, a Unemat, sob Taisir Karin, teve as contas rejeitadas do exercício de 2006.

  Os acadêmicos avisam que só vão desocupar a sede da Unemat mediante compromisso formal do governo de atender as reivindicações. O governador Blairo Maggi deve escalar o secretário Chico Daltro, da Ciências e Tecnologia, a qual a instituição está vinculada, para iniciar as negociações.

Acadêmicos vão manter plantão permanente na sede da Unemat


Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Plinio Teixeira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse é o retrato da educação e do descompromisso do governador para com as outras coisas do Estado, preocupado que está querendo colocar Pagot no Dnit, visando interesses próprios.
    Se forem olhar, não só a Educação está ruim, mas a saúde, a segurança e principalmente o meio ambiente, sendo devastado para o plantio de soja.
    Dizem que a segurança está boa. Oras, prá eles que tem seguranças, mas para o povão, é só olhar as manchetes de quantos assassinatos e roubos aconteceram no último fim de semana.
    Dizem que Mato grosso reduziu queimadas e desmatamentos: oras, vejam as reportagens a níveis nacionais e internacionais que desmentem tudo oque dizem tentando enganar o povo.
    Esse é o governo da ousadia e transparência (como está sendo transparente a venda da dívida do Estado, que a população nem imagina como isso está ocorrendo).
    Esse é o governo, que mantém a isenção para a venda da soja, quando o pequeno agricultor se quiser vender sua pouca produção tem que pagar impostos.
    Esse é o governador, que dias desse vi o deputado zé carlos do pátio dizendo que ele destinaria 3 milhões e meio de reais para o estudo e melhoramento da soja - a Mensagem se encontra na Assembléia -, quando não concede nenhum incentivo para a agricultura familiar, a nãoi ser o governo federal através do pronaf. Esse é o governador que a meu ver, governa visando atender as necessidades onde se encontram suas empresas, em detrimento às melhorias na educação, saúde, etc...

  • Pablo Rodrigo Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ...Pra quem ainda insiste em dizer que o Movimento Estudantil esta morto ou fraco...esta é a prova de que é faltar com a verdade. As recentes ocupação na USP, o dia Nacional de ocupação das reitorias puxado pela UNE e esta agora na UNEMAT mostra que os estudantes não vão aceitar o desmonte da Educação publica...
    Por issso todos nós cantamos em uma só voz que:
    A UNE...reuni, futuro e tradição..
    A UNE, a UNE, a UNE é união...
    A UNE somos todos nós, nossa força e nossa voz!!!

  • Filgueira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que falta de responsabilidade de um governo com os nossos filhos . Deixar uma Universidade Pública como a UNEMAT chegar a um estado de total abondono é no mínimo irresponsabilidade que o povo de MT precisa reagir. Com certeza Ele não precisa que nenhum filho, sobrinho, neto e demais parentes estudem na UNEMAT PORQUE tem dinheiro para mandar para fora Pais . E os nossos filhos como ficam? Ele não precisa de pesquisa da Unemat porque as multinacionais já fazem para Ele. Um Estado como MT que essencialmente agrícola e que a Agropecuária responde indiretamente com 70 % da arrecadação de ICMS o Governo Estadual iguinora os cursos da UNEMAT é no Mínimo querer chamar todos Matogrossenses de Idiotas. Vamos dar apoio aos jovens que estão à frente deste movimento em defesa da Educação Pública e Gratuita dever dos Governantes conforme a Constituiçaõ do Brasil.

  • Paulo Lemos/UNE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa é uma luta legítima e necessária, que ocorre em prol de toda a comunidade acadêmica da Universidade do Estado de Mato Grosso, bem como de toda a sociedade, tendo em vista o papel fundamental que uma instituição como essa deve ter para o impulsionamento e direcionamento do desenvolvimento sócio-sustentável do nosso Estado, além da responsabilidade que tem com a formação cidadã de homens e mulheres de Mato Grosso.

  • Filgueira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Solicito do RDNews a divulgação do meu comentário por favor

  • Ricardo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse fato é o retrato do governo Blairo Maggi, onde educação é 0, pesquisa é 0.
    A UNEMAT sucateada e a EMPAER sucateada trabalhando no limite de suas forças.
    O que poderiamos esperar de um governador que não se importa com educação e pequenos produtores.

  • ENIO ZANCANARO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    realmente a unemat ta dificil de levar os professores exigem muito e nao dao as aulas necessarias principalmente se forem aulas campo a uns dois semestres nao as temos!!!
    sem falar nesse vergonhoso semestre, de tres meses isso se der tres meses de aula ta ficando dificil e ai gente vamos reclamar isso ai, isso nao pode continuar nao, e vergonhoso, para um estado com tamanho pib!!!!

Beco do Candeeiro só abrirá em abril

Carlina 400   A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob (foto), em visita ao Grupo Rdnews, revelou que a revitalização do Beco do  Candeeiro, que foi concluída em janeiro, será entregue à população em abril, nas comemorações dos 302 anos de...

Águas, expansão e investimentos

william figueiredo 400 aguas cuiaba curtinha   O diretor-geral da Águas Cuiabá, executivo William Figuereido (foto), disse, em visita à sede do Rdnews, quando aproveitou para conceder entrevista à tv web Rdtv, que a concessionária já distribui água para toda Cuiabá e que, em quase quatro anos...

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...

Cuiabá paga fevereiro aos servidores

emanuel pinheiro 400   A Prefeitura de Cuiabá quitou nesta sexta (26), último dia útil do mês, a folha de fevereiro. Desde quando assumiu o Palácio Alencastro, em janeiro de 2017, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) tem conseguido pagar o funcionalismo dentro do mês trabalhado. Aliás, essa prioridade,...

3 deputados sob certa cordialidade

janaina riva 400 curtinha   Max Russi, Eduardo Botelho e Janaina Riva (foto), que mandam na Assembleia, demonstram entre eles um certo clima de cordialidade, mas chegaram a entrar em queda-de-braço até fechar um novo acordo político sobre a Mesa Diretora. Com a decisão do Supremo de veto a Botelho no comando do...

Expediente na AL só a partir do dia 8

max russi 400   Por causa do aumento da taxa de incidência de Covid-19 entre servidores e parlamentares, as atividades presenciais da Assembleia foram suspensas na quinta (25). O expediente só retoma em 8 de março. Neste período, estão sendo mantidas somente as atividades estritamente essenciais para o...