Últimas

Segunda-Feira, 03 de Dezembro de 2007, 07h:23 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

Artigo

Vala negra, mãe gentil

     "O Brasil levará 265 anos para universalizar o saneamento básico. O que é um país que consome quase três séculos para dar esgoto a todos?"

     No dia em que saiu a notícia de que o Brasil ingressara no pelotão dos países desenvolvidos e, de acordo com o presidente Lula, virara um país "chique", saiu também a notícia de que todos os brasileiros terão esgoto só daqui a 115 anos.
     A história informa que o primeiro contrato para construir rede de esgoto na cidade do Rio de Janeiro é de 1857. O governante era dom Pedro II. Só havia esgoto em Londres e Hamburgo. O Rio seria a terceira cidade do mundo a ter rede de esgoto. "Chique." Depois de 150 anos, nem o Rio tem 100% de esgoto. O bairro que quase chega lá é Copacabana, com 99%, seguido pela Ilha de Paquetá, com 98%.
     Contando-se os anos a partir do primeiro contrato feito no Rio até a cobertura total, em 2122, o Brasil terá levado 265 anos para universalizar o saneamento básico. O que é um país que consome quase três séculos para dar esgoto a todos?
     O Brasil levará 115 anos fazendo rede de esgoto porque não se importa com isso. Na semana passada, deu-se mais atenção, para elogiar ou criticar, à promoção do país ao clube dos desenvolvidos do que à notícia do esgoto. É por isso que o Brasil vive encantadoramente bem sob o paradoxo dos excrementos, conforme mostra o estudo da Fundação Getulio Vargas em parceria com a ONG Trata Brasil:
     • Levando-se em conta a cor da pele, quem tem a pior cobertura de esgoto são os pardos. Só 37% dispõem do serviço. Até os indígenas estão melhor: 44% têm esgoto.
     • O Brasil não é ruim em serviços básicos. Tem uma larga rede de água, de luz e de coleta de lixo. Só é ruim em esgoto. É fácil entender por quê. As vítimas preferenciais da falta de esgoto são mulheres grávidas e crianças de 1 a 6 anos. Mulheres não comandam o voto em casa. Crianças não votam. Esgoto é obra que, correndo por baixo da terra, não se vê. Político não gosta de obra invisível que atende gente que não vota. A faixa etária mais atendida por esgoto no país é a que vai dos 50 aos 54 anos. Eleitores em plena forma. A menos atendida é a de zero a 4 anos. Eleitores longínquos.
     • Pode-se alegar que, num país continental, com imensas áreas rurais, universalizar o esgoto é uma quimera. De fato, só 3% dos moradores de áreas rurais têm esgoto. Ocorre que, mesmo nas áreas metropolitanas, o acesso pára em 63%.
     • Há cidades com mais de 100 000 habitantes em que o esgoto não chega nem a 3% dos moradores. Entre elas, Abaetetuba, agora elevada à condição de estrela nacional pelo estupro da adolescente presa com trinta homens. Em Abaetetuba, só 0,3% da população tem esgoto.
     • São Paulo lidera o ranking nacional, o que não surpreende: 84% dos paulistas têm esgoto. E o velho Sul maravilha? É outro paradoxo. Em Santa Catarina, só 10% contam com esgoto. No Rio Grande do Sul, só 15%. Porto Alegre é a única região metropolitana em que a cobertura caiu em vez de aumentar: em 1992, era 20%. Em 2006, só 10%.
     O pessoal de Saneamento Básico: o Filme bem que acertou ao localizar seu enredo do monstro da fossa na gaúcha Bento Gonçalves. Ali, só 46% têm esgoto. Na favela da Rocinha, 61%.
     É dura a realidade dos filhos desta vala negra, mãe gentil.


André Petry é articulista de Veja

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Mauro, desgastes e projeto à reeleição

mauro mendes curtinha   Não há como negar que o governo Mauro Mendes (foto) enfrenta forte desgaste por causa das medidas restritivas de combate à Covid e, principalmente, devido à exigência da sociedade de maior investimento e planejamento na Saúde. Por mais que o Executivo divulgue feitos e liste...

Thiago, respaldo da igreja e reeleição

thiago silva _curtinha_400   O deputado estadual Thiago Silva (foto) começa a labuta pela reeleição e não terá uma tarefa fácil pela frente. Thiago faz parte do grupo da Assembleia de Deus, que sempre prioriza o colega de Parlamento Sebastião Rezende, que vai tentar o sexto mandato. Curiosamente,...

2 suplentes já estreiam em Cuiabá

alex rodrigues 400   Com menos de quatro meses de mandato, dois dos 25 vereadores cuiabanos reeleitos no ano passado já pediram licença para abrir espaço a suplentes. Diego Guimarães (Cidadania) se afastou por 30 dias. Em sua cadeira está Maysa Leão, do mesmo partido. Marcrean Santos (PP) pediu afastamento...

Governista 2 e o desafio da reeleição

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), que conseguiu retornar à Assembleia "sangrando" nas urnas de 2018, impactado pelo desgaste pela defesa intransigente do Governo Pedro Taques, se prepara para atravessar outro purgatório no próximo ano, em busca de mais um mandato. O deputado tucano carrega desgaste...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...