Últimas

Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2006, 00h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Valdebran é ligado a caixa 2 do PT

           A Folha de S. Paulo desde domingo (17) confirmou reportagem já feita pelo jornal A Gazeta ao destacar que 'uma ação trabalhista e um inquérito policial apontam que houve caixa 2, com a participação de Valdebran Padilha, envolvido no caso do dossiê, na campanha eleitoral de 2004 do secretário-geral do PT de MT, Alexandre Cesar, derrotado à Prefeitura de Cuiabá. Leia a seguir a reprodução na íntegra da reportagem da Folha.

Valdebran é envolvido em denúncia de caixa 2 em MT

Recursos teriam sido destinados a campanha para a Prefeitura de Cuiabá em 2004

Petista investigado em caso do dossiê trabalhou em campanha de Alexandre Luís César, denunciado pelo Ministério Público Federal

HUDSON CORRÊA
DA AGÊNCIA FOLHA, EM CUIABÁ

            Uma ação trabalhista e um inquérito policial apontam que houve caixa dois, com a participação do "aloprado" Valdebran Padilha, na campanha eleitoral em 2004 do secretário-geral do PT de Mato Grosso, Alexandre Luís César. O petista disputou a prefeitura de Cuiabá (MT).
Valdebran foi preso em São Paulo, em setembro, com parte do R$ 1,75 milhão que seria usado, segundo a Polícia Federal, por petistas na compra do dossiê contra tucanos.
          Com base no inquérito e na ação trabalhista, o Ministério Público Federal vai denunciar César por fraude na prestação de contas eleitorais. A denúncia deve ser protocolada no início da próxima semana.
A PF aponta que César deixou de declarar gastos de R$ 2.855,804,29, registrando despesa de R$ 2.126.463,89.
A fraude está prevista no Código Eleitoral, com pena de reclusão de até cinco anos.
         Na ação trabalhista, o ex-coordenador de marketing da campanha, Walther Dorighelo, declarou que recebeu R$ 99 mil por seus serviços e que parte dessa quantia foi repassada por Valdebran, afastado do PT após o escândalo do dossiê. Na prestação de contas apresentadas à Justiça Eleitoral, César declarou ter pago R$ 10 mil, e não R$ 99 mil, ao ex-coordenador.
Na ação, julgada em agosto passado, antes do escândalo do dossiê, Dorighelo pede mais R$ 501 mil -pois, segundo ele, tinha acertado um contrato de R$ 600 mil na casa de Valdebran em dezembro de 2003.
A Justiça do Trabalho atendeu em parte do pedido e condenou o PT e Cesar a pagar mais R$ 188 mil a Dorighelo. Houve recurso e o processo está sob segredo de Justiça.
          Numa situação em que o empregador diz ter pago menos e o ex-empregado recebido mais, o juiz trabalhista mandou cópia da ação à Justiça Eleitoral.
No inquérito, concluído em fevereiro deste ano, o delegado Renato Sayão Dias aponta casos de fraudes com provas "irrefutáveis", pois César assinou com empresas documentos confessando dívidas não declaradas à Justiça Eleitoral.
       Em outro casos, credores apresentaram notas promissórias ou cheques emitidos pela campanha, mas que não foram pagos. As despesas, comprovadas por esses documentos, também não aparecem na prestação de contas.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Viúva de Adriano disputa em Cáceres

anelise silva 400 curtinha   Anelise Silva (foto), viúva do ex-reitor da Unemat e ex-deputado Adriano Silva, lançou pré-candidatura à prefeita de Cáceres pelo DEM do governador Mauro. Ela enfatiza que sofre a dor da perda e que decidiu entrar no páreo para dar continuidade ao projeto de Adriano de...

Vereador tenta barra compra de cestas

diego guimaraes 400 curtinha   O vereador pela Capital, Diego Guimarães (foto), denunciou junto à Ouvidoria do TCE o que definiu como irregular a aquisição, com dispensa de licitação, de cinco mil cestas básicas de alimentos pela secretaria municipal de Assistência Social e Desenvolvimento...

Apresentador de TV luta contra Covid

alexandre mota 400 curtinha   Alexandre Mota (foto), apresentador desde abril do programa de variedades Balanço Geral, da TV Vila Real de Cuiabá (Record), está internado na UTI do hospital São Mateus. É mais uma vítima diagnosticada com Covid-19. O seu quadro clínico se agravou. O pulmão...

Campanha une as primeiras-damas

virginia mendes 400 curtinha   As primeiras-damas Virginia Mendes (foto) e Michelle Bolsonaro, de MT e do país, respectivamente, têm mantido um relacionamento bem estreito no desenvolvimento de projetos e ações sociais. No final de abril, Michelle postou um elogio e divulgou, na sua conta do Instagram, a campanha de...

Se EP recuar, PV lança Stopa a prefeito

justino malheiros 400 curtinha   O ex-presidente da Câmara de Cuiabá e membro do diretório municipal do PV, vereador Justino Malheiros (foto), disse nesta segunda que o partido estará com o prefeito Emanuel Pinheiro até o último momento, apostando no projeto de reeleição do emedebista. Mas,...

Disputa a prefeito e apoio de Sachetti

 luizao_curtinha400   O empresário Luiz Homem de Carvalho, o Luizão (foto), ex-presidente da CDL de Rondonópolis, está mesmo determinado a encarar, pela primeira vez, o teste das urnas para prefeito. E inicia uma oposição dura à gestão Zé do Pátio, que buscará a...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.