Últimas

Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2006, 00h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Valdebran é ligado a caixa 2 do PT

           A Folha de S. Paulo desde domingo (17) confirmou reportagem já feita pelo jornal A Gazeta ao destacar que 'uma ação trabalhista e um inquérito policial apontam que houve caixa 2, com a participação de Valdebran Padilha, envolvido no caso do dossiê, na campanha eleitoral de 2004 do secretário-geral do PT de MT, Alexandre Cesar, derrotado à Prefeitura de Cuiabá. Leia a seguir a reprodução na íntegra da reportagem da Folha.

Valdebran é envolvido em denúncia de caixa 2 em MT

Recursos teriam sido destinados a campanha para a Prefeitura de Cuiabá em 2004

Petista investigado em caso do dossiê trabalhou em campanha de Alexandre Luís César, denunciado pelo Ministério Público Federal

HUDSON CORRÊA
DA AGÊNCIA FOLHA, EM CUIABÁ

            Uma ação trabalhista e um inquérito policial apontam que houve caixa dois, com a participação do "aloprado" Valdebran Padilha, na campanha eleitoral em 2004 do secretário-geral do PT de Mato Grosso, Alexandre Luís César. O petista disputou a prefeitura de Cuiabá (MT).
Valdebran foi preso em São Paulo, em setembro, com parte do R$ 1,75 milhão que seria usado, segundo a Polícia Federal, por petistas na compra do dossiê contra tucanos.
          Com base no inquérito e na ação trabalhista, o Ministério Público Federal vai denunciar César por fraude na prestação de contas eleitorais. A denúncia deve ser protocolada no início da próxima semana.
A PF aponta que César deixou de declarar gastos de R$ 2.855,804,29, registrando despesa de R$ 2.126.463,89.
A fraude está prevista no Código Eleitoral, com pena de reclusão de até cinco anos.
         Na ação trabalhista, o ex-coordenador de marketing da campanha, Walther Dorighelo, declarou que recebeu R$ 99 mil por seus serviços e que parte dessa quantia foi repassada por Valdebran, afastado do PT após o escândalo do dossiê. Na prestação de contas apresentadas à Justiça Eleitoral, César declarou ter pago R$ 10 mil, e não R$ 99 mil, ao ex-coordenador.
Na ação, julgada em agosto passado, antes do escândalo do dossiê, Dorighelo pede mais R$ 501 mil -pois, segundo ele, tinha acertado um contrato de R$ 600 mil na casa de Valdebran em dezembro de 2003.
A Justiça do Trabalho atendeu em parte do pedido e condenou o PT e Cesar a pagar mais R$ 188 mil a Dorighelo. Houve recurso e o processo está sob segredo de Justiça.
          Numa situação em que o empregador diz ter pago menos e o ex-empregado recebido mais, o juiz trabalhista mandou cópia da ação à Justiça Eleitoral.
No inquérito, concluído em fevereiro deste ano, o delegado Renato Sayão Dias aponta casos de fraudes com provas "irrefutáveis", pois César assinou com empresas documentos confessando dívidas não declaradas à Justiça Eleitoral.
       Em outro casos, credores apresentaram notas promissórias ou cheques emitidos pela campanha, mas que não foram pagos. As despesas, comprovadas por esses documentos, também não aparecem na prestação de contas.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Políticos e prisões nos últimos 2 anos

gaspar lazzari 400 curtinha   Vários políticos, que exerceram mandatos eletivos, como de vereador, prefeito, deputado e de governador, foram em cana nos últimos dois anos em MT. Eis alguns deles com passagem pelo cárcere: ex-governador Silval Barbosa, ex-deputados José Riva, Mauro Savi e Gilmar Fabris e o hoje...

Contratos da MTI vão ser suspensos

kleber geraldino mti curtinha 400   O governador Mauro Mendes vai determinar que o presidente Kleber Geraldino Ramos dos Santos (foto) suspenda todos os contratos da Empresa Mato-Grossense de Tecnologia da Informação (MTI - ex-Centro de Processamento de Dados do Estado), após ser informado de irregularidades em pelo menos dois...

Diretor define contratos emergenciais

alexandre beloto 400 curtinha diretor hospital   O diretor-geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública, Alexandre Beloto Magalhães (foto), tem feito compras emergenciais de materiais hospitalares para surprir demandas, especialmente do São Benedito e do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), que detém uma...

Bancada garante R$ 10 mi para IFMT

neri 400 curtinha   O deputado Neri Geller (foto), coordenador da bancada federal mato-grossense, anunciou destinação de R$ 10 milhões em emendas para o Instituto Federal de Mato Grosso no orçamento de 2020. Dirigentes do IFMT promoveram duas reuniões para debater projetos para melhorar a estrutura física...

Juca e aval do prefeito a projeto social

juca do guaran� curtinha 400   Juca do Guaraná Filho (foto), do Avante, conseguiu sensibilizar o prefeito Emanuel Pinheiro a apresentar uma mensagem à Câmara isentando do pagamento de IPTU os portadores de câncer e HIV. O  projeto foi apresentado originalmente na Câmara Municipal da...

Supremo enterra pedido contra Maluf

maluf_400   A 1ª Turma do STF enterrou de vez um pedido do advogado Waldir Caldas (Novo), ex-candidato ao Senado, que tentava revogar os atos que conduziram o ex-deputado Guilherme Maluf (foto) a uma cadeira no Tribunal de Contas. Caldas queria, ele próprio, ter a chance de ser indicado ao cargo, que era de prerrogativa da Assembleia. O...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.