Últimas

Sábado, 16 de Junho de 2007, 09h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Vale lutar!

     A população de Cuiabá quer reduzir a tarifa do transporte urbano, apesar de a Câmara Municipal ter mantido o decreto do Executivo. O último aumento, para R$ 2,05, acirrou os ânimos. As inúmeras manifestações nas ruas e as ações junto aos poderes Legislativo e Judiciário demonstram a luta não somente contra as vantagens às empresas que operam no setor, como também o quanto pesam no bolso do cidadão as altas no preço da passagem. Desde o começo dessa discussão a universidade está presente, fez parte da comissão que realizou o estudo sobre o valor da tarifa e não poderia agora, deixar de se posicionar. E, pensando no conjunto maior da sociedade, é que nos colocamos a favor daqueles mais de 200 mil que já eram excluídos do transporte público devido ao preço de R$ 1,60.
     O movimento pela redução da tarifa, que esteve a um passo de reverter o aumento com apoio da Câmara Municipal, viu os eleitos para defender os interesses da sociedade lavarem as mãos na sessão da última terça-feira, dia 12. Todos os 19 vereadores deram suas assinaturas para que o projeto de decreto legislativo fosse a plenário em regime de urgência, em contraposição ao decreto do Executivo que majorou a tarifa, mas ali mesmo o derrubaram. Revoltados, manifestantes invadiram o saguão da Câmara na última quinta-feira, dando mostras do que é possível ocorrer quando os ânimos se exaltam. Foi esse, até o momento, o resultado da disputa entre Legislativo e Executivo e entre o interesse empresarial e o direito da população. A argumentação utilizada pelos vereadores foi o parecer da Comissão de Constituição e Justiça, que considerou ilegal a utilização do decreto legislativo nesse momento, por não estar regulamentado. É preciso, então, dar celeridade a esse processo de regulamentação. O Poder Legislativo deve, também, chamar para si a responsabilidade estabelecida pela Lei Orgânica do Município de Cuiabá, de definir a tarifa pública e, ao fazê-lo, observar com rigor os direitos sociais.
     A Universidade vem contribuindo ao longo de seus 36 anos para o desenvolvimento de Mato Grosso de forma sustentável e com a preocupação de que os conhecimentos aqui construídos se revertam para a qualidade de vida da população. Desta vez o fazemos com base nos estudos preliminares para o plano de transportes do Aglomerado Urbano Cuiabá-Várzea Grande, em 2005, que demonstrou que 30% da população das duas cidades não utilizavam o transporte coletivo devido ao valor da tarifa, e frente à necessidade do cumprimento, pelas concessionárias, de suas obrigações e de aplicação das sanções, pelo Executivo, pelo não-cumprimento do que está nos contratos.

     Novamente queremos contribuir nesse sentido, apoiando a luta pela redução da tarifa, nas instâncias onde ainda correm processos, e, também, na argumentação com o prefeito, que tem nas mãos a possibilidade de reverter a posição em relação ao decreto. Apoiamos, também, a luta popular, que tem expressiva participação estudantil, de forma pacífica, por enxergarmos as atividades dessa natureza como parte do processo formativo nos planos acadêmico, ético e cidadão.

Paulo Speller é reitor da Universidade Federal de Mato Grosso ( reitor@ufmt.br )

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

3 ex-prefeitos se juntam em Poconé

meire pocone 400 curtinha   Em Poconé, o prefeito Tatá Amaral, filiado ao DEM do governador Mauro e apoiado pelo ex-federal Fábio Garcia, está disposto a buscar a reeleição, mesmo com uma gestão pífia, isolado politicamente e com alto índice de rejeição. Enquanto isso, as...

Máquinas para reciclar garrafas pets

maquina 400 curtinha   Sob iniciativa da secretaria de Inovação e Comunicação da Capital, dentro dos projetos que buscam a sustentabilidade, a prefeitura vai colocar máquinas de reciclagem de garrafas pets em 15 pontos da cidade e com possibilidade de ampliar os locais de recolhimento. Em troca, o cidadão...

4 fora da reeleição em Rondonópolis

jailton 400 vereador curtinha   Em Rondonópolis, quatro dos 21 vereadores não devem ir à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (DEM), Rodrigo da Zaeli (PSDB), Hélio Pichioni (PSD) e Jailton do Pesque e Pague (foto), do PSDB. Thiago e Rodrigo têm esperanças de concorrer a...

Prefeito apoia vice à briga em Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   Francis Maris vai mesmo declarar apoio oficial à pré-candidatura da empresária Eliene Liberato à sucessão em Cáceres. Em público, o prefeito faz mistério para não contrariar outros pretensos candidatos do grupo e que têm esperanças de receber...

Preparando um dos aliados a federal

mauro carvalho 400 curtinha   Embora não comente publicamente, o governador Mauro Mendes está "costurando" acordos políticos com líderes mais próximos, visando não só o pleito de 2020, mas também às eleições gerais de 2022. Em época de busca de projetos e de...

Salvando 1º ano de mandato no cargo

selma arruda 400 curtinha   Embora "sangrando" e com a imagem arranhada, a juíza aposentada e senadora cassada pelo TRE-MT Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, consegue concluir este primeiro de oito anos de mandato. E vai se licenciar nos próximos dias para ceder espaço aquele que financiou a sua campanha,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.