Últimas

Sábado, 13 de Janeiro de 2007, 17h:18 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Várias irregularidades detectadas na Iomat

    As contas do ex-presidente da Imprensa Oficial do Estado (Iomat), Cláudio Pires, foram rejeitadas pelo TCE devido a 20 irregularidades consideradas graves. Então presidente do PPS de Cuiabá, Pires presidiu a Iomat de janeiro a agosto de 2005. Acabou preso, após o Ministério Público e investigações policiais constatarem atos de improbidade e crime de peculato contra Pires e Dilma Mota Cursino, então coordenadora-administrativa e financeira da Iomat.

    O TCE descobriu que na gestão Pires os saldos existentes na conta-arrecadação não eram transferidos diariamente para a conta única do Tesouro do Estado, o que contraria a lei.  Nos cofres da autarquia foram detectados 60 cheques de terceiros, totalizando R$ 13,7 mil, devolvidos principalmente por insuficiência de fundos. Tinham sido emitidos no período de 1994 a 2004. No balanço geral de 2004 já constava devolução de 68 cheques que, juntos, totalizavam R$ 20,6 mi. Ao fazer o confronto entre essas duas relações, o TCE verificou a falta de 6 cheques.

    Foram detectadas outras irregularidades. A empresa Captadora Distribuidora MT de Jornais e Revistas emitiu cheques do Banco do Brasil para pagamento de faturas pendentes na Iomat. Os valores, porém, não foram depositados na conta da autarquia e sim na da coordenadora-administrativa Dilma Corsino. Acabaram parando na conta de Dilma pagamentos feitos à Iomat pela factoring Essencial Fomento Mercantil e JHS Cobrança Ltda.

   Foram a partir desses indícios de desvio de recursos públicos que Pires e Dilma passaram a ser investigados em inquéritos policias e pelo MPE. Ambos foram denunciados por desviar dinheiro da Iomat, mediante a troca, em factorings, dos cheques emitidos pela autarquia para quitar compromissos das empresas captadoras e, depois, investirem em valores obtidos em bens para benefício pessoal. Na gestão Cláudio Pires, a  Iomat tinha para arrecadar R$ 3,5 milhões. O problema é que o controle das emissões e recebimentos das faturas eram efetuados do computador particular de Dilma.

     Diante das graves irregularidades, o TCE aplicou multa a Cláudio Pires correspondente a 100 UPFs/MT, por 'grave infração à norma legal de natureza, financeira, operacional e patrimonial'. O montante deve ser recolhido em 10 dias, a partir da notificação, aos cofres do Fundo de Reaparelhamento e Modernização do TCE.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Ibope mostra acirramento Abílio x EP

abilio junior 400 curtinha   O primeiro resultado da pesquisa Ibope deste segundo turno, revelado hoje pela TVCA, apontando Abílio (foto) com 48% e Emanuel com 40% das intenções de voto, empatados tecnicamente dentro da margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos, é uma mostra do quanto está...

Ricardo atuando pela reeleição de EP

ricardo adriane 400 curtinha   O ex-vereador Ricardo Adriane (foto), um dos dirigentes do Republicanos da Capital e do quadro de assessores do presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho, está fazendo campanha pela reeleição do prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro. Numa reunião ampliada, Ricardo deixou claro que...

Única petista eleita define apoio a EP

edna sampaio 400 curtinha   Única vereadora eleita pelo PT na Capital, a professora Edna Sampaio (foto) resolveu declarar apoio à reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). E mandou mensagens aos servidores públicos, que passarão a ter a petista como espécie de porta-voz na Câmara Municipal....

Batista agora aparece pra pedir voto

joao batista 400 curtinha   Único deputado do Pros com assento na Assembleia e presidente estadual do partido, João Batista (foto) resolveu aparecer nestas eleições em Cuiabá, mas no segundo turno. No primeiro, foi escondido pela candidata do Pros, Gisela Simona, que ficou em terceiro lugar. Nos bastidores,...

Derrotado a vereador se junta a Abílio

elias santos 400   O irmão do deputado estadual Wilson Santos, Elias Santos (foto), que concorreu a vereador por Cuiabá e só conseguiu 1.143 votos, agora faz campanha para Abílio neste segundo turno, no confronto entre o candidato do Podemos e o prefeito Emanuel. Elias estava no PSDB e correu para o DEM do governador...

Surra de votos no prefeito e no irmão

meraldo sa 400 curtinha   Na pequena Acorizal, com menos de seis mil habitantes, o ex-prefeito de dois mandatos, ex-presidente da AMM e ex-deputado estadual Meraldo Figueiredo Sá (foto) garantiu mesmo, nas urnas, o seu retorno ao cargo. Concorrendo pelo PSD e agora sem ajuda do antigo padrinho político José Riva, Meraldo...