Últimas

Sábado, 02 de Janeiro de 2010, 09h:35 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Comunicação

Veja destaca obra na 163 embargada pelo TCU

Esta edição explica o quanto o laser pode ajudar na medicina e o TCU na avaliação de obras pelo Brasil

   A edição de Veja que chega aos mato-grossenses neste domingo (3) tem como tema de capa a superutilidade do laser na medicina curativa e sobretudo na estética. Enfoca também o trabalho desenvolvido pelo Tribunal de Contas da União (TCU), que lista obra na BR-163, em Mato Grosso, como um dos projetos sob suspeita de superfaturamento. Outro assunto destacado pela revista é o massacre no Suriname, do qual brasileiros foram vítimas.

   No caso do laser, Veja o apresenta como “a invenção mais impactante do mundo moderno", na opinião do físico Nilson Dias Vieira Junior, superintendente do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen). Na medicina, o laser corta (com muita precisão e pouco sangue) músculos, pele e ossos. Na dermatologia, além de remover as manchas de pele e as linhas de expressão, a luz corta literalmente o mal pela raiz

   Quando a revista aborda as obras fiscalizadas pelo TCU, muitos Estados foram colocados na lista de obras suspeitas. O asfaltamento da BR-163 é o primeiro. A estrada, que liga o Pará a Mato Grosso, teve empreiteiras contratadas nos anos 90 pelo governo para asfaltá-la. Mas a obra foi paralisada por falta de recursos e só pôde ser retomada quase dez anos depois. Nesse interím, foram identificados pelo TCU um cipoal de problemas. Foram feitas várias emendas ao contrato original, o que levou a obra a ficar quatro vezes mais cara.

   Sobre o massacre do Suriname, a revista conta como foram as horas de horror vividas pelos brasileiros, vítimas de ataque promovido por um quilombola. Para vingarem um assassinato cometido por um brasileiro, os assustadores maroons promoveram uma onda de saques, estupros e espancamentos.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Ex-vereador abandona rei dos porcos

fernando morais 400 curtinha   Mesmo impedido de ser candidato, já que está inelegível por oito anos, o ex-vereador pela Capital Abílio Júnior segue se articulando politicamente, deixou o PSC e se filiou ao Podemos. Acabou dando de ombros para o empresário Fernando Morais (foto), o "rei dos porcos",...

Temor e negociação com 3 partidos

wilson kero-kero 400 curtinha   Depois de ajudar na articulação para se filiar ao Podemos o colega vereador Dilemário Alencar, que estava "fritado" e sem espaço no Pros e procurou abrigo em outra legenda, Wilson Kero-Kero (foto) está agora com receio de migrar para o partido da senadora cassada Selma Arruda e do...

Agora no DEM e foco à saúde pública

gilberto figueiredo 400 curtinha   Gilberto Figueiredo (foto), vereador licenciado da Capital e secretário de Estado de Saúde, aproveitou a janela - data limite de filiação até sábado (4) para quem quiser ser candidato em outubro -, e ingressou no DEM. Agora, o partido do governador Mauro, até...

Ação de promotor e volta de restrições

Adalberto Ferreira   O promotor de Justiça Adalberto Ferreira garante que prefeito de Juscimeira Moisés dos Santos não havia editado nenhum decreto endurecendo as regras de restrições à pandemia do coronavírus antes do MPE propor ação na Justiça. Ao falar sobre nota publicada...

Oséas agora está nas mãos de Abílio

oseas machado 400 curtinha   Oséas Machado (foto) conseguiu derrubar Abílio Júnior, a quem denunciou por quebra de decoro parlamentar, e assumiu a cadeira deste na Câmara da Capital. Agora, o cassado se articula para dar o troco. O problema é que ambos estão no PSC. Oséas quer buscar a...

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.