Últimas

Quinta-Feira, 27 de Novembro de 2008, 12h:17 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

RONDONÓPOLIS

Vereador acusa contradição e critica promotores

   O vereador reeleito por Rondonópolis, Adonias Fernandes de Souza (PMDB), nega compra de votos e afirma ser vítima de armação. Ele enfrenta processo de cassação de registro movido pelo Ministério Público Eleitoral - saiba mais aqui.

  "Se eu realmente comprei votos, sou muito incompetente. Há 4 anos, eu tive 2.980 votos e fui o segundo vereador mais votado. Agora, tive 2.103 votos e fui eleito pela média. Perdi mais de 800 votos e ainda me acusam de compra de votos?", reage o parlamentar, em entrevista ao RDNews em seu gabinete na Câmara Municipal.

   O vereador diz ainda que a acusação do MPE contém muitas contradições e revela que já entregou a sua defesa. Afirma que Devair Alves da Silva era cabo eleitoral do PMDB e que trabalhou como fiscal do partido durante a eleição. E questiona o fato do depoente afirmar não conhecer a pessoa que o contratou.

   "Temos o depoimento de Ana Edna da Silva, que é vizinha dele (Devair). Será que ele não conhece a sua vizinha? Basta ler o processo para saber que tudo isso é uma verdadeira armação. Há muitas contradições nas datas em que ele foi ouvido. Onde ele estava e quem o abordou e pagou a cesta básica? Aliás, ele afirma que a cesta foi paga quase 20 dias depois da eleição, tudo muito estranho", dispara o parlamentar.

   Adonias disse ainda que está tranquilo e que aguarda o final das investigações. O processo contra ele e que envolve também a sua colega de legenda, Mariúva Valentim Chaves, a Mariúva da Saúde, tramita sob segredo de Justiça porque houve pedidos de quebras de sigilo, possivelmente telefônico.

   Os promotores pedem a cassação do registro dos dois parlamentares ou de seus diplomas, caso o processo seja finalizado após a diplomação, que acontece no dia 16 ou 18 de dezembro. Adonias afirma que as acusações são uma jogada política do grupo do PR do prefeito derrotado à reeleição Adilton Sachetti. "Eles (do PR) quiseram atingir o Zé do Pátio e esse processo acabou por respingar na gente. Não houve compa de votos", garante o peemedebista. (Patrícia Sanches, enviada especial a Rondonópolis)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • manoel | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    conheco o ver adonias pessoalmente sei q e pessoal integra e nao compartilha com esse tipo de pratica ilegal de compra de voto fui voluntario na campanha dele e senti na pele a dificuldade que era por falta de recurso enquanto os oponentes nos humilhavam com suas fabulas nos humidemente da maneira que podiamos corriamos atras dos nossos votos....ha e deixa te confessar uma coisa no sabado vespera de eleicao eu estava ao lado de uma pessoa tradicional do pmdbe seu tel tocava insistentemente e a ligacao era sempre a cobrar eu ouvir ela falar o nome de nelma esposa de ze carlos , ou seja nossa campanha foi tao pobre em recursos financeiros q a nossa futura 1ª dama nao tinha creditos em seu cel e agora acusam nos de compra de votos pelo amor de deus essas pessoas estao loucas esqueceram q existe um ser superior....

Mauro e vitórias na briga de decretos

mauro mendes 400 A estratégia do governador Mauro Mendes (foto) de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, discordou e fez...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...

Setasc doou 330 mil cestas básícas

Rosamaria 400 curtinha   A Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Setasc), sob Rosamaria de Carvalho (foto), já entregou mais de 330 mil cestas básicas desde o inicio da pandemia, sendo 110 mil em Cuiabá e Várzea Grande. E como assistência social foi considerada como serviço essencial,...

Interinos ficam sem cargos no TCE

jose carlos novelli 400 curtinha   Com o retorno dos conselheiros do TCE, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli (foto), dois substitutos perderam os postos não apenas nas relatorias, como também ficam sem os cargos na gestão. É o caso de Isaías Lopes da Cunha, que deixou de ser ouvidor-geral, sendo...

MT perde José Afonso Portocarrero

portocarrero-400   Morreu nessa quarta  (3), aos 93 anos, José Afonso Portocarrero (foto). O ex-presidente dos extintos  Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat)  e Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat)  morreu de causas naturais. Viúvo, deixa quatro filhos.  Na vida profissional, foi o responsável...

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...