Últimas

Sexta-Feira, 18 de Dezembro de 2009, 07h:50 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

VARIEDADES

Vereador cassado, Lutero monta um buffet e vira cozinheiro

  Lutero Ponce (PMDB) saiu da Câmara Municipal de Cuiabá direto para a cozinha. Em sociedade com o filho Nilo Ponce, o vereador cassado montou um buffet de chácara, no bairro Praeirinho, na Capital, e atua como chefe de cozinha, profissional responsável pela seleção dos ingredientes, pela preparação dos pratos, pela combinação dos sabores e pela sua apresentação.

   Trata-se de uma chácara com uma grande estrutura. Dispõe de espaço para mais de 500 pessoas sentadas. Em seu buffet, Lutero mantém a ordem e a higiente na cozinha. Não joga e nem aceita nada debaixo do tapete, diferente do que aconteceu durante os dois anos em que presidiu o Legislativo cuiabano, entre 2007 e 2008, quando foram desviados quase R$ 8 milhões, segundo inquérito da Delegacia Fazendária.

   Pessoas que frequentam o buffet se mostram surpresas com a satisfação, alegria e o prazer demonstrado pelo ex-vereador quando está na cozinha. Seu trabalho mais intenso ocorre nos finais de semana.

  Ele domina há alguns anos a prática da culinária e, agora que foi "expulso" da vida pública, resolveu colocá-la em prática. A agenda para locação da chácara-buffet está lotada, principalmente nesta época de festas de final de semana. Lutero só não gosta muito quando alguma pessoa, por ironia ou gozação, solicita a ele que prepare uma pizza. Logo vincula o fato ao seu processo de investigação, apesar de ter resultado na cassação do mandato por quebra de decoro parlamentar.

     Antes de se dedicar ao buffet, Lutero se articulou para voltar à diretoria do Instituto de Metrologia do Estado (Inmetro-Imeq). Em 1998, no governo Dante de Oliveira, o ex-vereador por dois mandatos foi nomeado como diretor-administrativo e financeiro do órgão. Era uma época em que estava quebrado financeiramente como agricultor, pois não tinha dado certo a experiência de tocar por mais de um ano uma mineradora na Libéria, país da África Ocidental. Em 2002, com a renúncia de Dante para concorrer ao Senado e a posse de Rogério Salles como governador, Lutero continuou no Inmetro e veio, inclusive, a ser "promovido" ao posto de superintendente. Agora, sete anos depois, ele tentou voltar ao órgão, mas a imagem desgastada politicamente e o bombardeio que vem enfrentando por causa das denúncias de corrupção tiraram-no a chance de virar diretor de um órgão vinculado à estrutura do governo do Estado. O negócio, então, foi voltar para a iniciativa privada.

    Os atos de Lutero enquanto político têm trazido a ele consequências jurídicas graves. Nesta quinta, por exemplo, ele foi denunciado pelo Ministério Público por formação de quadrilha, desvio de receita pública e fraudes em licitação. Responderá por liderar um grupo que causou rombo milionário ao erário. Antes de perder o mandato, enfrentou até ordem de prisão. Pelos cálculos do MPE, os R$ 7,5 milhões desviados da Câmara Municipal dariam para comprar várias chácaras. Para piorar, a mulher de Lutero, Ana Maria Alves das Neves, entrou na lista dos 10 denunciados. Lutero vive hoje com um olho na cozinha e outro nos seus processos.

Postar um novo comentário

Comentários (25)

  • Caio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Dúvido que lá ele fará PIZZA......

  • Germano Souza Cruz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quantos comentários maldosos!!!!!!

    Ora, antes de se comentar alguma matéria é preciso antes ter algum discernimento para não dizer tanta bobagem e mágoa, pois o que pesa sobre a pessoa de Lutero são acusações provadas apenas no cunho político, o criminal ainda está tramitando, por isso é elementar que seus algozes detenham suas lanças um pouquinho mais. Principalmente tatandosse estes de pessoas que não tem a coragem de se identificarem.
    Diz o ditado: Mais justo é deixar a solta milhares de culpados por falta de provas, que condenar um inocente com base em indícios apenas. (talvez o ditado original não seja bem assim, apenas o inovei)

  • ANA ROSA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • luiz fernando | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    FOI EXPULSO DA VIDA PULBLICA, E O DINHEIRO PUBLICO FOI JUNTO COM ELE. QUE MARAVILHA!

  • Alexandre | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Como é facil abrir mega impreendimento com o dinheiro do povo. E tem gente que ainda acha bonito ser cliente. E povinhoooo!!!!!

  • saldanha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Depois de fritar o dinheiro do povo e cozinhar os colegas parlamentares, não contava com a atuação do MCCE e Ong. MORAL. Mas, os cupinhas são muitos, espero que essa cozinha seja espaçosa. Uma pergunta: O ver. Lúdio anda por lá?

  • Marina | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Prof. Shimizu | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sinceramente, fiquei curioso para saber a resposta da pergunta feita pelo Saldanha.

  • marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    todo politico quer pegar dinheiro publico para se acontecer algo de errado em sua administração ele não morra de fome, tinha de sair com o bolso cheio, agora pessoal me digam se não da vontade de ser corrupto, pq eles furtam furtam e no maximo é casado, e a cadeia serve para que? ppp

  • JEDAE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    GERMANO! TADINHO DO LUTERO. É UM SANTO! ESTOU ATÉ COM DÓ DELE! COM CERTEZA, VOCE DEVE TER PEGADO UMA RAPA COM ELE, POIS PELO SEU COMENTAR O MESMO É INOCENTE DE TUDO! TADINHO DELE! RSSRSRR!!!

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

Retorno à Câmara após 6 mandatos

fulo 400 curtinha   Figura bastante popular, especialmente na região da Vila Operária, Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô (MDB), que foi vereador de Rondonópolis por seis mandatos, está de volta. Hoje suplente, ele assume provisoriamente nesta segunda a cadeira do titular Thiago Muniz, que pediu licença...

Bolsonaro nem aí para políticos de MT

nelson barbudo 400 curtinha   O cerimonial da Presidência da República deu de ombros para os políticos, inclusive para a bancada federal mato-grossense, na visita de Bolsonaro, sexta, em Sinop e Sorriso. Alguns tentaram, de forma insistente, tirar foto com o presidente. E até conseguiram. Mas o capitão preferiu...

Tião com Flávio e "pau" nos Campos

tiao da zaeli 400 curtinha   A maior bronca dos Campos em Várzea Grande hoje é com o ex-prefeito Tião da Zaeli (foto), que motivou o amigo e empresário Flávio Vargas, dono do frigorífico Frical, a entrar na disputa à sucessão municipal. E Flávio conseguiu construir um amplo arco de...

A única dos maiores fora da reeleição

rosana martinelli 400 curtinha   Seis dos 10 prefeitos dos maiores municípios de MT poderiam disputar a reeleição neste ano por estarem no primeiro mandato ou já tendo exercido outros não consecutivos. E, destes, somente Rosana Martinelli (foto), de Sinop, não se recandidatou. Percebeu dificuldades...

Poconé tem 4 no páreo; Euclides dança

euclides santos 400 curtinha   Em Poconé, o ex-prefeito Euclides Santos (foto) nadou e morreu na praia. Numa queda de braço dentro do PSDB, Euclides, que havia se mudado para Cuiabá e tem o filho na disputa para vereador, perdeu espaço e autonomia para a ex-prefeita Meire Adauto, presidente municipal da legenda tucana e...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você está animado para votar nas eleições de novembro?

sim

não

nem sei!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.