Últimas

Segunda-Feira, 14 de Dezembro de 2009, 16h:39 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

ARTICULAÇÃO

Vereador critica prefeitura por vender rua para Atacadão

   A venda da rua Tufic Affi , conhecida como Travessa do Cotovelo, na região do Porto, para a rede Atacadão (que foi comprada pelo grupo Carrefour), tem causado muita polêmica na Capital. A decisão de prefeitura, que negociou o espaço por R$ 1,6 milhão, tem dividido opiniões. Para efetuar a transação comercial, o prefeito Wilson Santos (PSDB) contou com o aval dos vereadores, mas alguns deles reclamam do modo como a mensagem foi apreciada. “Eu me abstive durante a votação porque não concordei com o fato do projeto ter sido em caráter de urgência. Muitas mensagens são aprovadas assim, sem que possamos analisar”, reclama o republicano Francisco Vuolo.

   O projeto de lei 5.226 foi aprovado em 7 de julho e sancionado no dia 10 do mesmo mês, mas somente agora se tornou público. Na oportunidade, além de Vuolo, o petista Lúdio Cabral também se absteve.A Travessa do Cotovelo foi vendida por meio de um leilão. O local é utilizado como uma opção para as pessoas que transitam na região e pretendem se dirigir a região da feira do Porto, ir para a avenida Beira Rio ou ir para Várzea Grande pela Ponte Júlio Muller, mais conhecida como Ponte Velha.

   Segundo o prefeito de Cuiabá Wilson Santos (PSDB), no local seria construído um terminal rodoviário, mas como se tornou muito pequeno, a prefeitura resolveu vender a área. Wilson garante que antes de levar a Travessa do Cotovelo a leilão foram realizados estudos e análises pelos órgãos competentes. “Lá não cabe mais o terminal que gostaríamos de fazer, por isso, vendemos. Para o mercado será bom, vão poder ampliar o estacionamento”, disse Santos. (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (34)

  • maria | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ai se a moda pega, em vg vai ser doado rua, pq em vg tudo que é bem publica acaba sendo doado pro amigos, ai socorro...

  • ze | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    as eleiçoes estao chegando tem que sair dinheiro de algum lugar,esse povo do psdb só sabe vender,privatizar coisas que nao sao deles se bobear vendem até a mae.

  • Adalberto Guimarães | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não entendo o motivo de tanta crítica a Wilson Santos, a rua em questão já era de uso quase exclusivo do Atacadão, de graça. Tem pessoas postando opinião aqui, sem nunca ter passado pela mesma. O importante é a obra que será construída na região, além do alargamento da Av. da Prainha.

    Gente, vamos pensar grande!

  • João Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NOSSA E AINDA TEM OTÁRIO QUE DEFENDE ESSE WS, QUE ACHA LINDO VENDER A RUA..., VC JA PENSOU NO PREJUIZO...!

  • Lucelio Costa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Comunico que a foto em evidência nesta notícia não é do Atacadão do Porto, e sim do Coxipó. Outro sim, esta notícia é para perguntar, esta ação por parte do gestor do nosso município é realmente verdadeira?
    claro que é! Desta forma, como governador ela poderá até vender toda a área do Pantanal para o SESC!

  • MANE PORRETE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • dejango | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quando a gente pensa que já viu de tudo aqui em cuiabá, nos aparece mais essa. Talvez seja um dos maiores absurdo dos ultimos tempos e não tenho dúvida nenhuma que seja compromisso de campanha anterior e futura.
    Onde já se viu, vender uma rua numa cidade de transito caótico como é cuiabá, se ela hoje parece ser de pouco uso; o que não é; imagina daqui 5 anos. Esses, são os administradores que querem promover uma copa do mundo?
    Se a sociedade quer saber os benefécios daquela rua é só interromper por uma semana. Pessoas que manobram ali, terá que pegar a prainha que já é extremamente conjestionada justamente no ponto em que até hoje não conseguiram dasapropiar aquela garagem, aquilo ali sem a rua do atacadão vai ficar um inferno. Além disso tem os ônibus que param ali vindo dos assentamentos para fazer suas compras.
    Está claro que é uma tentativa de ajudar um grupo empresarial e não a sociedade más usando um patrimônio social. O prefeito não foi nos comerciantes antigos da rua ao lado e que também pagam seus impostos, saber a opinião deles, não procurou saber se serão ou não prejudicados com essa atitude.
    Reconheço que o espaço ali para o atacadão é pequeno para atividade que eles oferece, então que mude o atacadão, o prefeito precisa entender que a cidade precisa ser descentralizada e não comtribuir para centralizar ainda mais.
    Prefeito Wilson santos, com mais essa pode jogar a toalha, administrar não é o seu forte, volte a ser legislador, vc só é bom de prosa.

  • LUIZ RIBEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESSE WS É DEMAIS, É UM NINJA. SE COMO PREFEITO VENDEU RUA, COMO GOVERNADOR VENDERA NOBRES, CHAPADA, PANTANAL, ETC. CUIABA ESTA FALTANDO RUA, O PREFEITO VENDE... PSDB AONDE CHEGA JA QUER VENDER... PERGUNTO QTO FICA SOMENTE PARA ASFALTAR UMA RUA DAQUELA? PREFEITO NOS MORADORES DE UMA RUA FECHADA QUEREMOS COMPRAR QUAL O PREÇO? ORGANIZE UMA LICITAÇÃO DESSE NIVEL PARA NÓS...

  • Lady | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Povo de Cuiabá, vamos tomar cuidado porque daqui a pouco o Prefeito Wilson Santos vai querer vender as praças públicas, escolas, etc...

    Só faltava mais essa, Vender uma Rua Pública!!!

    E onde será que vai ser aplicado o dinheiro da venda da rua???

  • GERMANO RIVA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ahhhh
    não sei se deveria vender a rua, o que sei é que os caminhoes do atacadão sempre atrapalharam o transito da 15 de novembro... com esta compra, o supermercado poderá ampliar o espaço para descarga... e acabar com o problema do transito!
    Sem falar, que a rua será remanejada mais para frente...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

4 com as maiores chances ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   Todos os principais candidatos ao Senado, na suplementar de 15 de novembro, para eleger quem ocupará a cadeira da cassada Selma Arruda, estão trabalhando com tracking eleitoral, metodologia que consiste, basicamente, em realizar pesquisas de intenção de voto por telefone de forma...

Polarização entre Gustavo e os Maia

gustavo mello 400 curtinha   Em Alto Araguaia, três disputam a prefeitura, mas a briga eleitoral está mesmo polarizada entre o prefeito Gustavo Melo (foto), do PSB, e Martha Maia (PP), irmã do ex-prefeito por quatro vezes Maia Neto. Júnior da Farmácia (PSL) corre por fora, mas sem chance de êxito nas urnas....

MAIS LIDAS