Últimas

Terça-Feira, 20 de Março de 2007, 12h:19 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

LEGISLATIVO

Vereador denuncia prefeito de Nortelândia

   O vereador por Nortelândia (a 240 ao médio-norte de Cuiabá), Paulo César da Silva (PR), acusa o prefeito Vilson Ascari (PP) de cometer várias irregularidades e classifica de arbitrariedade sua detenção, em plena sessão da Câmara, no último dia 26. César revela que já ingressou com várias ações no Ministério Público contra a atual administração.

   Uma das manobras do prefeito e da base aliada na Câmara, segundo ele, foi a aprovação da proposta de renegociar um rombo de R$ 2 milhões na previdência municipal em 400 meses, com juros de 12% ao ano. O Município vai pagar mensalmente R$ 5 mil pelos próximos 33 anos. Um dos poucos opositores entre os 9 vereadores, Paulo César culpa o próprio Ascari por descontar dos servidores e não ter feito o recolhimento da contribuição junto à Previdência desde quando este foi prefeito pela primeira vez, de 93 a 96. Observa que o sucessor Rodomildo Rodrigues também fez igual.  "Armaram minha prisão por suposta quebra de decoro parlamentar para me tirar da sessão e, assim,  aprovarem o rombo da previdência".

    Paulo César acusa ainda a administração Ascari de desviar recursos liberados pela secretaria de Estado para aquisição de óleo diesel. Garante que há irregularidades também na construção de uma 'praça fantasma' e emissão de notas frias. "São muitos escândalos. Estou levando todas as irregularidades ao conhecimento do Ministério Público e da Justiça", disse o parlamentar republicano.

    Quanto à acusação de que teria agredido verbalmente o prefeito Vilson Ascari e o vice Antônio Xavier (PSDB) durante a sessão do dia 26 de fevereiro, Paulo César nega. Assegura também que não feriu o Regimento Interno por ter, da tribuna, denunciado supostas irregularidades na administração. "O que fizeram comigo foi um absurdo", comentou.

   O prefeito Ascari não foi localizado nesta terça pela manhã para comentar as denúncias do vereador oposicionista.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

DEM e voz na Câmara após 16 anos

marcelo bussiki 400 curtinha   O DEM (antigo PFL) passa a ter voz na Câmara da Capital 16 anos depois. Aproveitando a janela de março em que a Justiça Eleitoral permite mudança de legenda sem risco de perda do mandato, dois vereadores migraram para o Democratas, sendo eles Marcelo Bussiki (foto) e Gilberto Figueiredo, que...

MDB agora com 2 na Câmara-Cuiabá

juca do guaran� curtinha 400   O MDB do prefeito Emanuel Pinheiro, que não elegeu vereador em 2016 em Cuiabá, agora ganha duas vozes na Câmara. Tratam-se de Juca do Guaraná (foto), militante histórico do nanico Avante que resolveu migrar para a legenda emedebista, e do recém-empossado...

PT segue sem voz na Câmara-Cuiabá

bob pt 400 curtinha   O PT, presidido em Cuiabá por  Elisvaldo Almeida, o Bob (foto), está mesmo "queimado" e sem prestígio. Em meio ao troca-troca de partido entre os vereadores cuiabanos, aproveitando a janela de março, cujo prazo para mudanças para quem deseja se candidatar em outubro encerrou-se neste...

Deputado, única causa e os interesses

xuxu 400 curtinha   Xuxu Dal Molin (foto), deputado pouco atuante e limitado a defender a bandeira do agronegócio, é mais um daqueles que demonstram, na prática, usar a política para beneficiar os seus. De familiares de agricultores, Xuxu bateu duro, se posicionando contra a proposta encaminhada pelo governador Mauro...

Vereadores de ROO e trocas de siglas

fabio cardozo 400 curtinha   Em Rondonópolis, praticamente a metade dos vereadores está aproveitando a janela, que se encerra neste sábado, para mudar de partido, e já com as atenções voltadas à reeleição. E, com a dança das cadeiras, o Solidariedade do prefeito Zé do...

Podemos absorve a turma do barulho

O Podemos conseguiu juntar no seu diretório em Cuiabá a turma do barulho. Dela fazem parte dois com mandatos cassados, Abílio Júnior, que perdeu a cadeira de vereador por quebra de decoro, e a senadora Selma Arruda, cassada por caixa 2 e abuso de poder econômico, mas que ainda continua no cargo. Selma impôs condições para seguir no partido. Chegou a negociar ida para o PSC. E ganhou a presidência municipal do Pode, forçando o...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.